Onda de calor ameaça fornecimento de água em várias cidades

Consumo aumenta cerca de 30% em todas os municípios do Sul Fluminense; autarquias estão pedindo para população fazer o consumo consciente

by Agatha Amorim

Sul Fluminense – A forte onda de calor que atinge o Sul Fluminense ameaça também o sistema de abastecimento e distribuição de água aos quase 1,2 milhão de moradores. A situação, segundo as autarquias, é crítica. Nesta terça-feira (14), os termômetros bateram 39° C, em Volta Redonda.

Apesar da época ser de um período chuvoso, a região enfrenta um aumento de 30% no consumo de água. Os motivos: mais banhos e mais demorados, enchimento de piscina com mais frequência, lavagem de veículos, lavagem de garagem, irrigação de jardins e os famosos desperdícios. “Quando aumentamos o consumo, diminuímos pressão da rede de distribuição, a rede sofre despressurização e as partes mais altas sofrem mais”, disse.

Os cerca 180 mil moradores de Barra Mansa consomem mais de 50 milhões de litros de água por dia produzidos pelas seis (6) Estações de Tratamento: ETA NOVA, ETA São Sebastião, ETA Colônia Santo Antônio, ETA Vista Alegre, ETA Antônio Rocha e ETA Floriano. Para se ter ideia, a cidade de Barra Mansa possui quase 80 mil economias de água, ou seja, o número de clientes.

De acordo com o diretor Executivo do Saae de Barra Mansa – José Geraldo, o Zeca, um dos maiores problemas enfrentados é na Região Leste.

“A cidade de Volta Redonda também enfrenta a onda de calor. Historicamente temos dificuldades na região Leste, são mais de 40 mil consumidores em uma topografia que dificulta o abastecimento. O abastecimento de água para região Leste é proveniente da ETA Belmonte, em Volta Redonda e lá eles também enfrentam dificuldades nesta época devido ao aumento do consumo”, alertou Zeca.

Zeca também lembrou que os moradores podem aumentar seus reservatórios em casa e ajudar a economizar. O diretor disse que a população mais afetada e que enfrenta as maiores dificuldades são as pontas de rede e as partes mais altas. “É importante que as pessoas aumentem o armazenamento de água em casa, ampliem seus reservatórios em casa e lembrem que, apesar do forte calor, temos que economizar água”, argumentou Zeca.

 

Saae de Volta Redonda reforça orientação sobre consumo consciente da água

ETA chega a trabalhar na capacidade máxima neste período e demanda aumenta em 20%; dicas simples sobre uso racional ajudam a garantir o abastecimento

Volta Redonda – As altas temperaturas registradas nos últimos dias e que podem se repetir com a chegada do Verão estimulam um maior consumo de água potável. Para evitar o desabastecimento, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) orienta a população sobre o uso racional da água, evitando desperdícios.
“Estamos entrando em uma onda de calor intensa, com temperaturas que vão chegar a 40 graus ou mais. A nossa ETA (Estação de Tratamento de Água), no Belmonte, tem limitações e trabalha com capacidade máxima neste período, chegando a ter uma demanda 20% maior que sua produção”, explicou o diretor-executivo do Saae-VR, Paulo Cesar de Souza, o PC.

As orientações do Saae-VR são para que a população, principalmente nos dias mais quentes, priorize o consumo humano da água, evitando banhos demorados, lavar calçadas, quintal e carros. O diretor-executivo destacou que é importante que cada um faça sua parte e que a autarquia tem trabalhado para garantir o acesso à água para toda a população.

“Temos realizado trabalhos preventivos constantemente ao longo dos meses para evitar vazamentos e que a água esteja disponível para todos. Preparamos e fizemos diversas ações para diminuir os transtornos, mas precisamos ainda contar com o esforço de todos para diminuir os inconvenientes. O verão será muito forte. Neste momento, pedimos a todos que utilizem a água com moderação. Vamos ser solidários e respeitar a todos”, disse PC.

