>
sábado, 28 de maio de 2022 - 00:30 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Justiça bloqueia mais R$ 1,1 milhão de Volta Redonda

Justiça bloqueia mais R$ 1,1 milhão de Volta Redonda

Matéria publicada em 9 de fevereiro de 2021, 18:11 horas

 


Volta Redonda – A Justiça bloqueou R$ 1.150.290,28 das contas da Prefeitura de Volta Redonda nesta terça-feira, dia 9. O bloqueio se deve ao não pagamento de precatórios (dívidas acumuladas ao longo de dezenas de anos). Em 2017, uma emenda à Constituição Federal impossibilitou que os governos postergassem o pagamento dessas dívidas. O valor bloqueado era parte de um repasse da cota de ICMS a que o município tem direito.

Houve uma negociação pela administração anterior, cujos pagamentos foram interrompidos por causa da queda de arrecadação ocorrida em função da diminuição da arrecadação, que por sua vez se deveu à recessão provocada pelas medidas de combate à pandemia de Covid-19.

Ainda nesta terça, o governo municipal fez novo repasse para custear a intervenção no Hospital São João Batista; justamente como forma de evitar mais bloqueios futuros. O valor destinado foi de R$ 1.120.000,00.

Em nota, a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Volta Redonda informou que o “Governo Municipal segue tentando renegociar os parcelamentos e pagamentos acertados recentemente para evitar que novos bloqueios ocorram”.

O bloqueio desta terça é o primeiro a ser divulgado em fevereiro, mas, em janeiro, Volta Redonda recebeu R$ 46.188.665,07 milhões ao longo do mês e teve bloqueado R$ 22.711.312,15 milhões. Com isso, sobraram R$ 23.477.352,92 (vinte e três milhões, quatrocentos e setenta e sete mil, trezentos e cinquenta e dois reais e noventa e dois centavos). Com pouco dinheiro em caixa, a prefeitura teve de priorizar algumas despesas, que ao final do período somaram R$ 23.411.143,33 (vinte e três milhões, quatrocentos e onze mil, cento e quarenta e três reais e trinta e três centavos). Assim, o mês passado fechou com a prefeitura da maior cidade do Sul Fluminense tendo um saldo de R$ 66.209,59 (sessenta e seis mil, duzentos e nove reais e cinquenta e nove centavos).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

18 comentários

  1. Josimar Antônia coelho da Silva

    Não temos como regularizar o IPTU se os pagamentos vem picado e as contas chegando, infelizmente nossa vida está uma desordem geral!

  2. Sim! A prioridade deve ser sempre o pagamento do pessoal. Precatório é dívida, e logicamente credor não passa fome por deixar de receber uma dívida, mas o assalariado sim, quem depende do pagamento da prefeitura todo mês e tem nele sua fonte de renda, muitas vezes exclusiva… Falta de tirocínio e visão holística do judiciário, que não considera o caráter excepcional da pandemia tanto para os empregadores quanto para os empregados. Credores de dívidas devem ser os últimos na fila de prioridades, e o critério para pagamento deve ser não a antiguidade, mas sim o valor e a situação financeira do credor…

  3. Trabalhora desamparada

    Meu Deus! Será que o prefeito vai fazer de conta de que pagou as férias das auxiliares que entraram no concurso de 2019? É muita injustiça! Pagou o pagto de janeiro e as férias neca! Agora vem com essa de que está sem dinheiro! Sem dinheiro estamos nós que estamos implorando pra receber o que é nosso!

  4. Tá reclamando de 13°? Tem funcionários que não receberam novembro e dezembro de 2020.
    Infelizmente esses juizecos não veem um palmo a frente do seu nariz se vissem revertiam esse dinheiro bloqueado para pagamento de salarios doa funcionários pius eles é que fazem a prefeitura funcionar, o resto é resto.

  5. Por essas e outras eu digo que o verdadeiro problema do Brasil não são os políticos, mas sim as leis. Volta Redonda é uma das cidades que mais têm dívidas com precatórios no estado e no Brasil, proporcionalmente ao seu tamanho e a sua capacidade de pagamento… Isso com certeza não começou agora, é uma bola de neve que vem se acumulando ao longo de décadas e para a qual Neto muito contribuiu, já que sua dinastia durou 20 anos. Paga 1 e arrola 2, e novas dívidas vão sendo criadas com o pessoal demitido e com os fornecedores que não recebem. O departamento jurídico da prefeitura, péssimo, não sabe fazer advocacia preventiva, fazendo com que o órgão público arque com ações de forma subsidiária, quando a terceirizada não paga. A prefeitura não fiscaliza os serviços, o empregado vai pra justiça, a prestadora de serviços some, o pepino cai no colo da prefeitura e quem paga somos nós… Neto, Samuca, Baltazar, Gothardo, ninguém é apenado por improbidade administrativa nem é executado judicialmente para pagar a dívida com seus bens pessoais, porque a lei simplesmente não prevê isso! A lei precisa ser mudada, precisamos de uma nova Assembléia Constituinte!…

    • CAPETA da grota do Santa cruz

      Você nunca me enganou EMIR CICUTIANO sei que é um BOZOLINO….

    • O que tem a ver o que eu escrevi com ser eleitor ou não de Bolsonaro? O que tem uma coisa a ver com outra? Me explique aí, apesar de que sei que vc tem déficit de aprendizado por ter estudado em escola pública municipal da Suinolândia…

  6. Haahhaahhahaahha

    Cadê a turma do VOLTA NETO haahhahaha

    Tá reclamando da dívida que ele mesmo criou, com provas inequivocas já mostradas pelo ministério público

    Óbvio que o “GESTOR” era um completo imbecil, mas Não quiseram essa besta de volta ????? Agora engulam o choro

    • Priorizar despesas como arrumar gramados do estádio e maquiar a cidade . Que tal priorizar o pagamento dos contratados que estão sem receber ?

  7. Tudo que vai, volta. O Proprio NETO descumpria a lei nao pagando precatórios. Agora se ve enrolado com as finanças da PMVR com os mesmos precatórios que ele nao pagava.. Toma que o filho é seu.

  8. Não esqueça de pagar as férias dos auxiliares de educação de dezembro. Não esqueça também os aposentados… Sem dim dim pra comer ou comprar remédio.

  9. Por favor STF, salve os idosos aposentados da prefeitura sem dinheiro!!! O Samuca foi péssimo prefeito, mas tava pagando parcelado em dia.

  10. Terceira idade do prefeito passando dificuldades financeiras. Aposentado do INSS podendo comprar comida, já o aposentodo da prefeitura, pedindo sesta básica para amigos. Esse povo queria o prefeito do povo, olha aí!!!

  11. Alguém sabe se o STF já julgou o caso da cassação do mandato dele? Minha mãe é aposentada da prefeitura e não viu ainda a cor do dinheiro do pagamento de janeiro e o décimo terceiro de dezembro. A justiça está sabendo desses absurdos?

    • É Juiz metendo o bedelho no executivo. Juiz não foi eleito pelo povo, que determine a punição do mal gestor mas não pode colocar o dedo na administração do município.

  12. Pagamento saiu hoje, porém as férias de dezembro não foi paga ainda! Sou auxiliar de educação infantil. Estou sabendo que os aposentados ainda não receberam nada do salário de janeiro e nada do décimo terceiro. Estou tentando saber o que se passa na cabeça desse prefeito.

  13. Até agora nada do pagamento dos aposentados e pensionistas. A terceira idade que o prefeito tanto ama passando fome!

Untitled Document
close