domingo, 21 de abril de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / MAM recebe novas obras

MAM recebe novas obras

Matéria publicada em 13 de abril de 2019, 09:00 horas

 


Doações foram feitas pelo Itaú Cultural através do Instituto Brasileiro de Museus; novidades do acervo podem ser conferidas em exposição

A Prefeitura de Resende, por meio da Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda, abriu na semana passada a exposição ‘Novas Aquisições – Doação do Itaú Cultural’ no Museu de Arte Moderna de Resende – MAM. A mostra reúne 27 obras que entraram recentemente para o acervo do MAM, através de uma doação do Itaú Cultural, instituto voltado para a pesquisa e a produção de conteúdo, mapeamento, incentivo e difusão de manifestações artístico-intelectuais.
De acordo com o presidente da Casa da Cultura, Thiago Zaidan, todo o processo de doação das obras para o Museu de Arte Moderna de Resende foi mediado pelo Programa de Doação de Bens Culturais promovido pelo IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus. Após a divulgação de uma lista de obras que poderiam ser cedidas aos museus de todo o país, Resende manifestou interesse e recebeu a resposta positiva para o acervo, que chegou em março.
– Todos os 27 trabalhos que estarão na exposição nunca foram exibidos pelo museu. Foi um processo que começou em 2018 e finalmente poderemos compartilhar com o público as obras que a partir de agora fazem parte do acervo do MAM’ – diz o presidente, que ainda lembrou que o conjunto de obras inclui gravuras (litografia, serigrafia e desenho), óleo sobre tela e acrílica.
Entre os artistas cujas obras poderão ser apreciadas na nova exposição no MAM de Resende estão: Angela Maino, B. Hofer, Claude Louriou, Denise Rosablu, Domício Pedroso, Eduardo Iglesias, Eduardo Lima, Ferreira Jr., Francisco Resende, Maria Luisa, Gilberto Salvador, Helene Schindler, Herton Roithman, Inos Corradin, Lucas Pennachi, Luli Hunt, Maria Ruas Montenegro, Miti, Omar G. A., Otoni Gali Rosa, Mabe, Silvio Oppenhein, Valmy Rocha Moraes e Wilma Sedys.
A exposição ‘Novas Aquisições’ poderá ser visitada até 10 de maio, de terça a sexta, das 10h às 18h. O Museu de Arte Moderna de Resende fica na Rua Dr. Cunha Ferreira, 104, no Centro Histórico de Resende. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é livre. Maiores informações e agendamento de grupos pelo telefone (24) 3360-6155.

Inclusão através da Arte
Além do material oriundo da doação do Instituto Itaú Cultural, outra obra ficará disponível no MAM. A escultura “Cavado de Xadrez”, do artista Hugo Kruger, levará a arte sensorial para o espaço e um novo conceito para os visitantes.
O diferencial é a possibilidade de interação direta com o objeto, podendo tocar e tirá-lo do lugar a qualquer momento. Promovendo também a inclusão social por meio da arte, a obra terá uma legenda em Braille. Graças a uma parceria firmada com o CEDEVIR (Centro Educacional Municipal de Atendimento a Deficiente Visual de Resende), os alunos visitarão o museu na próxima terça-feira, dia 16, às 16h.

Sobre o MAM
O Museu de Arte Moderna de Resende foi o segundo a ser inaugurado fora de uma capital no Brasil – depois do de Cataguases – e o quarto do país. Guarda obras de Tarsila do Amaral, Santa Rosa, Guinard, Lasar Segall, Liesler, Alfredo Ceschiatti, Poty. Fundado em 1950 pelo escritor Marques Rebelo, ocupa uma casa espaçosa no Centro Histórico e é mantido pela Prefeitura, que fez a aquisição do primeiro quadro, um óleo de Iberê Camargo.
A vanguarda do modernismo nas artes plásticas no Brasil das décadas de 1940 e 1950 está no acervo, hoje composto de 228 peças. Boa parte vinda de doações de artistas e colecionadores. Também estão lá o expressionismo de Oswald Goeldi, a abstração de Abelardo Zaluar e Haroldo Barroso, o neoconcretismo recente de Alex Gama, a caligrafia urbana de Victor Arruda.
As obras em exposição, acrescidas das que estão guardadas à espera de restauração, formam um acervo rico e representativo de vários períodos da arte brasileira, explica a diretora Vanda Perantoni Schimid, que trabalhou na reabertura do museu, em 1974. Até aquela data, o museu passou 22 anos desativado.
O MAM Resende mantém uma exposição permanente e promove mostras temporárias, como o Salão da Primavera, que acontece uma vez por ano e reúne trabalhos de artistas da região. E também abre os dois salões principais para cursos, palestras, espetáculos de música e teatro, sessões de cinema e lançamentos de livros. As visitas podem ser mediadas. Basta agendar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document