quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Ciência – Por Jorge Calife / Jeff Bezos apresenta ao mundo sua nave lunar

Jeff Bezos apresenta ao mundo sua nave lunar

Matéria publicada em 16 de maio de 2019, 08:01 horas

 


Homem mais rico do mundo entra na corrida espacial

Jeff Bezos, um dos fundadores da Amazon.com e o homem mais rico do mundo, anunciou semana passada a sua contribuição para a nova corrida lunar. Em uma apresentação de 57 minutos, no Centro de Convenções de Wahington, Bezos mostrou o modelo, em escala real do Blue Moon (Lua Azul) o módulo lunar que sua empresa, a Blue Origins, pretende enviar a Lua em 2024. A nave será capaz de carregar cargas de até 3,6 toneladas métricas, terá um sistema automático de rastreio de estrelas e usará raios laser para se comunicar com a Terra.

Bezos começou sua apresentação mostrando imagens da viagem da Apollo 11 em 1969, a primeira nave que colocou seres humanos na superfície da Lua. O empresário disse à plateia que tinha cinco anos de idade quando viu Neil Armstrong andar na superfície do Mar da Tranquilidade, desde então o espaço virou sua paixão. Bezos citou o astronauta Jim Lovell, da Apollo 13, que depois de ver a Terra do espaço comentou: “Algumas pessoas sonham em ir para o céu quando morrerem. Na verdade nós vamos para o céu quando nascemos. A terra é um paraíso”.

Depois Bezos falou sobre os desafios que a humanidade enfrenta a longo prazo, como o esgotamento de nossas fontes de energia, mostrou como a exploração do espaço será capaz de nos dar acesso a fontes inesgotáveis de energia e matérias primas e terminou mostrando a plateia o enorme modelo de seu módulo lunar, que é o resultado de três anos de pesquisas e de trabalho dos engenheiros. Atualmente a Blue Origins já tem em operação um foguete suborbital, o Blue Shepperd, que deve levar turistas para ver a Terra do espaço no ano que vem.

A apresentação de Jeff Bezos é uma resposta ao presidente Donald Trump, que fez uma proclamação, no início do ano, pedindo que a indústria privada desenvolva meios de enviar americanos à Lua até o ano de 2024. A agência espacial do governo, a NASA, vem desenvolvendo seu próprio foguete e a nave Orion, mas o projeto já se encontra bem atrasado. Daí a decisão de Trump de contar com as empresas particulares para atingir a meta lunar de seu governo.

Nem todo mundo se entusiasmou com a apresentação de Bezos. Seu maior rival, o também bilionário Elon Musk ironizou no twitter que o módulo da Blue Origins devia se chamar “Blue Balls”. Devido ao enorme tanque de combustível esférico. A empresa de Musk, a Space X, esta mais adiantada e já tem um foguete que vai ao espaço e retorna intacto para um pouso suave na plataforma de Cabo Canaveral.

Os planos de Musk são ainda mais ambiciosos do que os de Bezos. A Space X esta construindo uma enorme espaçonave, a Starship, que será capaz de levar 100 pessoas até a Lua. Pelos planos iniciais a Starship também deveria começar a voar em 2024, mas parece que a conclusão do projeto vai levar mais tempo. Primeiro será preciso testar um modelo em escala para verificar como ele se comporta ao atravessar a atmosfera da Terra em velocidade hipersônica.

Bezos ainda não tem um foguete capaz de enviar seu modulo Blue Moon para a Lua. Ele também precisa construir e testar seu foguete New Glenn antes de colocar o módulo em operação. Os planos americanos de recolocar astronautas na Lua sofreram uma aceleração depois que a China conseguiu pousar com sucesso dois carros robôs na superfície lunar. Um deles no polo sul da Lua onde existem reservas de água.

Donald Trump, que se encontra em meio a uma guerra comercial com a China, tem medo de que os chineses colonizem nosso satélite natural. O que é uma possibilidade real. Uma das missões dos robôs chineses é verificar se é possível usar o solo da lua para fazer cimento. E assim construir casas e abrigos na Lua.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document