terça-feira, 4 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Maia diz que não é hora de pensar em impeachment e que tema exige equilíbrio

Maia diz que não é hora de pensar em impeachment e que tema exige equilíbrio

Matéria publicada em 10 de junho de 2020, 16:05 horas

 


Brasília – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reforçou nesta quarta-feira, 10, que não é o momento de analisar um pedido de impeachment contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. Como presidente da Casa, caberá a Maia aceitar ou não os processos protocolados contra o chefe do Executivo.
“Não é hora de pensar em impeachment. É preciso união para salvar vida a empregos. O presidente da Câmara decide pelo sim ou pelo não. Tenho que ter muito cuidado, isenção e equilíbrio”, disse Maia.
O presidente da Câmara concedeu entrevista na manhã desta quarta à Rádio Gaúcha. A conversa começou antes mesmo da participação de Maia na abertura da sessão extraordinária do Tribunal de Contas da União (TCU) que analisa as contas do primeiro ano do governo de Bolsonaro.
Entre outros assuntos, Maia defendeu a União dos Poderes e afirmou que, caso alguém do governo discorde de alguma decisão de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), deve apresentar recurso para que o caso seja analisado pelo plenário
A declaração acontece após o vice-presidente, Hamilton Mourão, afirmar que, em alguns casos, há excesso por parte de ministros da Suprema Corte. “Se o Mourão acha que a decisão de algum ministro do STF ultrapassa algum limite, pode recorrer ao plenário para saber qual a decisão de todos os ministros.”

Por Marlla Sabino

Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar
    Cidadão de Volta Redonda

    Bolsonaro=CENTRÃO=Maia=Mickel Temer
    Farinha velha do mesmo saco!

  2. Avatar
    éramos todos Moro.

    Esse porco nojento não teve a mesma posição quando foi para apoiar o impedimento da Presidente Dilma. Porque ela não aceitava tramoia, negociatas com o Centrão ou outra facção qualquer de corruptos e traidores da pátria. Era uma estranha no ninho de víboras. E o povão alienado e sem noção apoiou o golpe, em sua maioria. Estão pagando por isso e irão pagar ainda por mais tempo.

  3. Avatar

    Verdade Paulão , Agora ele já na mão do centrão e ao lado dos 40 partidos que representa a corrupção dentro do congresso . Não vai ter impeachment, melhor seria fechar o congresso e acabar de vez com essa corrupção. No EUA são 2 partidos, porquê aqui são 40 partidos ??

  4. Avatar

    Pois é, pra que tentar impedir o ex-capitão agora que o Centrão das raposas da velha política vai voltar a por as mãos nas verbas públicas dos ministérios?
    É a prova que impeachment é só para quem não faz o jogo dos deputados e senadores do MDB, PP (ex-PDS / Arena), PSD, DEM (esses 2 ex-PFL, que também foi parte do PDS /Arena), PTB do Roberto Jefferson e outros partidos que nunca querem largar o osso.
    Crime de responsabilidade de presidente da república, só vai ser considerado se não dançar conforme a música.

Untitled Document