domingo, 20 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Maio amarelo: Detran realiza campanha de preservação de vidas no trânsito

Maio amarelo: Detran realiza campanha de preservação de vidas no trânsito

Matéria publicada em 7 de maio de 2017, 08:30 horas

 


Rio – O Detran vai pintar o Rio de Janeiro de amarelo neste mês de maio para chamar a atenção para os altos índices de acidentes no trânsito. É o movimento Maio Amarelo, manifestação mundial de cuidado com a vida no trânsito. O órgão também realiza ações educativas em escolas e em pontos de grande concentração.

A primeira peça iluminada foi o prédio-sede do departamento, na Avenida Presidente Vargas, na segunda-feira (1°). Na terça-feira, foi a vez do Palácio Guanabara e do Cristo Redentor. O Palácio e o Detran permanecerão iluminados durante todo o mês de maio.

– De 2015 para 2016, o índice de acidentados, entre mortos e feridos, no Estado do Rio diminuiu. Porém, ainda são altos. Ações educativas e de fiscalização são extremamente necessárias e por isso o Detran está na rua, nos locais de maior movimentação e em escolas, distribuindo cartilhas e explicando às pessoas, entre adultos e crianças, sobre a necessidade de cuidar de si e do outro e não dirigir de forma violenta – explicou o presidente do Detran, Vinicius Farah.

No Rio, em 2016, 36.726 pessoas foram vítimas, entre feridos e mortos, nas estradas e ruas do estado, conforme dados do Detran e do ISP (Instituto de Segurança Pública).

No Brasil, a taxa é de 23,4 mortes no trânsito para cada 100 mil habitantes, segundo estimativas divulgadas pela OMS (Organização Mundial de Saúde) no ano passado. O país registrou ainda o quarto pior desempenho do continente americano, atrás de Belize, República Dominicana e Venezuela – campeã de acidentes na região com 45,1 mortes por 100 mil habitantes.

Até 2030, a OMS estima que o número de mortos nas estradas em todo o mundo poderá chegar a 1 milhão por ano.

Ação reforça segurança no trânsito

O Maio Amarelo é um movimento internacional de mobilização e conscientização para a redução de acidentes e para um trânsito seguro em qualquer situação. Inspirado em movimentos como o Outubro Rosa e o Novembro Azul, que abordam, respectivamente, as temáticas Câncer de Mama e Câncer de Próstata, o movimento tem como símbolo um laço na cor amarela, que ressalta que a segurança no trânsito é uma questão de saúde.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document