Operações dos ‘marimbondos’ na região têm objetivo de forçar pagamento de IPVA

Por Diário do Vale
76 Visualizações
Sem assistência: ‘Marimbondos’ levam veículo que presta serviços de assistência social à prefeitura (Foto: Enviada via WhatsApp)

Sem assistência: ‘Marimbondos’ levam veículo que presta serviços de assistência social à prefeitura (Foto: Enviada via WhatsApp)

Volta Redonda –

As operações do Detran na região têm como principal objetivo promover a cobrança de IPVA. Uma reportagem veiculada ontem na edição noturna do telejornal da TV Rio Sul afirma que o órgão está promovendo as blitz porque o Sul Fluminense teria 52% de inadimplência com o IPVA. A mesma informação aparece numa nota oficial da assessoria de Imprensa da autarquia. O texto diz que os “marimbondos” vão continuar a rebocar carros “em municípios do Sul Fluminense, região onde a inadimplência do IPVA é de 52%”.
No entanto, já existe jurisprudência firmada que proíbe que veículos sejam rebocados pela simples inadimplência com o imposto, caso em que é necessário um processo judicial para cobrar o valor devido.
A alegação dos “marimbondos” para fazer o reboque – a falta da vistoria, e portanto de garantia de que o veículo estaria em condições de rodar – fica, assim, abalada pela informação do próprio Detran de que estaria promovendo ações na região devido ao percentual de inadimplência com o IPVA.
O DIÁRIO DO VALE teve a informação de que na verdade a inadimplência de IPVA em Volta Redonda é uma das menores do Estado do Rio. Na Baixada Fluminense, ela explode e, no entanto, não existem as blitz ostensivas do Detran naquela região. Estranhamente, quando a reportagem do DIÁRIO DO VALE solicitou a informação sobre o índice de inadimplência dos municípios do Estado do Rio à assessoria de Imprensa do Detran, recebeu a seguinte resposta: “Não temos os dados. Entre em contato com a Secretaria de Fazenda para saber se eles têm os números”.
Assim, o órgão admite que, além de estar fazendo as operações na região com base em um motivo inadequado (cobrar o IPVA), está se valendo de uma suposição, já que informou oficialmente que não dispõe dos dados de inadimplência dos municípios.
Além do uso da vistoria como “desculpa” para rebocar veículos, proprietários de automóveis têm comentado no site do DIÁRIO DO VALE que o Detran estaria demorando para agendar vistorias. Com isso, o motorista – mesmo com o IPVA em dia – se vê obrigado a deixar o veículo na garagem ou se arriscar a sofrer um reboque e pagar altas taxas para recuperar o carro ou moto.

Poly Rio fatura tudo o que é recolhido em diárias e taxas de reboque

Empresa cobra do proprietário de veículo um valor mais alto que o aluguel de apartamento de luxo no Leblon

A Poly Rio Ambiental, empresa encarregada de “guardar” os carros e motos apreendidos, está faturando alto com as ações dos “marimbondos”:  ela fica com todo o dinheiro pago a título de taxa de reboque e de diárias pelos proprietários dos veículos apreendidos. E o valor não é pequeno.
A estimativa de faturamento da Poly Rio considera as frotas de Volta Redonda e Barra Mansa, que têm juntas 145.669 carros e 25.709 motos, segundo o próprio Detran. Levando em conta que, segundo o órgão, 52% desses veículos estariam inadimplentes com o IPVA, isso daria 13,3 mil motos e 75,7 mil carros que podem vir a passar algum tempo no depósito do Jardim Guanabara, em Barra Mansa.
Considerando que as operações recolhessem todos os veículos inadimplentes e que cada um deles passe dois dias no depósito, o faturamento da Poly Rio Ambiental chegaria a R$ 837.900 com reboques de motos, mais R$ 912.114,00 com as diárias desse tipo de veículo.
No caso dos carros, os números serão significativamente maiores, já que os valores e a quantidade de veículos são mais altos. Seriam R$ 11.970.441 de reboque, mais R$ 11.341.374 de diárias. A empresa teria uma receita total, com carros e motos, de R$ 25.061.829.
O detalhe é que os veículos rebocados, na verdade, são deixados ao relento em um depósito que não corresponde ao que consta da minuta de contrato que faz parte do edital da licitação que venceu em 2014 para prestar esse serviço.

