sábado, 15 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / No mundo da Lua

No mundo da Lua

Matéria publicada em 10 de junho de 2019, 09:00 horas

 


A casa, o carro e o dia a dia, tudo é diferente lá em cima

Americanos, chineses e japoneses estão fazendo planos para instalar uma colônia na Lua. Um dos objetivos da atual missão do robô chinês Chang’e 4 é verificar se é possível fabricar cimento com a poeira lunar. Os chineses foram os primeiros a pousar uma nave no lugar ideal para se viver na Lua, o polo sul lunar. Lá a temperatura média fica em torno de zero grau centigrado, o que não é mais frio do que a Lapônia. A primeira colônia lunar, prevista para 2030, vai ser uma instalação modesta, semelhante às primeiras bases instaladas na Antártida. Mas com o tempo essas bases poderão se transformar em pequenos vilarejos.

Viver na Lua é bem diferente de viver aqui na Terra, não existe ar e tudo tem que ser pressurizado das casas, aos carros e roupas. Como não existe ar, os motores de combustão interna não funcionam lá em cima. A Lua vai ser o paraíso dos carros elétricos. Os veículos ideais terão tração nas seis rodas e pneus balão, para enfrentar os buracos e as fendas, e baterias solares no teto, já que não há postos de reabastecimento por enquanto.

Os protótipos das casas lunares tem sido objeto de intensos estudos por parte de firmas europeias e japonesas.  A construção ficará a cargo de robôs que usarão técnicas de impressão 3D trabalhando com materiais lunares. Além de ser pressurizada e isolada contra os extremos de temperatura, a residência lunar precisa proteger os moradores contra a radiação que vem do espaço e os meteoritos. O melhor meio de fazer isso é usar a proteção natural. Construindo a casa dentro de uma caverna, ou no subsolo. Uma camada de rocha e poeira lunar em cima do teto já protege os moradores da radiação.

Os dias lunares têm 29 dias terrestres de duração e cada noite dura 14 dias. As temperaturas variam muito. No equador lunar chegam a 123 graus centigrados por volta do meio dia, mais quente do que uma panela de água fervendo. Mas quando o sol se esconde a temperatura despenca e chega a 223 graus negativos no meio da noite. O suficiente para congelar a maioria dos gases. É por isso que os planejadores de colônias lunares escolheram o polo sul lunar como lugar ideal, pois lá as temperaturas são bem mais amenas. Outro motivo são as reservas de água. Sondas espaciais detectaram uma grande quantidade de gelo, trazido por cometas que colidiram com a Lua há milhões de anos. Extraindo água desse gelo será possível produzir hidrogênio e oxigênio. E ainda ter água suficiente para beber e até para montar uma piscina. Um dos primeiros projetos de base lunar, feito na década de 1970, incluía uma piscina para os colonizadores se divertirem.

Sabe aquele antigo ditado “a noite é uma criança”? Com uma noite de 14 dias a vida noturna na Lua vai oferecer oportunidades fantásticas para quem gosta de dormir tarde. A Terra no céu será um convite ao romance. Ela passa pelas mesmas fases que a Lua vista da Terra. E nas noites de Terra Cheia o brilho azulado será uma visão espetacular. Sem falar que o brilho da Terra Cheia é 43 vezes mais intenso do que o brilho de uma Lua Cheia. Um colonizador lunar poderia dirigir nas noites de Terra Cheia sem precisar acender os faróis de seu carro. E ler um jornal tranquilamente.

Como os astronautas do projeto Apollo, os futuros moradores da Lua terão que reaprender coisas básicas, como caminhar. A gravidade da Lua é um sexto menor do que a da Terra. Neil Armstrong e Edwin Aldrin, os primeiros homens que caminharam na superfície da Lua descobriram que era fácil escorregar e cair se tentassem andar normalmente, como aqui na Terra. E perceberam que a melhor maneira é se deslocar dando pequenos pulos. Em compensação é muito difícil se machucar com um tombo inesperado.

Em 1975 o seriado da TV britânica, Space 1999, imaginou a vida em uma colônia lunar com muito estilo. Tudo era muito clean e high tech na base lunar Alfa. Como na foto aí em cima. Hoje essas antigas fantasias lunares são uma inspiração para a realidade.

Por: Jorge Luiz Calife

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    A lua é um holograma natural, as agências espaciais só roubam dinheiro.

  2. Avatar

    Fantastico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document