sábado, 21 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Ministro aguarda revisão de tarifa para retomar obra de Angra 3

Ministro aguarda revisão de tarifa para retomar obra de Angra 3

Matéria publicada em 8 de março de 2018, 10:14 horas

 


Retomada das obras é imprescindível para evitar deterioração das estruturas e equipamentos (crédito Divulgação)

Retomada das obras é imprescindível para evitar deterioração das estruturas e equipamentos (crédito Divulgação)

Angra dos Reis – O Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, em recente visita ao complexo nuclear de Angra dos Reis. Durante a visita, ficou bastante satisfeito com o nível de preservação das instalações de Angra 3, cujas obras estão paradas desde 2015. A manutenção das estruturas da usina consumirá, somente em 2018, R$ 30 milhões de acordo com o presidente da companhia, Leonam Guimarães.

“Não podemos deixar que as estruturas e equipamentos se degradarem. Isso tem sido feito com muito esforço, porque requer bastante mão de obra e materiais”, declarou o executivo.

Ainda durante a visita de Coelho Filho, um tema bastante discutido foi a questão da revisão da tarifa, hoje em R$ 244 por MWh. O presidente da Eletronuclear afirma que esse valor torna o empreendimento inviável.

Ainda segundo Leonam, um número ideal ficaria entre R$ 350 e R$ 400 por MWh. Quando sanada esta questão, a Eletronuclear poderá finalmente renegociar suas dívidas com a Caixa e BNDES para, finalmente, fechar uma parceria e recomeçar as obras.

“Os parceiros estão bastante interessados, conhecem os custos e tem bastante informação da obra. Mas eles estão aguardando esse posicionamento”, concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Uma coisa é certa, ninguém fica sem energia. Falta luz com estas chuvas todas de verão e a gente dá conta como não consegue viver sem energia.

  2. Avatar
    Tô de olho em tudo

    É uma boa desculpa para aumentar a tarifa de energia elétrica e o pior sem retorno para a população. Daqui a pouco começa novamente as bandeiras tarifarias.

Untitled Document