Diária é mais cara que aluguel no Leblon

Conforme o DIÁRIO DO VALE noticiou no dia 12 de fevereiro, o preço pago pelo dono do carro apreendido, por metro quadrado, é mais caro que o aluguel de um apartamento na Rua Vieira Souto, em Ipanema, um dos endereços mais caros do Brasil.
Considerando que o dono de um veículo apreendido vai ter que pagar cerca de R$ 75,00 por dia pela guarda do carro, que ocupa aproximadamente 10 metros quadrados, ele vai estar pagando o equivalente a R$ 2.500 mensais por esses 10 metros quadrados, o que leva o aluguel para R$ 250,00 mensais por metro quadrado.
Já quem alugar um apartamento de 250 metros quadrados na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, um dos endereços mais sofisticados do Rio, vai pagar R$ 26 mil mensais, o que dá R$ 104 mensais por metro quadrado – ou seja, o “aluguel” involuntário da vaga no terreno do Detran custa mais do dobro do apartamento no bairro imortalizado por Tom Jobim e sua garota. Detalhe: o feliz inquilino de Ipanema ainda terá direito a guardar dois carros na garagem do prédio, pagando pela moradia e estacionamento menos da metade do que sai do bolso do motorista de Volta Redonda ou Barra Mansa que teve o carro rebocado.
Os valores arrecadados com reboques e diárias são majoritariamente repassados a empresas privadas contratadas para prestar esses serviços ao Detran do Estado do Rio.

Deputada vai levar caso ao governo estadual

A deputada estadual Ana Paula Rechuan (PMDB) afirmou ao DIÁRIO DO VALE que vai levar o caso dos “marimbondos” ao governo estadual: “A Alerj tem a obrigação de se envolver em toda questão que afeta o cidadão fluminense. Nosso gabinete vai se aprofundar no assunto e levaremos esta questão ao Governo do Estado”, diz Ana Paula.
Quanto á fiscalização propriamente dita, Ana Paula afirma ser a favor, desde que cumpridos os requisitos legais, o que não vem ocorrendo, conforme o DIÁRIO DO VALE vem denunciando: “Sou favorável à fiscalização do Detran, conforme orienta o Código Nacional de Trânsito . Acho importante que o Estado faça sua parte para garantir um trânsito mais seguro e com menos emissões de poluentes. Mas entendo também que esta fiscalização tem que ser feita com critérios objetivos e respaldo na legislação. Da mesma forma ,não é possível fechar os olhos para dificuldade que a grande maioria das pessoas tem para arcar com os custos da remoção e da diária. É preciso repensar estes valores porque estão exagerados e muitos destes pátios não oferecem  a devida segurança ao veículo removido”, completou a parlamentar.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

38 Comentários

PAGADORDIMPOSTOS 7 de março de 2015, 10:48h - 10:48

Prevalece o Direito Arbitrário no BR ? Várias respostas possíveis e até aquela velha resposta : “os mais fracos têm direitos, mas menores”. Parece que políticos da região estão se movendo nesse universo de arbitrariedades conforme reportagens e matéria. Mas medos da população são “as fantasias” e a pior as no bloco da “ética e cidadania”. Respeito decisões “políticas” q estão sendo tomadas etc, mas não podemos esquecer de mais de 20 anos de órbitas políticas no “Contorno / VR + BR 393” ( vergonha p/ mundo ! VR ligação direta c/ história do mundo / siderurgia / seg guerra mundi …). Mui além operações lava jato, parece que breve operação lava Brasil.

Leitor 6 de março de 2015, 11:32h - 11:32

O meu carro tá em dias, mais pra isso gastei um capital absurdo, isso mostrar sempre a cara do Brasil, uma vergonha é muita roubalheira.

rafael 5 de março de 2015, 21:25h - 21:25

fui parado por eles estou com 2015 no verde eles queriam sabe de quem e a moto que ando pois nao esta em meu nome sou motoboy e trabalho com ela disse a eles e do banco pois ainda nao acabei de pagar eles me deram uma dura acredita so respondi a pergunta absurda deles mais nada

E OS CONCURSADOS 5 de março de 2015, 21:18h - 21:18

EU QUERO SABER QUANDO SERAO CHAMADOS OS APROVADOS NO CONCURSO DA PMVR 2014

rodrigo 5 de março de 2015, 20:38h - 20:38

jose geraldo, larga de ser baba ovo!

rafael 5 de março de 2015, 20:27h - 20:27

na baixada o couro come e ninguém ve , só acho que se rolar essa palhaçada la em baixo vai morrer gente nem policia tem peito pra parar carro la em baixo o detran vai ter….

Edival um dos Velinhos do Neto 5 de março de 2015, 18:49h - 18:49

Passei por eles na Ponte Alta em cima do Viaduto hoje às 17.30 h.+- ví carros sendo rebocados.

