segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / O herói submarino da DC Comics

O herói submarino da DC Comics

Matéria publicada em 6 de dezembro de 2018, 09:00 horas

 


“Aquaman” tem pré-estreia esta semana

Ponte entre a Terra e o Mar: Aquaman terá de enfrentar seu meio irmão para impedir uma guerra

O cinema anda sem grande novidades esta semana. Tem mais um filme de terror daqueles sobre crianças encapetadas, “O chamado do mal”, e um drama familiar, “Vidas em si” sobre um casalzinho que se conhece no colégio, casa, tem filhos e se relacionam com outras pessoas. O melhor de tudo é o filme do Aquaman, o herói submarino da DC Comics e que finalmente ganhou um filme só seu cheio de efeitos especiais, tem sua pré estreia na próxima quarta-feira.
Desde o final do século passado que o mundo dos quadrinhos ficou dividido entre a DC Comics e a Marvel, e ditoras que tem personagens muito parecidos. O Aquaman é o equivalente DC do Namor, o príncipe submarino da Marvel. Como no caso do Namor ele mora em uma cidade submarina que fica no fundo do mar e foi adotado por a uma raça de sereias e homens peixes.
Aquaman surgiu em 1941, na chamada era dourada dos quadrinhos. Dois anos depois do Namor da Marvel, que nasceu em 1939. Os dois personagens estão ligados à lenda da Atlântida, o continente que teria desaparecido no fundo do oceano. Namor é príncipe de Atlântida, enquanto Aquaman se torna rei. Desde sua criação ele é filho de um explorador submarino com uma mulher do povo do mar.
Na primeira revista, do tempo da Segunda Guerra Mundial, ele conta suas origens em flash back: “Minha história começa com meu pai, um famoso explorador do fundo do mar. Seu eu falar o seu nome você o reconhecerá. Minha mãe morreu quando eu ainda era um bebê e meu pai se voltou para seu trabalho, buscando solucionar os grandes mistérios do oceano. Sua maior descoberta foi uma antiga cidade, a uma profundidade que nenhum outro mergulhador conseguiu penetrar. Meu pai acreditava se tratar do reino perdido da Atlântida”.
Como no caso do Namor, os Atlantis do Aquaman dispõe de uma tecnologia avançada, com naves submarinas e armas de raios. Vivendo entre eles, nosso herói aprende a nadar com super velocidade e adquire os poderes do tridente do deus Netuno, o Posseidon dos gregos.
Ele também é capaz de se comunicar telepaticamente com os seres do oceano que respondem aos seus comandos, desde baleias e polvos gigantes até tubarões.
Na década de 1960, o personagem saiu dos quadrinhos e chegou a televisão com o desenho animado dos Superamigos. Onde era um mero coadjuvante da turma liderada pelo Batman, o Super homem e a Mulher Maravilha. Na década passada ele ganhou um papel de destaque em outra serie animada, a Liga da Justiça. Aquaman é um dos membros fundadores da Liga e faz parte do time inicial que inclui também o Flash e o Caçador de Marte.
O visual original do personagem mostra um homem de cabelos loiros cortados curtos. Depois, no seriado da Liga da Justiça, ele começou a usar uma cabeleira longa, perdeu uma das mãos que foi substituída por um arpão e ficou parecido com a representação tradicional de Poseidon, o senhor dos mares na mitologia greco-romana.
Com a escolha do havaiano Jason Momoa para interpretar o personagem, Aquaman perdeu o cabelo loiro e se tornou um gigante polinésio. Mas os personagens de apoio continuaram os mesmos, como a princesa Mera que no futuro se casa com o personagem e se torna a rainha da Atlântida. Como a Mulher Maravilha, uma personagem que também surgiu na Segunda Guerra Mundial, Aquaman se envolveu em lutas contra os nazistas. Principalmente capitães de submarinos alemães.
Nos tempos modernos o personagem se tornou ecológico e passou a defender os animais e o oceano da poluição provocada pelos homens da superfície. O tema da degradação dos oceanos é a origem do conflito entre o povo da Atlântida e a nossa civilização poluidora. Que já aparecia nos desenhos animados e é o elemento central do novo filme. Que estreia em rede nacional na próxima semana.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Anderson dos Santos Costa

    Torcendo muito pelo sucesso de Aquaman. Se ele der certo pode salvar o combalido universo cinematográfico dos personagens da DC Comics.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document