terça-feira, 22 de junho de 2021 - 10:09 h

TEMPO REAL

 

Capa / Educação / MEP debate questões Étnico-Raciais no Dia da Abolição

MEP debate questões Étnico-Raciais no Dia da Abolição

Matéria publicada em 13 de maio de 2021, 11:28 horas

 


A ideia foi uma iniciativa da professora Adriana da Silva Souza, voluntária no Pré-Vestibular Cidadão (PVC) – Foto: Divulgação MEP.

Volta Redonda- O MEP (movimento Ética na política) sempre deu atenção a temas voltados às questões Étnico-Raciais e de gênero. E para marcar o Dia da abolição da Escravatura no Brasil, comemorado hoje, 13 de maio, o MEP iniciou uma construção coletiva de um documento sobre o tema.

A ideia foi uma iniciativa da professora Adriana da Silva Souza, voluntária no Pré-Vestibular Cidadão (PVC) ligada à área de Artes, e consiste em elaborar um documento norteador sobre o assunto a partir do público-alvo do MEP, da comunidade que o circunda e do próprio processo histórico da cidade e da região, na linha das diretrizes do MEP/PVC.

– O documento pode ser gerado a partir das leis 10639 e 11645, da década Internacional de Afrodescendentes (2015 e 2024), da dimensão da ancestralidade, da cultura Griot (griots são contadores de história, cantores, poetas e musicistas da África Ocidental), de questões de gênero entre outros aspectos – argumentou Adriana ao conselho do MEP através de minuta propositiva.

Segundo o conselheiro do MEP José Maria da Silva, Zezinho, o conselho, no dia 5 de maio, não só aprovou a proposta como designou a professora Adriana para coordenar o grupo de trabalhos composto pelos voluntários: Fernando (literatura), Marcele (português), Amanda (estudante de direito e conselheiro), Luísa (linguagem) e Luiz (advogado e conselheiro), todos membros do Movimento. Também houve a recomendação de poderem ampliar a equipe e de articularem contato com o prof. Leonardo Ângelo, pesquisador do tema em Volta Redonda.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document