Nilson 5 de março de 2015, 18:35h - 18:35

Gente!!! Ta na cara!! Só não vê quem não quer! É só procurar saber se não existe ligação dessa poly rio ambiental com algum funcionário do alto escalão do Detran, se não for de propriedade dos mesmos.em um pais corrupto VCs acham que tem alguém preocupado com a arrecadação do governo? Tem alguem enchendo o bolso e o povo pagando o pato!!

michel 5 de março de 2015, 18:20h - 18:20

Tem que ir pro patio mesmo, vc acha certo eu dou um duro danado pra andar com o meu em dia vistoriado , e outros com varios anos atrasados sem vistoria , queria ver se um carro desse em maus condicoes de uso, atropelasse e matasse seU filho, se vc nao ia lamentar pq nao tem fiscalizacao…ande correto dai a de cesar o que de cesar assim foi desde o principio…

Al Fatah 5 de março de 2015, 21:06h - 21:06

Uma coisa é estar em más condições de uso, aí tem que tirar de circulação mesmo. Outra coisa muitíssimo diferente é apreensão por dívida, isso quem faz é agiota e criminoso! Pra se tirar um bem de alguém tem que ser mediante processo judicial…

Jose Geraldo 5 de março de 2015, 17:48h - 17:48

Leva mal não não, eu faço durante o ano economias já pensando nos impostos no inicio do ano, já paguei o meu de 2015 e já estou com o documento na mão. Quer ter carro, pague o imposto que não terá problemas. Sou a favor mesmo dessas blitz, já passei por várias e ainda ganho “PARABÉNS” Agora se tá devendo não adianta reclamar do depósito, ande certo que seu carro não vai parar lá.

Carla 5 de março de 2015, 20:29h - 20:29

Concordo, não tem condição de pagar os impostos, ande de ônibus, estão reclamando de que, é nossa obrigação andar com os impostos em dia, e ainda estão dando sorte que o Detran só esta exigindo o documento 2014. Lembre-se quando compramos um carro já estamos ciente de que devemos pagar o IPVA, agoar não adianta chorar e reclamar do Detran.

Para jlm vr 5 de março de 2015, 16:32h - 16:32

Você por acaso faz parte dessa panelinha que está realizando a fiscalização nas ruas? Quanto a isso nada contra. Mas que tal aprender a escrever primeiro antes de ficar dando uma de cidadão corretissimo. Para de babaquice meu caro. O problema do BRASILEIRO é que ele é roubado todos os dias e ainda tem gente que defende toda essa roubalheira, pessoas assim, como você.

Adilson VR 5 de março de 2015, 22:21h - 22:21

Nota 1000 para o seu comentário.

milton 5 de março de 2015, 16:31h - 16:31

Alguém já procurou saber se esse pessoal é realmente funcionário do Detran, pois até onde estou sabendo são funcionários da firma contratada, com certeza alguém esta lucrando muito com isso, esta na hora de darmos um basta nessa pouca vergonha vamos pegar o telefone da corregedoria da PM e vamos denunciar não precisa se identificar não podemos ficar a merce desta quadrília.

VAI DAR EM PIZZA 5 de março de 2015, 16:29h - 16:29

NESSE CIRCO EM QUE NOS SOMOS O PALHAÇO, TUDO NÃO PASSA DE BLA BLA BLA…
VAI FICAR POR ISSO MESMO.
O QUE IMPORTA É QUEM VAI GANHAR O CAMPEONATO BRASILEIRO E O BIG BROTHER
COMO VAI ACABAR A NOVELA, E O ENREDO DO ANO QUE VEM DA ESCOLA DE SAMBA.
AFINAL SOMOS BRASILEIROS….VIVA O BRASIL..

ÊTA POVINHO 5 de março de 2015, 20:23h - 20:23

Quanto Vc está ganhando para dizer isso? Normalmente quem vem com essa mesma história são os assessores, cargos comissionados e RPAs de politiqueiros. Pelo menos é sempre assim em época de eleição.

