Jogadores do Fla admitem primeiro tempo ruim

by Diário do Vale
Alecsandro garantiu a vitória diante do Voltaço (Foto:Arquivo)

Alecsandro garantiu a vitória diante do Voltaço (Foto:Arquivo)

Rio –

O Flamengo sofreu para vencer o Volta Redonda por 2 a 1 na noite de quarta-feira, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). Muito por conta do mau rendimento no primeiro tempo, quando o Rubro-Negro pouco criou, se viu dominado em alguns momentos, e ainda foi para o intervalo em desvantagem no marcador. Porém, a segunda etapa mostrou uma equipe completamente diferente, que acuou o Voltaço no campo de defesa e assegurou a conquista de três importantes pontos na luta por uma vaga nas semifinais.

Na visão dos jogadores do Flamengo, o belo rendimento da equipe no segundo tempo e a capacidade de reagir dentro do mesmo jogo devem servir de exemplo para a sequência do trabalho.

– Acredito que o Flamengo teve dois tempos distintos. Não fomos tão bem na primeira etapa, mas no segundo tempo dominamos completamente as ações, deixamos o adversário acuado em seu campo e conseguimos a vitória. Não enfrentamos um time sem qualidade. O Volta Redonda tem feito boa campanha e conseguiu bons resultados. Isso valoriza ainda mais a nossa capacidade de reação – disse o atacante Alecsandro, autor do segundo gol do jogo.

O goleiro Paulo Victor concorda.

– O Flamengo conseguiu reagir dentro do jogo, apresentando dois tempos distintos. Claro que a gente trabalha buscando a regularidade ao longo dos noventa minutos, mas isso nem sempre é possível. Contra o Volta Redonda valeu muito a nossa capacidade de reação e agora temos que trabalhar para que o desempenho da segunda etapa seja repetido – disse o arqueiro.

O zagueiro e capitão Wallace chegou a falar em uma atuação “avassaladora” na segunda etapa.

– O Flamengo realmente não fez um bom primeiro tempo, porém, cresceu muito de produção no segundo tempo, quando teve uma atuação avassaladora. O resultado foi muito importante, pois melhorou a nossa posição na tabela de classificação. Mas creio que o fundamental foi a nossa evolução dentro de campo, que serve de evolução para a sequência do trabalho – disse Wallace.

Como a quinta-feira foi de trabalho regenerativo, apenas nesta sexta-feira o técnico Vanderlei Luxemburgio vai pensar na escalação que enfrentará o Tigres do Brasil no próximo sábado, às 16h(de Brasília), no Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ), pela décima rodada do Campeonato Carioca. A principal preocupação envolve o lateral-esquerdo Anderson Pico, substituído no segundo tempo por conta de um trauma no pé direito.

Anderson Pico já tinha se submetido esse ano a uma artroscopia por conta de lesão no menisco externo do joelho direito e, embora tenha deixado o campo caminhando, gerou a preocupação de Vanderlei Luxemburgo.

Para a vaga de Anderson Pico, que será reavaliado nesta sexta-feira, o treinador conta com Thallyson, contratado junto ao ASA-AL, mas que não vem agradando, e Jorge, revelado nas categorias de base e tido como pouco experiente. Existe a possibilidade de o lateral-direito Pará ser improvisado no setor, com o volante Luiz Antonio jogando improvisado na lateral direita. Porém a escalação só deverá ser divulgada minutos antes da partida.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996