Mulheres e Meio Ambiente: Uma luta interconectada além do gênero

As mulheres, historicamente ligadas à natureza, têm desempenhado um papel fundamental na sustentabilidade

by ana Calderone

Sul Fluminense – O Dia Mundial do Meio Ambiente (5), uma data que destaca a importância da preservação ambiental em nível global. No entanto, a relação entre gênero e meio ambiente é um aspecto crucial que merece atenção especial.  As mulheres têm uma conexão profunda e histórica com a natureza. Tradicionalmente, elas desempenharam papéis fundamentais na coleta de alimentos, cultivo, gestão dos recursos naturais e uso de plantas medicinais. Em muitas regiões, como o Nordeste brasileiro e a África subsaariana, as mulheres são responsáveis por coletar água em áreas de seca extrema, garantindo a sobrevivência de suas famílias e comunidades. Este conhecimento tradicional é vital para a sustentabilidade ambiental e a resiliência das comunidades.

Mulheres no ambientalismo

A luta das mulheres pelo meio ambiente não é nova. Rachel Carson, uma bióloga marinha e ecologista, publicou em 1962 o livro “Primavera Silenciosa”, que denunciou os perigos dos pesticidas sintéticos. Carson enfrentou grande resistência e críticas, principalmente de homens poderosos cujos interesses estavam ameaçados por suas descobertas. Sua coragem abriu caminho para muitas outras mulheres no movimento ambientalista.

A degradação ambiental afeta desproporcionalmente as comunidades em situação de pobreza, onde as mulheres são frequentemente as mais vulneráveis. De acordo com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), as mulheres representam cerca de 70% das pessoas em extrema pobreza e são as mais afetadas por eventos climáticos extremos como secas e inundações. Além disso, elas enfrentam barreiras adicionais, como falta de oportunidades de estudo, emprego, moradia, violência e desigualdades socioeconômicas.

Para alcançar um desenvolvimento sustentável e equitativo, é essencial aumentar a participação das mulheres em cargos de liderança e na tomada de decisões ambientais. Isso inclui integrar questões de gênero em políticas e programas de desenvolvimento sustentável, combater a misoginia e a violência contra a mulher, promover a educação e a igualdade de oportunidades de emprego, e fortalecer os serviços de saúde.

A Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

A Agenda 2030 da ONU estabelece 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com foco na erradicação da pobreza e no desenvolvimento sustentável. O ODS 5, que visa alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas, inclui metas como acabar com a discriminação e a violência contra as mulheres, reconhecer o trabalho doméstico não remunerado, garantir a participação plena das mulheres na tomada de decisões, e assegurar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva.

A proteção do meio ambiente e a luta pela igualdade de gênero estão intrinsecamente ligadas. As mulheres desempenham um papel crucial na sustentabilidade ambiental e são fundamentais para a implementação de políticas eficazes de enfrentamento às mudanças climáticas. No Dia Mundial do Meio Ambiente, é essencial reconhecer e valorizar a contribuição das mulheres para a preservação ambiental e trabalhar para garantir que elas tenham as mesmas oportunidades de participação e liderança na construção de um futuro sustentável e justo para todos.

Diário Delas

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996