jOTA 5 de março de 2015, 10:49h - 10:49

Estas blitz do DETRAN, precisam ser investigadas sim, pois estão ocorrendo abuso de autoridade, má fé, recolhimento de veículos sem o devido respaldo legal, e , inclusive por situações em que o motorista poderia sanar o problema na hora ( sem a necessidade de recolher o veículo), como por exemplo tirar uma fitinha religiosa presa a uma placa do veículo ( conforme relatado nestas postagens), ou ter esquecido o documento do veículo e ter pedido para alguém levar estes documentos até o local da blitz. Nós cidadãos honestos, e que cumprimos com as suas obrigações legais, não somos contra as BLITZ DO DETRAN, somos contra sim, é com estes abusos que tem ocorrido nestas blitz, além do fato que este órgão público denominado DETRAN, deveria também cumprir com as suas obrigações, visando melhorar o atendimento nos agendamentos das vistorias, pois já tivemos que realizar diversas tentativas de ser atendido por telefone ( às vezes até por vários dias), e até mesmo hoje com a disponibilização do agendamento pela INTERNET, os agendamentos estão sendo dificultosos, e em algumas situações ultrapassando o prazo limite da vistoria. O proprietário não é obrigado a agendar e vistoriar o veículo em outro município, se o DETRAN LOCAL não tem vaga disponível para que se cumpra os prazos destas vistorias.

gilson ferreira 5 de março de 2015, 19:40h - 19:40

voce me representa, acho que como CPI na moda em brasilia, deveriam fazer uma no detran-rj , nao vai me surpreender se alguem da alta dentro do detran nao for socio da empresa de reboque e patios de acaltelamento dos veiculos

Futuro Morador do Jd Alegria 5 de março de 2015, 08:31h - 08:31

Olha, gostaria de parabenizar o diário do vale por essas reportagens, pois pelo que vejo, é o único veículo de imprensa que está denunciando direto essa ação. É muito estranho mesmo essa intensidade e “grande ” preocupação agora com o IPVA, coincidindo com a entrada da Poly Rio Ambiental neste ramo. Acho até que deve-se fazer uma auditoria nessa empresa, que se não está cumprindo com o mais simples que é a adequação do local de guarda dos carros, imagina com o resto? Quem são os donos? Como foi realizada a licitação? Os donos tem influencia no DETRAN? Perguntinhas que não querem calar.

ALAN 5 de março de 2015, 20:39h - 20:39

hã, hã, hã?? perguntinhas incomodas!!!

FORA 5 de março de 2015, 00:12h - 00:12

Até parece que eles vão querer fazer blitz na baixada, não são malucos, vão morrer rapidinhos, preferem aqui onde somos otários e não fazemos nada

MAIZA 4 de março de 2015, 23:19h - 23:19

Conversa para boi dormir ,volta redonda o povo paga IPVA certinho ,o que ocorre é que como nunca tem vaga no detran ,as pessoas acabam deixando de fazer a vistoria ,e é nessa que estes miseráveis estão rancando dinheiro do povo ,agora na baixada fluminense não é so IPVA que não pagam não ,os bandidos andam é de carro roubado o tempo todo ,porque na baixada quem manda são eles e ai não rola blitz ,agora aqui em volta redonda e região carro com IPVA pago porém sem vistoriar é levado por esta quadrilha que chamam de lei e de agentes ,quero ver as blitz na baixada ,não vai ter nunca ,porque la a chapa é quente e aqui somos a cidade dos hotários que aceitamos ser extorquidos .

Ronaldo 5 de março de 2015, 21:51h - 21:51

É SÓ PESQUISAR AS PLACAS DOS CARROS DOS MILITARES…90% NÃO PAGAM IPVA…

Al Fatah 4 de março de 2015, 21:52h - 21:52

Cadê o sr. prefeito de VR, que estranhamente se omite? Onde estão o MEP e o MP? Cadê os outros deputados eleitos pela região?…

Por que discriminar os cidadãos de VR cobrando só deles, como se só aqui tivesse inadimplentes? Isso é um acinte, um desprestígio político do prefeito Neto, que ultimamente está num marasmo, sem proatividade…

fabiano alves da silva 4 de março de 2015, 21:49h - 21:49

POSTARAM UMA FOTO NO FACEBOOK DE UM FIESTA DESSA DESGRAÇA DESSE DETRAN A MEIA NOITE ESTACIONADO NA CONTRA MAO NA COLINA ALI ONDE TEM OS BARES E AI? O IPVA NAO ESTAVA PAGO MESMO SE ESTIVESSE QUEM PAGA ESSA DESGRAÇA SOMOS NOS MESMOS FILHOS DA PATRIA MAE GENTIL.NAO SOU CONTRA A FISCALIZAÇAO DESDE QUE SEJA FEITA COM TRANSPARENCIA POR QUE SO NOSSA REGIAO TEM ESSAS BLITZS?POR QUE SAO ABSURDAMENTE CARAS AS TAXAS DE REBOQUE E DE DIARIAS?POR QUE FUNCIONARIOS TERCEIRIZADOS FAZEM PARTE DESSAS BLITZS?MUITAS PERGUNTAS E NENHUMA RESPOSTA.BOM INFELIZMENTE MAIS UMA VEZ E O POVO QUE PAGA POR TODA A CORRUPÇAO NESSE LINDO PAIS QUE SE CHAMA BRASIL E VIVA O CARNAVAL E A SELEÇAO AFINAL E SO ISSO QUE IMPORTA AFINAL OU NAO?

