sábado, 20 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Meio Ambiente faz mutirão na Fazenda Santa Cecília do Ingá

Meio Ambiente faz mutirão na Fazenda Santa Cecília do Ingá

Matéria publicada em 24 de setembro de 2018, 18:05 horas

 


Volta Redonda – Uma ação que contou com a participação de cerca de 200 pessoas entre equipes da secretaria e voluntários cadastrados no programa Mão na Massa como universitários, escoteiros e estudantes da Rede Municipal de Ensino participaram neste sábado, 22, de um mutirão no Parque Natural Municipal Fazenda Santa Cecília do Ingá, em Santa Cruz.
A ação que foi realizada das 8h às 17h foi promovida pela Secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda teve como objetivo conscientizar a população para a preservação do parque.
Segundo o secretário de Meio Ambiente de Volta Redonda, Maurício Ruiz, o intuito das atividades deste sábado que é inédita no município visa conscientizar a população para a preservação e conservação do parque, e segundo ele as principais atividades serão capina, roçada, limpeza, pintura e organização do espaço.
De acordo com o secretário, o programa de voluntariado Mão na Massa foi implantado em agosto deste ano pela Secretaria de Meio Ambiente para atuação no Parque Natural Municipal Fazenda Santa Cecília do Ingá, maior área verde do município. A iniciativa se alinha com o movimento nacional de inserção social nas unidades de conservação. Os voluntários vão realizar todo tipo de ação dentro dos parques.
– O Mão na Massa vai ajudar o parque de várias maneiras. Será uma ação com intervenções na unidade de conservação de forma coletiva e participativa – disse.
O Parque Natural Municipal Fazenda Santa Cecília do Ingá abriga uma diversificada fauna que inclui mais de 150 espécies de aves, entre as quais tucanos, saíras e tiês; quase 50 espécies de
mamíferos, como lobo guará, jaguatirica, cachorro do mato, tamanduá e sagui; além da flora, que inclui paineira rosa, pau ferro e ingá.
As terras do parque, explica o secretário de meio ambiente, pertenciam à antiga Fazenda Santa Cecília do Ingá e, em 1955, a área de 211 hectares de mata foi comprada pela Prefeitura de Volta Redonda para preservar o meio ambiente e seus recursos hídricos.
Em 1998 o local tornou-se Área de Preservação Ambiental e foi convertida em Parque Municipal em 2005.
O parque produz mudas de plantas para reflorestamento e doação à
população de Volta Redonda. São espécies frutíferas, ornamentais e da mata atlântica.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document