Justiça revoga pedido de prisão preventiva de Gerson Chrisóstomo - Diário do Vale
segunda-feira, 27 de setembro de 2021 - 17:00 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Justiça revoga pedido de prisão preventiva de Gerson Chrisóstomo

Justiça revoga pedido de prisão preventiva de Gerson Chrisóstomo

Matéria publicada em 23 de julho de 2021, 18:09 horas

 


Outros envolvidos no mesmo caso também foram beneficiados e, junto com ele, responderão processo em liberdade

Volta Redonda – O plenário do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJ-RJ) revogou os pedidos de prisão preventiva de Gerson Chrisóstomo Ferreira, Geovane dos Santos, o “Vaninho”, e seu filho, Mozart Weindell de Oliveira Santos. A Justiça decidiu que houve duplicidade nas acusações: Gerson e os outros réus foram indiciados em dois processos diferentes pelo mesmo fato. Além disso, as partes nos processos também eram as mesmas. Os processos eram por associação para o tráfico de drogas e por participação em organização criminosa.
Eles tinham sido presos em 25 de setembro de 2020 preventivamente depois de um flagrante feito pela Polícia Civil em uma casa de luxo no bairro Laranjal, onde os policiais afirmam ter encontrado 6 quilos de cocaína no local. O trio responderá em liberdade pelas acusações.
A Justiça decidiu ainda que houve duplicidade nas acusações: Gerson e os outros réus foram indiciados em dois processos diferentes pelo mesmo fato. Além disso, as partes nos processos também eram as mesmas. Os processos eram por associação para o tráfico de drogas e por participação em organização criminosa.

Repercussão

O caso teve grande repercussão quando ocorreu porque Gérson, na época, era pré-candidato a vereador, depois de tentar ser pré-candidato a prefeito. Ele se apresentava como filho do ex-prefeito e ex-líder sindical Juarez Antunes – o que depois foi descartado por um exame de DNA.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document