quinta-feira, 9 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Justiça rejeita pedido para devolver PMs ao batalhão de Volta Redonda

Justiça rejeita pedido para devolver PMs ao batalhão de Volta Redonda

Matéria publicada em 13 de Maio de 2017, 15:30 horas

 


Solicitação havia sido feita pela defensoria pública; sentença afirma que grupo estará de volta em junho

Volta Redonda – A Sexta Vara Cível de Volta Redonda negou um pedido da Defensoria Pública do Estado do Rio para que os 29 policiais militares do 28º BPM que estão sendo enviados para reforçar o policiamento em ruas comerciais de Nova Iguaçu e Mesquita, no Grande Rio retornem à cidade. Os PMs estão trabalhando nas cidades da Baixada Fluminense entre quinta e domingo, no período entre 4 de maio e 25 de junho.

Em post em uma rede social, o presidente da Câmara Municipal de Volta Redonda, Sidney Dinho (PEN), que é policial militar reformado, lamentou a decisão: “A sensação é de decepção com aqueles que deveriam ajudar e defender nossos guerreiros”, escreveu. A Câmara Municipal enviou ofício à Defensoria Pública sobre o assunto.

No pedido feito à Justiça, a Defensoria Pública argumentou que “a cidade de Volta Redonda encontra-se em clima de insegurança e que a perda de 29 policiais agravaria o quadro, considerando que o 28º Batalhão possui número escasso de policiais militares e que os índices de criminalidade vêm aumentando”.

O pedido também foi reforçado por uma decisão tomada pela Justiça em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, mandando retornar os policiais. Na noite de ontem, o governo estadual informou que a decisão foi derrubada: “Com base em agravo de instrumento da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ), a Desembargadora Claudia Pires dos Santos Ferreira, da 6ª Câmara Cível do TJ-RJ, suspendeu, nesta sexta-feira (12/05), liminar de primeira instância que impedia o remanejamento de policiais militares entre os batalhões de Campos dos Goytacazes e São Gonçalo”, disse o governo estadual em nota à imprensa.

Entretanto, o juiz que decidiu o caso levou em consideração informações dadas pelo comando do 28º BPM, dando conta de que não haverá prejuízo ao policiamento no município de Volta Redonda, já que as escalas de serviço serão modificadas durante a vigência da medida: em vez de trabalharem 24 horas e descansarem 72, os policiais militares terão escalas de 24 horas de trabalho por 48 de descanso.

Além disso, o 28º BPM informou que “a transferência questionada nos autos refere-se à ´Operação Presença´, recurso emergencial para todo e qualquer Batalhão onde os índices de criminalidade destoem negativamente dos demais”.

Outro argumento a favor da ida dos policiais foi que não seriam sempre os mesmos agentes a serem deslocados: “haverá rodízio entre as alas, de modo a evitar o desânimo e a desmotivação dos policiais militares”, disse o comando do 28º BPM.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

20 comentários

  1. Avatar

    Eu alertei a todos para não votarem no PMDB e no Pezão. Agora aguentem! Chamem o batmam caso um bandido entre em suas casa ou molestem as filhas.

    Da próxima se atentem a meu alerta para escolherem melhor e votarem certos.

  2. Avatar

    Agora que ficou gostoso de ve em os pulicha de prastico na capital virando homem.. força PMs de prastico

  3. Avatar

    Volta redonda a cada dia pior.

  4. Avatar

    Tem cagão pedindo baixa, com medinho de enfrentar vagabundo. Prender apontador de jogo de bicho, aprendiz de traficante e vendedor de mídia pirata é mole, né?

    • Avatar

      Mas foi os pms daqui que pediram pra não irem pra baixada ou foi o vereador? Vejo que só tem brabos aqui, brabos e invejosos. E não se esqueçam: PM : as crianças adoram, os homens detestam e as mulheres amam! Inclusive a tua hahahahahah

  5. Avatar
    Passando para avisar

    Lá embaixo não pode dar TAPA NA CARA nem de vagabundo nem de trabalhador.

  6. Avatar

    KKKKKKK Está cirlene deve ser amante de PM ! kkkkkk Vai trabalhar infeliz ,a casa caiu kkkkkkkkkkk

  7. Avatar

    deu ruim pra esse valentes daqui da regiao…la é o ritmo é outro..se marcar bobeira…é saco preto

  8. Avatar

    É inacreditável ler tanta asneira. Numa reportagem reclamam que a cidade está abandonada e sem segurança. No outro comemoram que os poucos policiais que a cidade tem vão ser deslocados para outros municípios do estado, nos deixando mais a mercê de bandidos. Vocês só podem ser doentes ou criminosos também, não é possível.

  9. Avatar

    Tão com medinho de vim pra cá pq sabe que em BM e VR é moleza agora sim vcs vão aprender a ser PM aqui arrego blitz e ar condicionado dentro da viatura é bala quero ver fazer graça e tirar onda aqui igual vcs gosta de fazer ai sendo policia só pra botar uma arma na cintura e entrar de graça em boates e festas aqui é bala dia e noite pede pra sair

    • Avatar

      Tá gostando ne?agora pode traficar ….cuidado um dia a casa cai ,aí é vc que vai mudar de cidade.PRA BANGU

    • Avatar

      Acabou a mamata Sirlene pede para seus amantes PMs pedir pra sair que a chapa vai esquentar aqui o filho chora e a mãe ñ ver prazer FUZIL sejam bem vindos ao Rio de Janeiro

  10. Avatar

    Aqui dão eles seguem a linha dura ! Ai agora estão com medo do Rio kkkkkkkkk que passem todos pelo Rio para ver se aprendem ,por aqui na roça fazem o que querem ! Será que levaram os cones para fazer as blitz nas periferias ? hahahaha Dúvido .

  11. Avatar
    Capitão Nascimento

    Pede pra sair!!!! Kkkkkkk valeu

  12. Avatar

    Kkkkkkkkkkkkk. Sifu….. valeu judiciário.

  13. Avatar

    Tá com medo…. pede para sair..

  14. Avatar

    Bem feito!!!! Vão agora ver se realmente honrarão com o salário e as mordomias que ser PM em VR Tem…

    LARGA O AÇO MENINOS DA CIDADE DO AÇO
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  15. Avatar

    Vamos banca esse pog e sem reclamar vlw

Untitled Document