quinta-feira, 13 de maio de 2021 - 15:48 h

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Médicos Sem Fronteiras entregam petição aos EUA sobre bombardeio a hospital

Médicos Sem Fronteiras entregam petição aos EUA sobre bombardeio a hospital

Matéria publicada em 10 de dezembro de 2015, 08:26 horas

 


Washington – A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) entregou nessa quarta-feira (9) uma petição à Casa Branca, com 547 mil assinaturas, para pedir uma investigação independente sobre o bombardeio norte-americano a um de seus hospitais no Afeganistão. As informações são da Agência Brasil.

Em 3 de outubro, um ataque aéreo norte-americano a um hospital da organização durante uma ofensiva contra os talibãs, a norte na cidade de Kunduz, provocou a morte a 30 pessoas e obrigou a unidade – a única na região – a ser fechada.

Os Estados Unidos admitiram que o bombardeio ao hospital dos Médicos Sem Fronteiras se deveu a um erro humano “trágico” e que os militares responsáveis foram suspensos. Essa foi é uma das principais conclusões da investigação interna realizada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos para esclarecer o bombardeio do hospital no Afeganistão.

“Não é suficiente que os perpetradores dos ataques a instalações médicas sejam os únicos investigadores”, disse Jason Cone, diretor executivo da MSF-EUA, num comunicado, apontando que apenas uma investigação independente por parte de um organismo internacional pode “restaurar a confiança” nos “compromissos dos Estados Unidos de apoiar as leis da guerra que proíbem tais ataques contra hospitais nos termos mais veementes”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document