sexta-feira, 25 de setembro de 2020 - 07:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Marcos Júnior destaca carinho pelo Bangu antes de reencontro pela estreia do Carioca

Marcos Júnior destaca carinho pelo Bangu antes de reencontro pela estreia do Carioca

Matéria publicada em 16 de janeiro de 2020, 17:15 horas

 


Jogador foi importante na campanha do Brasileirão no ano passado – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco

Rio de Janeiro – O meia Marcos Júnior chegou ao Vasco em abril de 2019 após ter se destacado pelo Bangu na disputa do Campeonato Carioca. Iniciando a temporada 2020 pelo Cruzmaltino, o jogador vai reencontrar o antigo clube logo na estreia do Estadual, neste domingo (19), às 16h, em São Januário. Em bate-papo com o Site Oficial, Marcos Júnior falou sobre o carinho que tem com o Alvirrubro.
– O Bangu representa muito. É o clube que me revelou para o futebol profissional. Foi lá que fiz dois dos melhores inícios de ano da minha carreira. Sou muito grato por todos que lá passaram e estão até hoje e me ajudaram a estar onde estou hoje. Minha gratidão pelo Bangu e o significado desse clube vai ficar sempre no meu coração e na minha memória – explicou o agora vascaíno, antes de falar sobre como foi a negociação para acertar com o Gigante:
– Minha aproximação com o Vasco acredito que tenha sido depois daquele jogo em que eu marquei um gol e o Bangu venceu em São Januário e garantiu a classificação para às semifinais. Aconteceu de enfrentarmos o Vasco mais duas vezes e acabou acontecendo uma aproximação, até porque fiz boas partidas, um bom campeonato e os clubes conversaram, junto com meu empresário. Acho que fui o último a saber do acerto.
Na época em que contratou Marcos Júnior, o Vasco também acertou com outro destaque do Bangu naquele Carioca: o atacante Jairinho, que acabou sendo emprestado ao Atlético-GO e retornou ao Bangu no início deste ano. O meia vascaíno disse que eles são amigos, mas ressaltou que isso fica apenas fora de campo.
– Eu cheguei junto com o Jairinho. Ele não continuou, está lá de novo. Vai ser legal enfrentar ele. Além de ser um companheiro de trabalho, se tornou um amigo pessoal. O que eu posso dizer é boa sorte e que ele possa fazer mais um ótimo Campeonato Carioca. Mas também vou dizer para ele tomar cuidado e esse ano não tem jeito, vai dar Vasco – disse o vascaíno, antes de finalizar falando sobre a relação de carinho com os profissionais da ex-clube:
– Tenho muitos amigos no Bangu. Uma galera do ano passado ficou, além da diretoria, roupeiros, vai ser legal reencontrar eles. As lembranças que tenho de Moça Bonita são boas. É o estádio que a gente gostava de jogar, o lugar que a gente gostava de estar até pela aproximação com a torcida do Bangu, que apoia bastante o time. São boas lembranças, que ficarão marcadas pra sempre na minha carreira.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document