quarta-feira, 23 de junho de 2021 - 18:17 h

TEMPO REAL

 

Capa / Saúde / Nova etapa da vacinação antirrábica 2021 é realizada em Resende

Nova etapa da vacinação antirrábica 2021 é realizada em Resende

Matéria publicada em 14 de maio de 2021, 08:58 horas

 


Imunização ocorrerá na manhã deste sábado, dia 15, em sete postos fixos

O cronograma faz parte do primeiro ciclo da zona urbana, que teve início em abril e termina neste mês de maio – Foto: Raimundo Brasil(PMR).

Resende- A Prefeitura de Resende, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), dará continuidade a partir de amanhã, sábado, da nova etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica Animal 2021.

A nova fase de imunização contra a raiva em cães e gatos acontecerá entre os horários das 9h às 16h em sete polos fixos estratégicos na cidade.

O cronograma faz parte do primeiro ciclo da zona urbana, que teve início em abril e termina neste mês de maio. Durante toda a campanha, serão 36 postos de vacinação, entre volantes e fixos, esquematizados até outubro deste ano.

Neste sábado, dia 15, a vacinação ocorrerá nos seguintes polos: USF (Unidade de Saúde da Família) Cidade Alegria, ao lado do DPO (Destacamento de Policiamento Ostensivo), que atenderá os bairros Cidade Alegria, Mirante das Agulhas, Morada da Colina, Boa Vista I, Boa Vista II e Casa da Lua; USF Jardim Primavera, abrangendo os bairros Jardim Primavera, Toyota, Vila Isabel e Morada do Contorno; Clínica da Família, que envolverá as localidades Morada da Montanha, Jardim Aliança I, Jardim Aliança II e Mirante da Serra; USF Jardim Alegria/Jardim Beira-Rio, voltado para os bairros em questão; USF Nova Alegria, para Nova Alegria e Vila Alegria; USF Itapuca, para as populações canina e felina do bairro; e USF Baixada da Olaria para a área em questão.

No decorrer da campanha, o CCZ será posto fixo para a imunização antirrábica, bastando comparecer à sede da unidade, na Rua Eurídice Paulina de Almeida, nº. 415, no bairro Vicentina II. O CCZ funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Orientações

O diretor do CCZ, o médico veterinário Bruno Marins Souza, alertou sobre as restrições para o período de imunização, destacando a importância de deixar os animais protegidos. “A campanha é voltada para cães e gatos com mais de três meses de idade, que estejam gozando plena saúde. Todos os pets devem ser levados aos postos de vacinação, respeitando o prazo de validade da vacina, que é de um ano. O condutor do animal deve ser maior de 18 anos de idade e estar munido com o documento de identidade. Vale frisar que não estão aptos para a imunização: as fêmeas prenhas ou que estejam amamentando; e os animais que apresentem alguma enfermidade ou em tratamento com medicamentos anti-inflamatórios ou antibióticos. A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e caracteriza-se como uma encefalite com letalidade de aproximadamente 100%. Por uma questão de Saúde Pública, devemos reforçar a vacinação no município. No início deste mês, foi diagnosticado um caso de raiva no Estado do Rio de Janeiro, após mais de 20anos. O cachorro era de Duque de Caxias”, explica o diretor Bruno Marins.

Com o objetivo de evitar transtornos nos arredores dos postos, de acordo com recomendações do CCZ, os animais devem ser devidamente conduzidos com guias e coleiras correspondentes aos seus portes. Os animais mais ferozes devem ser levados com focinheiras. Já os gatos devem ser transportados em caixas ou gaiolas, visando coibir fugas e ataques de outros animais. Todas as medidas de segurança sanitária por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) também devem ser respeitadas, como o uso de máscaras e o distanciamento social. Preferencialmente, o animal deve ser levado por uma pessoa, visando evitar aglomerações.

Ainda segundo o CCZ, a população canina do município é estimada em 14 mil cães, enquanto a felina é 2,5 mil. A expectativa é de que sejam vacinados contra a raiva mais de 12 mil cães e 2,4 mil gatos. Em 2020, foram imunizados contra a doença 4.139 animais, devido às mudanças provocadas durante a pandemia do novo coronavírus no cenário nacional, além do aguardo pela liberação das vacinas por parte do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document