Olimpíadas são oportunidade para divulgar cultura brasileira, diz Juca Ferreira

Por Diário do Vale

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, disse ontem (5) que os Jogos Olímpicos representam uma oportunidade única para divulgar o Brasil aos milhares de turistas que estarão no Rio de Janeiro para acompanhar os Jogos e conclamou os agentes culturais das mais diversas áreas a usarem de toda a criatividade para isso. Juca participou hoje (5) à noite, de reunião do Fórum de Cultura Permanente do Rio de Janeiro, quando ouviu diversas opiniões e ideas sobre o tema.

“Os Jogos Olímpicos são um evento importantíssimo. É o maior evento do mundo, maior que a Copa do Mundo. Não é à toa que é disputadíssimo. As cidades apresentam suas candidaturas e botam todas as fichas na mesa, suas personalidades, seus ativos culturais, para sediar as Olimpíadas. Servem para reforçar a marca da cidade e como um grande concenso de preparação da cidade para grandes eventos, através dos legados.”

Juca ressaltou aos presentes, reunidos no palco principal da Fundição Progresso, tradicional espaço de manifestações culturais, na Lapa, que é preciso aproveitar as Olimpíadas para desenvolver a economia da cidade.

“Ainda não aprendemos a fazer desses grandes eventos um processo de desenvolvimento da economia local. Em geral, a gente pensa mais no gasto do que no ganho, quando é uma oportunidade imensa. E os Jogos Olímpicos têm uma característica importante. Vem muito mais gente do que na Copa do Mundo e é concentrado em uma cidade só. É uma oportunidade de ouro.”

Para o ministro, a programação cultural durante as Olimpíadas deve ser totalmente diferente do que ocorreu na Copa do Mundo. Segundo ele, os eventos da Copa deixaram a desejar em qualidade e envolvimento. “Nós fomos muito incompetentes na Copa do Mundo. O que o Brasil apresentou de programação na Copa do Mundo é de dar vergonha. Desde o que foi apresentado na abertura, no final e o que era disponibilizado como programação cultural foi muito ruim. Foi uma programação que não envolveu os artistas, não envolveu os operadores, os produtores. Nem mesmo as secretarias municipais, estaduais e o Ministério da Cultura. Evidente que não podia dar certo aquilo.”

O Fórum Permanente de Cultura do Rio de Janeiro foi criado por sugestão do ministro, em reunião com agentes culturais fluminenses. A ideia foi abraçada por agentes e realizadores culturais da cidade, tendo à frente Perfeito Fortuna, fundador do Circo Voador e gestor da Fundição Progresso.

Advertisement

A primeira reunião do fórum foi realizada no dia 2 de fevereiro e contou com a presença de cerca de 400 artistas, produtores e realizadores culturais da cidade. Os participantes iniciaram as discussões sobre projetos e ações culturais para as Olimpíadas de 2016. Também estiveram presentes na reunião desta quinta a diretora de cultura dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, atriz e cineasta Carla Camurati; os secretários de Cultura do município, Marcelo Calero, e do estado, Eva Dóris; além de artistas, produtores, midialivristas e outros atores da sociedade civil no campo cultural.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

1 Comentário

Fulano 6 de março de 2015, 14:08h - 14:08

Que cultura, meu Deus…

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996