Confira algumas dicas para evitar o desperdício de água:

– Deixar a torneira fechada quando for escovar os dentes, fazer a barba ou ensaboar o corpo;
– Trocar a mangueira por um balde quando precisar lavar o carro;
– Deixar alimentos descongelarem na geladeira e não usar água da torneira;
– Reutilizar a água: armazenar a água da máquina de lavar roupas para lavar o carro ou quintal.

 

Nova ETA vai dobrar a capacidade de tratamento

Além dos trabalhos de melhorias na rede de abastecimento e na própria ETA Belmonte, o município já se prepara para acompanhar o crescimento da cidade e garantir o acesso à água potável para os moradores. Em breve terão início as obras de construção da nova Estação de Tratamento de Esgoto no bairro Aero Clube, que terá capacidade de 1.200 litros por segundo – a mesma da ETA Belmonte – e deve ser a solução para a falta d’água em alguns bairros nos dias mais quentes.

O projeto da nova ETA ocorre graças a uma parceria entre prefeitura, Estado e CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). A empresa vai ceder o terreno localizado no Aero Clube, enquanto o valor total do investimento, de R$ 180 milhões, será de R$ 90 milhões do Estado, por meio do Fecam (Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano), e R$ 90 milhões como contrapartida da prefeitura. A estação fará a captação e tomada de água, com elevatória de água bruta, tratamento de lodo, elevatória de água tratada, reservatório de contato, subestação elétrica e redes adutoras.

 

Consumo de energia bate recorde no país

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou nessa segunda-feira (13) novo recorde na demanda instantânea de carga do Sistema Interligado Nacional (SIN): às 14h40, foi atingido o patamar de 100.955 megawatts (MW). Foi a primeira vez na história do SIN que a carga superou a marca de 100 mil MW. O recorde anterior era de 97.659 MW, medido em 26 de setembro deste ano.

No momento em que o novo patamar foi registrado, o atendimento à carga era feito por 61.647 MW de geração hidráulica (61,1%), 10.628 MW de geração térmica (10,5%), 9.276 MW de geração eólica (9,2%), 8.506 MW de geração solar centralizada (8,4%) e 10.898 MW de geração solar proveniente de micro e mini geração distribuída – MMGD (10,8%). A principal razão para esse comportamento da carga é a significativa elevação de temperatura verificada em grande parte do Brasil.

O Rio de Janeiro registrou, às 9h15 desta terça-feira (14), a maior sensação térmica desde 2014, de 58,5 graus Celsius (°C). A medição foi feita pela estação do serviço municipal de meteorologia Alerta Rio em Guaratiba, na zona oeste da cidade. No momento, os termômetros marcavam 35,5°C.

A onda de calor chegou em uma época do ano em que, normalmente, a estação chuvosa já está estabelecida e em que as nuvens funcionam como uma espécie de controle das temperaturas. A ausência dessa defesa, segundo a meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Anete Fernandes, potencializa os efeitos do fenômeno climático.

You may also like

6 comments

Amanda Lacerda 18 de novembro de 2023, 20:18h - 20:18

Recanto feliz está há 5 dias sem água .

Cidadão voltarredondense 15 de novembro de 2023, 18:48h - 18:48

Gasta-se dinheiro com telão de jogo de futebol. Porque não investir esse dinheiro no abastecimento de água, asfalto entre outros……..

Valdir Dias. 15 de novembro de 2023, 16:45h - 16:45

Muito simples,quem gastar mais Paga mais o que tem de gente lavando carro e enchendo piscina não esta no Gibi….

Daniela 15 de novembro de 2023, 15:43h - 15:43

O engraçado, e se tem algo engraçado nisso, alguns bairros nunca passaram por isso, as piscinas cheias, lavam carros, calçadas….e em bairros como Açude, Belmonte e adjacências, sempre acontece. Já ouviram falar que falta água no Laranjal? Na Vila? Nos bairros nobres?

Roberto 16 de novembro de 2023, 06:33h - 06:33

Morada da colina está a 3 dias sem água

Bruno 15 de novembro de 2023, 13:28h - 13:28

Ameaça? Aqui na morada da colina em VR estamos sem água há 3 dias. Um absurdo isso não ser notícia.

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996