sábado, 7 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Motoristas estão mais cautelosos com itens fiscalizados pelo Detran

Motoristas estão mais cautelosos com itens fiscalizados pelo Detran

Matéria publicada em 4 de agosto de 2019, 13:00 horas

 


Veículos devem estar revisados para que não haja maior problema com o Detran (Arquivo)

Barra Mansa – Com as vistorias nos postos extintas desde abril, quando o procedimento passou a ser feito por meio das operações “Detran Seguro”, muitos motoristas passaram a cuidar com mais atenção da manutenção dos veículos. Pelo menos é o que indica consulta feita pelo DIÁRIO DO VALE a mecânicas, lojas de peças e aos próprios cidadãos.

De acordo com lojistas e mecânicos, a prioridade dos motoristas é checar o estado dos itens verificados pelos agentes, que inclui lataria, vidros, películas, pneus, placas de identificação, farol, comandos de seta e gases poluentes. De acordo o eletricista de autos, Bruno Dias, o fato da blitz não ter data e horário divulgados com antecedência fez com que muitos clientes procurassem sua oficina para avaliar condições de faróis e setas.

– De maio para cá, a procura por manutenção desses itens deve ter aumentado em 30%. Geralmente são clientes que já têm o carro em dia, mas que se preocupam em cuidar do veículo. Não querem correr o risco de serem parados e estar com algum item irregular – disse.

Pai de Bruno, Djalma Dias de Oliveira, que é mecânico, acrescenta o que observou após as novas regras do Detran. Segundo ele, as mulheres são as mais preocupadas com a situação de seus carros e já representam cerca de 20% dos clientes que nos últimos meses buscaram serviço de revisão na oficina.

– Antes, quando a vistoria era no posto, a pessoa sabia que naquele dia determinado o carro tinha que estar com tudo certo para passar pela avaliação. Agora, com a vistoria nas ruas, sem dia certo, muitas pessoas ficam com receio de não conseguirem resolver o problema na hora e ter o carro anotado. Por isso, há a preocupação em fazer revisão e deixar de acordo com o que é exigido. A situação está difícil para todo mundo, mas ninguém que ver o carro sendo rebocado e ter que arcar com despesas de pátio. Por isso, muitos estão se prevenindo, principalmente as mulheres”, afirmou.

Quem procura

A professora Gisele da Silva Melo, de 44 anos, teve o vidro do carro trincado por uma pequena pedra no início do ano. Embora o problema não estivesse atrapalhando ela andar com o veículo, as condições do vidro estão entre os itens avaliados. Com isso, ela desembolsou R$ 550 para trocá-lo, tudo para não ter problema durante uma possível blitz.

– Eu já peguei meu documento de 2019, mas estava com esse trincado no vidro, que eu sei que me daria problema caso fosse parada em uma blitz. Como dou aula em Barra Mansa e Volta Redonda e estou sempre andando de carro, optei em trocar de uma vez para não ser pega na fiscalização com um item errado – ressaltou a Gisele.

Já o autônomo Jhonatan Oliveira, de 25 anos, que também usa o carro para trabalho, foi obrigado a trocar os quatro pneus do carro, também como cautela para não ter o veículo reprovado em uma blitz do Detran Seguro. De acordo com ele, logo que começaram as blitz um amigo dele foi parado e teve o carro reprovado por conta de pneus carecas. Isso, segundo Jhonatan, foi um dos motivos que o fez buscar uma revisão do veículo.

“Eu recebi um dinheiro extra de um trabalho, que era pra investir na obra da minha casa, mas preferi trocar todos os pneus para poder andar sem medo ser pego na blitz. Meu amigo teve um prejuízo enorme e ainda ficou alguns dias sem poder andar de carro, o que pra mim seria muito ruim, já que dependo dele para trabalhar”, disse o autônomo, que também opto em trocar todas as películas do automóvel, colocando uma de cor mais clara e dentro do que determina a legislação.

Como funciona a fiscalização

Caso seja identificada alguma irregularidade e se a falha puder ser resolvida no momento da fiscalização, o veículo será liberado tão logo o problema seja sanado. Se não puder ser resolvido, o veículo não será apreendido caso tenha segurança para circular.

Nessa situação, o certificado de licenciamento anual (CRLV) será recolhido e o proprietário terá entre três e sete dias úteis para se apresentar ao Detran com o veículo regularizado.

Confira abaixo os itens que devem ser verificados pelos motoristas

Pneus – É necessário verificar o estado geral e a fixação das rodas. As calotas e os diâmetros devem ser iguais nos dois eixos. Deve-se ainda verificar se há pneus diferentes no mesmo eixo, se algum deles tem saliências externas ou profundidade inferior a 1.6 mm, se o estado de conservação dos flancos e das bandas são deficientes ou têm desgaste desigual, e se a adequação ao uso está de acordo com a designação do fabricante do veiculo.

Lataria – Não pode ter corrosão acentuada ou de caráter perfuro cortante. No caso dos para-choques, não podem estar excessivamente deformados ou com saliências cortantes.

Vidros e película – Deve-se verificar a conservação, a visibilidade e o funcionamento do sistema de acionamento. Os vidros não podem ter fissuras. No caso de uso de películas, as mesmas precisam estar de acordo com a legislação.

Faróis e setas – Lanternas, faróis baixo e alto, luzes de freio, de ré e de placa, setas indicadoras de direção e alertas não podem estar quebrados ou com as lâmpadas queimadas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document