ÊTA POVINHO 4 de março de 2015, 21:32h - 21:32

Nem uma frase sobre o carro do CRAS de VR?

Eu fui parado hoje em Três Poços. Como o DV orientou eu pedi ao fiscal antes que me mostrasse a sua identificação, o que não ocorreu (mas percebi que ele ficou transtornado com a minha abordagem rsrsr). No entanto, mostrei os documentos pedidos (habilitação e documento do carro). O fiscal olhou e deu OK e agradeceu. kkkkkkkkkkkkkkkkk Nem exigiu o meu IPVA pago. kkkkkkkk Será um falso fiscal? Mas pq mesmo fui parado? Se a Câmera que acusa a inadimplência do condutor funcionou ou não eu não tenho como saber?

Xis Nove 5 de março de 2015, 18:36h - 18:36

Viu só como é fácil NÃO ter problemas com fiscalização?

Se o imposto é alto, se o Detran não investe o que arrecada etc não é problema do fiscal que está ali trabalhando, inclusive deve ser um dos poucos que trabalha.

O negócio é reclamar disso com os políticos que criam as leis. Protestos devem ser feitos em dia de comícios, inaugurações, carreatas e principalmente no dia da eleição.

Quanto a terem te parado. É porque você tem cara de inadimplente mesmo…

ÊTA POVINHO 6 de março de 2015, 11:48h - 11:48

Veja, eu fui parado por um engano da câmera do carro de apoio (já passei direto em outra fiscalização atrás do hospital Vita). Se eu não tivesse exigido a identidade funcional do fiscal (orientado pelo DV) certamente iria ser rebocado por desconhecer os meus direitos. Depois como iria comprovar qual o fiscal que multou?

jlm vr 4 de março de 2015, 20:53h - 20:53

Para de palhaçada!!! Quem não pode anda de bus!!!!
Quem ta irregular não tira o carro da garagem!!! Ipogritas, ainda tem colunista criticando!!! Ha para né!!!! Qual o medo??? São vagabundos!!!

Edar Guimuzzi 5 de março de 2015, 14:51h - 14:51

Quando tiver blitz, vamos protestar, todo mundo parando os carros, fazer emgarrafamentos no local quero ver agirem de má fé.

Xis Nove 5 de março de 2015, 18:41h - 18:41

Simples, vai levar multa. Você não pode obstruir uma via a menos que seja por orientação de um agente de trânsito ou sinalização.

Depois não diga que não sabia…

marcio bigode 4 de março de 2015, 20:52h - 20:52

depois que fizerem o recolho de mais de 5 milhões 413 mil 235 reais e 77 centavos aí eles partem para outros municípios já estão dizendo que trêrs rios Paraíba do sul e rio claro serão os proximos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sandro 4 de março de 2015, 20:41h - 20:41

apreender carros virou um negocio muito lucrativo ao ponto de colocar pessoas de empresa terceirizada para agir em blits parando e apreendendo veiculos com se fossem agentes de transito cargo de carreira que prestou concurso publico para fazer o trabalho que esta sendo feito por ate mesmo auxiliar de escritorio isto mostra como existe corrupçao e ma fe nestas blits devemos exigir a identificaçao do agente que nos parar na hora nao aceitando ser passado para outro terminar a fiscalizaçao pois e o que esta acontecendo (usurpaçao de funçao) crime previsto no codigo penal!!!!!!!!!

Xis Nove 5 de março de 2015, 18:38h - 18:38

E a sua parte? Está tudo OK? Se estiver fique tranquilo.

jacqueline 4 de março de 2015, 20:31h - 20:31

gostaria de saber se quem esta com o 2014 no verdinho pode ser multado ou apreedido mesmo ja estando com o 2015 atrasado

Paula 5 de março de 2015, 03:34h - 03:34

Não pode ser multado. A blitz verifica o licenciamento anual e não o ipva. Até a data limite da Sua vistoria de 2015 vc pode andar com o de 2014.

gilson ferreira 5 de março de 2015, 19:48h - 19:48

nao, nao esta irregular ,2015 fica atrasado a partir do fim do mes de março ,aja visto que o ipva é parcelado em ate três vezes…

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996