sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Juiz determina prazo para manifestação da União sobre hospitais federais do Rio

Juiz determina prazo para manifestação da União sobre hospitais federais do Rio

Matéria publicada em 9 de outubro de 2017, 18:02 horas

 


Rio – O juiz federal Firly Nascimento Filho concedeu 72 horas para a União se posicionar em relação à ação civil pública que pede a renovação imediata de contratos em hospitais federais no Rio de Janeiro. O prazo foi estipulado a partir de uma reunião nesta segunda-feira (9) com a bancada de deputados federais do estado que acompanha a situação das seis unidades de saúde do Rio.

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj), Nelson Nahon, disse que mais de 600 contratos terminam em 2017 e ameaçam o fechamento de serviços nos hospitais da rede federal na capital. No dia 18 de agosto, o Cremerj e o Conselho Regional de Enfermagem entraram com ação civil pública contra o Ministério da Saúde para garantir a continuidade dos contratos da União de forma emergencial.
– Se você fecha serviços de tratamento de queimados, de cardiologia e bancos de sangue, você diminui o atendimento. A gente diz que tem gente morrendo hoje por falta de atenção médica a situação tende a aumentar ainda mais. É uma situação que a gente está chamando de catastrófica. O magistrado nos ouviu e prometeu que ainda este mês toma uma decisão – disse Nahon.

Em nota, o Departamento de Gestão Hospitalar do Ministério da Saúde informou que acompanha todos esses contratos para definir a melhor estratégia de qualificação e reposição da força de trabalho nessas unidades. A pasta também examina a possibilidade da realização de um novo certame para contratações temporárias.

Para a coordenadora da comissão da Câmara, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), a decisão do juiz é um avanço. “Passamos um mês aguardando uma decisão e, finalmente, a União terá que se manifestar. Sabemos que o Ministério da Saúde trabalha para não renovar os contratos, mas é caso de vida e morte no Rio”.

O presidente do Cremerj disse que, no dia 16 de outubro, representantes do conselho vão se reunir em audiência pública com o ministro da Saúde Ricardo Barros para tratar da situação dos hospitais federais do Rio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document