;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 18:41 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Instituto pede materiais para conservação da ONG

Instituto pede materiais para conservação da ONG

Matéria publicada em 30 de setembro de 2018, 16:56 horas

 


Volta Redonda – Para manter o Condomínio Cultural, local onde são oferecidas atividades a crianças e jovens, o Instituto Dagaz está em campanha para arrecadar produtos de limpeza, entre outros itens. A ONG de Volta Redonda funciona no Ciep 299 – Jiulio Caruso, no bairro Santo Agostinho, e depende de doações, apoios e patrocínios para realizar aulas, oficinas e projetos. Além da contribuição feita pelos responsáveis dos alunos, o instituto pede também a colaboração da comunidade externa para doação.Segundo a direção, os materiais prioritários são: álcool etílico hidratado, água sanitária, desinfetante, papel higiênico, saco de lixo, detergente neutro, esponja de aço , esponja antiaderente, vassoura de piaçava, rodo, balde, papel sulfite A4, copo descartável, pó de café e açúcar refinado. Além do Condomínio Cultural, outro ponto de coleta das doações é o escritório do Instituto Dagaz, localizado no prédio da Associação Comercial, Industrial e Agropastoril (Aciap-VR), no Aterrado.

A movimentação da campanha direcionada ao público externo iniciou pelas redes sociais, durante esta semana. A primeira contribuição foi da assistente social Luiza Cassemiro, que atualmente vive no Rio de Janeiro, mas tem origem em Volta Redonda. Pela distância, Luiza optou por transferir uma quantia em dinheiro para a aquisição dos materiais, mediante contato, após ver uma divulgação na internet.

– A minha ajuda financeira foi motivada pelas referências que eu tenho enquanto ser humano, sob perspectiva de alteridade, de reconhecer a potencialidade do outro, bem como o respeito, a humanidade, que são os valores que eu venho cultivando no meu cotidiano. Também, enquanto assistente social e pesquisadora de gênero, sexualidade e população LGBT, esses valores que comungo no meu dia a dia são explicitados no trabalho do Instituto Dagaz. Acredito na luta do povo, no fortalecimento da classe menos favorecida, com diálogo mais democrático, que vai qualificar essas pessoas numa perspectiva de liberdade e equidade – explicou.

A doadora destacou ainda que observar a atuação da ONG, também através de amigos, foi outra razão que a fez colaborar com a campanha. – Tenho amigos que são companheiros de vida, que trabalham no Instituto Dagaz, e venho acompanhando nas redes sociais o comprometimento, compromisso ético, político e profissional com a instituição e com a população que é atendida – analisou Luiza.

Trabalho da ONG

Há quase uma década, o Instituto Dagaz oferece atividades gratuitas a crianças e jovens, principalmente nos segmentos de esporte e cultura. Atualmente, são ministradas aulas de ballet, capoeira, circo, dança afro, futsal, rugby e violão no Condomínio Cultural, projetos mantidos sob apoio e patrocínio do Instituto CCR, por meio da CCR NovaDutra. Além disso, em parceria com o Instituto Coca-Cola, a ONG abriga também o Coletivo Jovem, que oferece cursos profissionalizantes a jovens que estão em fase de inserção no mercado de trabalho.
– Toda a sustentabilidade e sobrevivência de uma ONG depende de doações, apoios e patrocínios. Então, quando as pessoas fazem isso, elas colaboram para que a gente mantenha uma rede forte e viva nas áreas de cultura, esporte, lazer e educação trabalhando, e fortalece o empreendedorismo social. Isso é muito importante, a doação faz com que a gente consiga manter uma rotina firme, forte, competente, e que o trabalho sempre saia com eficiência e eficácia à comunidade – frisou a diretora Marinez Teodoro Fernandes.

Ainda segundo Marinez, a doação ainda não é uma prática muito comum no Brasil, mas é um hábito em países de Primeiro Mundo. Ela considera que é de grande valia cada pequeno esforço e colaboração.

– A gente vem trabalhando para que consiga fortalecer essas ações, não só para a nossa ONG, mas por todas as entidades que precisam de doações – afirma a diretora.

Ela conta com um voluntário no Instituto Dagaz à frente da organização da campanha de angariações, Natã Teixeira Amorim, que também é co-fundador do Volta Redonda Sem Homofobia.

– O Dagaz tem um papel fundamental no atendimento de crianças, adolescentes e jovens em nosso município. Como voluntário, vejo o dia a dia e as dificuldades para manter um trabalho tão importante e que gera conhecimento e novas oportunidades para nossos alunos. Essa campanha de doações vem junto a pessoas que acreditam no nosso trabalho e na transformação social. Com elas, vamos garantir o funcionamento de nossas oficinas com a qualidade necessária – explanou Natã.

Os interessados em ajudar através de depósito ou transferência bancária deve entrar em contato com a ONG pelos telefones (24) 3343-5055 e (24) 3071-2798. Outras informações também podem ser obtidas através das redes sociais do Instituto Dagaz, no Facebook e Instagram, ou pelo e-mail: institutodagaz@hotmail.com.

Serviço

Doação para o Instituto Dagaz
Condomínio Cultural: Rua Bartolomeu Bueno da Ribeira, s/nº, Santo Agostinho – Volta Redonda (CIEP 299 – Jiulio Caruso) | Segunda a sexta-feira (8h às 17h)
Escritório: Rua Desembargador Assis Chateaubriand, nº 18, 3º andar, Aterrado – Volta Redonda (Aciap) | Segunda a sexta-feira (9h às 18h)

Condomínio Cultural oferta atividades a crianças e jovens e depende de apoio


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    É só pararem de votar nos esquerdistas para não precisarem mendigar.

Untitled Document