>
terça-feira, 5 de julho de 2022 - 02:46 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Incêndio em Volta Redonda prejudica sede da Cooperativa de Catadores e Catadoras Reciclar-VR

Incêndio em Volta Redonda prejudica sede da Cooperativa de Catadores e Catadoras Reciclar-VR

Matéria publicada em 13 de setembro de 2020, 15:23 horas

 


Volta Redonda – A sede da Cooperativa de Catadores e Catadores Reciclar foi atingida pelo incêndio que ocorreu em vegetação no bairro Siderópolis, no início da noite de sábado (12), em Volta Redonda. O incêndio foi controlado pelo Corpo de Bombeiros por volta das 6h, deste domingo (13). Ele destruiu as baias de um dos três galpões da cooperativa, situado na Rua 35, no bairro Sessenta, causando prejuízo para os 25 associados, porém todos passam bem.

De acordo com a diretora-financeira da cooperativa, Valéria de Lourdes Martins Siqueira, de 45 anos, um volume de cinco caminhões de produtos foi perdido por conta do material queimado pelo incêndio, além de que os três galpões estão interditados. Outra preocupação dos associados são os 40 animais, entre 38 gatos e dois cães, que estavam abrigados no galpão. Até o momento, os associados reencontraram 10.

– Fogo ainda não parou. Ele veio de Siderópolis para cá. Ligamos a madrugada toda para os bombeiros perguntando se havia possibilidade do fogo chegar até aqui e disseram que não viria. Aí às 6h da manhã, tivemos a notícia de os bombeiros estavam aqui, apagando o fogo, e deu esse prejuízo todinho que está aqui. O balcão será demolido amanhã por conta desse incêndio. Tínhamos materiais que ainda iríamos triar e ali tinha de tudo: pet, papelão, latinha, e foi tudo perdido – explicou Valéria.

Os catadores da Reciclar-VR estão desde março deste ano, quando começou a pandemia da Covid-19, sem trabalhar por conta das restrições determinadas pela prefeitura de Volta Redonda no intuito de conter o avanço do coronavírus no município.

A cooperativa vendia cerca de 40 toneladas de material reciclado e já triado, porém com a nova realidade, estão recebendo os produtos recicláveis dos moradores, porém em menor quantidade comparada ao período em que trabalhavam normalmente.

Balcão localizado no bairro Sessenta será demolido na segunda-feira, segundo a diretora-financeira da cooperativa
(foto: Redes Sociais)

Incêndio

Uma internauta enviou fotografias para o DIÁRIO DO VALE no momento em que viu o alastramento do incêndio, por volta das 19h05, no bairro Casa de Pedra.

– Estava passando pelo local com meu esposo, quando vi e registrei em frente a rotatória do Jardim Tiradentes que tinham duas senhoras perto do fogo na última casa do Casa de Pedra, que dá para a Rodovia dos Metalúrgicos. Ali é o final da Casa de Pedra, que se comunica pelo morro com Siderópolis, Cicuta. O vento levou o fogo na Casa de Pedra sentido Siderópolis – comentou a internauta que preferiu não se identificar.

O alastramento das chames ocorreu rapidamente por toda a mata, impressionando aos moradores da localidade. O cheiro de incêndio e de fumaça foi registrado no bairro Laranjal, na noite de sábado. Ainda não há informações sobre os responsáveis pelo incêndio e se as chamas atingiram os animais silvestres que habitavam no local.

Nota

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) emitiu uma nota na tarde deste domingo (13), sobre o incêndio que ocorreu em Volta Redonda. Segue a íntegra da nota.

“O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) vem a público comunicar que um incêndio criminoso de grandes proporções, iniciado no sábado (12/09) no Bairro Siderópolis, Volta Redonda/RJ, destruiu áreas de pastagens da Fazenda Santa Cecília e atingiu apenas parcialmente a vegetação na borda da ARIE Floresta da Cicuta. Após verificação na manhã de hoje, 13/09, foi confirmado que na regão da Floresta da Cicuta o incêndio já está extinto. Os aceiros de proteção contra incêndios e a pronta atuação do Corpo de Bombeiros da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) foram fundamentais para impedir que o fogo atingisse a Floresta da Cicuta. A Equipe do ICMBio continua em monitoramento para verificar o surgimento de novos focos de incêndios. Comunicamos também que já possuímos informações sobre o responsável pelo incêndio e que estamos apurando o corrido para aplicar as medidas cabíveis”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. O ser humano quer mesmo transformar o paraíso que Deus nos deu em um inferno na Terra, no dia em que tudo faltar aí será tarde pra dar valor no que foi perdido…somos uma raça condenada mesmo.

    • Tem gente que acorda de manhã e ao contrário de fazer uma oração para ter um belo dia, já começa a pensar no que fazer para atrapalhar a vida dos outros.

      Ao sair de casa preciso passar por uma rua para ir para um lada da cidade. A rua é comprida. Numa ponta vou andando com o carro e na outra ponta tem uns folgados conversando no botequim ou sentado na cadeira na calçada ou até mesmo em pé no meio da rua, o que é comum. Acredite se quiser: Eles não saem a frente o ver o carro chegando; é preciso eu chegar e esperar alguns deles sairem da frente.

    • Geralmente estão discutindo qual o timeco molambo do Rio é o melhor. Nenhum com a camisa do Voltaço, claro.

  2. A corda sempre arrebenta do lado mais fraco!

    Tem que descobrir quem foi o desocupado que colocou fogo, pois pessoas que trabalham e estudam não tem tempo pra isso.

    • Deveria ser preso e passar pelo menos uns 20 anos na cadeia pra parar de botar fogo nos morros ,no lixo . Deveria botar fogo no r. e sentar em cima .A cidade está cheia de gente que não tem o que fazer .

Untitled Document