sábado, 15 de maio de 2021 - 21:43 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / “Jamais cogito renunciar”, diz Dilma em entrevista ao SBT

“Jamais cogito renunciar”, diz Dilma em entrevista ao SBT

Matéria publicada em 13 de agosto de 2015, 10:18 horas

 


dilma

Brasil – A presidente Dilma Rousseff disse em entrevista para o jornalista Kennedy Alencar, exibida nesta quarta-feira (12) no telejornal “SBT Brasil”, que não pretende renunciar ao cargo. Ela não respondeu se o governo teria força para barrar um possível processo de impeachment e apontou um crescimento de intolerância e “cultura do golpe” no espectro político.

“Jamais cogito renunciar”, assegurou a presidente, que criticou a tentativa de tirarem do poder uma “representante legitimamente eleita pelo voto popular”.

– Temos que ser capazes de conviver com as diferenças e situações difíceis – afirmou Dilma.

– Mas temos que lutar contra a intolerância. Tem um processo de intolerância como não visto no Brasil, a não ser em momentos passados quando se rompeu com a democracia. Ela divide o país e transforma manifestações em processos que levam à violência – disse.

Questionada se ela comparava sua atual situação com as de presidentes que deixaram o cargo antes de concluírem o mandato, como Getúlio Vargas, João Goulart e Fernando Collor, Dilma respondeu: “A cultura do golpe existe ainda, mas não acho que tenha condições materiais de ocorrer”.

Movimentos como Vem pra Rua, Revoltados On Line e Movimento Brasil Livre estão convocando atos contra o governo Dilma para o domingo (16), em diversas cidades brasileiras.

Executivo x Legislativo

Ao longo da entrevista, a presidente Dilma se esquivou de tecer críticas à Câmara dos Deputados, que, liderada por Eduardo Cunha (PMBD-RJ), vem aprovando e rejeitando leis em desacordo com os interesses do Executivo.

Aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados, o Projeto de Emenda Constitucional que pode aumentar o salário de delegados e advogados da União conforme os ganhos dos ministros do STF teve 445 votos a favor e representou uma derrota do governo no Congresso.

Tentando contornar a difícil situação com a Câmara, Dilma afirmou que em seu primeiro mandato, apenas um de seus quase 3.000 vetos presidenciais a medidas aprovadas no Congresso foram posteriormente derrubados.

– Não acho que estejamos em isolamento político. Mas tem muita volatilidade nas relações políticas que contaminaram o ambiente – explicou.

No entanto, Dilma poupou o Senado e até fez elogios à iniciativa do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL) de propor uma “Agenda Brasil” para ajudar a sanar a crise.

– Tem muita coisa boa e tem várias coisas que o governo não concorda, mas não significa que a agenda não seja valorosa e uma grande iniciativa do presidente Renan para o povo. A vantagem dela é que coloca uma pauta que seja construtiva para o país e ajuda na discussão – falou.

Crise e Lava Jato

Dilma declarou que já tem um “roteiro” de medidas que permitirão que o país consiga resolver parte da crise econômica atual. “A tendência é de melhorar a partir do fim do ano ou em 2016”, adiantou, mandando um recado para os parlamentares que pretendem aprovar as chamadas “pautas-bomba” que poderão inflar o orçamento federal.

– Não e possível que a política comprometa a recuperação econômica. Não pode ter irresponsabilidade e vir com a teoria do ‘quanto pior melhor’. Isso acaba afetando a população – falou.

Apesar de discordar que tenha cometido “estelionato eleitoral” por não cumprir promessas da campanha de 2014, a presidente admitiu que poderia ter investido mais em infraestrutura para levantar a economia.

– Acredito que deveria ter me esforçado para que o Brasil não tivesse tantas amarras pra investir – afirmou.

Sobre a Operação Lava Jato, no qual diversos empresários e políticos, incluindo nomes ligados ao Partido dos Trabalhadores, estão sendo acusados, Dilma disse que na posição de presidente não pode julgá-los.

– Como presidente, posso defender a independência do Ministério Público e a autonomia da Policia Federal. Mas também tenho que o defender direito de defesa. Só vou emitir juízo sobre essas pessoas após elas terem amplo direito a defesa – disse.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

16 comentários

  1. Avatar

    Nóis te tira a força.

  2. Avatar

    Tenha vergonha na cara !!! A maioria não te que mais. Renuncie !!!! Cedo ou tarde a sociedade civil decente irá te varrer daí. FORA PT !!!!!

  3. Avatar

    Suicida, então!!

  4. Avatar

    Democracia é assim mesmo a minoria fica que perde, fica sempre insatisfeita.

    • Avatar
      Rodolfo Vasconcelos

      São processos criminais, crime contra a lei da responsabilidade fiscal e uso de dinheiro de propina para arcar com as despesas de campanha, fora todo o uso da máquina pública.
      A Democracia está sendo respeitada e sendo cumprido o Estado de Direito. Golpe é manter no poder alguém eleito com dinheiro de propina e com fraude fiscal para fugir dos crimes cometidos.
      Jogo que não foi jogado respeitando-se as regras tem que ser anulado.

    • Avatar

      Já esqueceu que ela só ganhou porque mentiu para os eleitores petistas e simpatizantes das bandeiras vermelhas?

      Não existe democracia se a votação não pode ser conferida. Em todo o país ocorreram várias fraudes nas urnas postados por centenas de cidadãos nas redes sociais. Eleição sem conferência não é legítima. Não podemos falar que no Brasil há uma democracia, e sim ditadura. Veja o comportamento dela. Mesmo com 08% de aprovação não admite sair.

      No Chile, a presidente Bachelet foi obrigado a trocar todos os ministros porque a aprovação de seu governo atingiu 65%.

      Aqui ela chega a 8% e os eleitores corruptos ainda a defendem.

      Por isso eu digo com todas as letra e em alto e bom som: E L E I T O R E S C O R R U P T O S

  5. Avatar

    A sorte dela é essa risível “oposição” coxinha…

  6. Avatar
    CARLOS AUGUSTO DOS SANTOS

    NEM É PRECISO COGITAR DILMINHA, O POVO JÁ ESTÁ COGITANDO!!!!!!
    VOCE E A CORJA DO PT, NUNCA MAIS.

    • Avatar
      Rodolfo Vasconcelos

      São processos criminais, crime contra a lei da responsabilidade fiscal e uso de dinheiro de propina para arcar com as despesas de campanha, fora todo o uso da máquina pública.
      A Democracia está sendo respeitada e sendo cumprido o Estado de Direito. Golpe é manter no poder alguém eleito com dinheiro de propina e com fraude fiscal para fugir dos crimes cometidos.
      Jogo que não foi jogado respeitando-se as regras tem que ser anulado.

  7. Avatar

    Tem gente precisando de oftalmologista pois ta com zoinho roxo!

  8. Avatar

    Ela renunciar seria a melhor opção para sairmos logo da crise, o grau de investimento no país subiria novamente , as empresas voltariam a investir e os empregos surgiriam.

  9. Avatar

    ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh poxa .

  10. Avatar
    ÊTA POVINHO corrupto

    Ela não cogita renunciar, mas já chegamos nela e no Lula. Vamos aguardar mais informações.

    Ela está tranquila porque tem apoio dos eleitores corruptos, que só em VR há 95 mil deles.

    • Avatar

      o verdadeiro corrupto teve mais de 44 mil votos pra deputado no primeiro mandato, depois de assumir que era corrupto teve pouco mais de 12 mil, ou seja mais de 30 mil eleitores deixaram de ser corruptos , pena que 12 mil continua com o corrupto ,incluindo você ETA POVINHO CORRUPTO.

Untitled Document