sábado, 15 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Orquestra Sinfônica de Barra Mansa em destaque no Rio de Janeiro

Orquestra Sinfônica de Barra Mansa em destaque no Rio de Janeiro

Matéria publicada em 11 de junho de 2019, 09:00 horas

 


Com regência de Daniel Guedes, concerto acontece na Sala Cecília Meireles e contará com o violonista costarriquenho Mario Ulloa como solista convidado

A Orquestra Sinfônica de Barra Mansa segue encantando plateias por ai a fora, nesta quinta-feira, dia 13, o público carioca terá mais uma oportunidade de apreciar o trabalho desenvolvido pelos músicos barramansenses. De volta a Sala Cecília Meireles, sob a batuta do maestro Daniel Guedes, o grupo executará a abertura da ópera “Guilherme Tell”, de Gioachino Rossini; o “Concerto de Aranjuez” para violão e orquestra, de Joaquín Rodrigo – tendo Mario Ulloa como solista convidado; além da Sinfonia nº 6 “Patética”, de Tchaikovsky.
A Orquestra tem se apresentado frequentemente nos mais importantes palcos nacionais como Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Sala Cecília Meireles, Teatro Artur Rubinstein da Hebraica paulista, Sala São Paulo, Theatro Municipal de São Paulo, Teatro Alfa, Teatro Bradesco, Teatro de Santa Isabel, Palácio das Artes de Belo Horizonte.
A trajetória da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa começa em 2005, como um desafio para o Projeto Música nas Escolas, que havia sido criado há apenas dois anos, mas já exibia profissionais com qualidade técnica. Em um concerto no Rotary Club de Barra Mansa, a então recém-criada orquestra fez sua estreia, sob a regência de seu diretor artístico Vantoil de Souza.
Desde então, realiza anualmente sua temporada oficial, recebendo importantes solistas e maestros nacionais e internacionais. Daniel Austrich e Tim Fain, os violoncelistas Mark Kosower, Armen Ksajikian, Fabio Presgrave, Tina Guo, os pianistas Barry Douglas, Gerald Robbins, Luiz de Moura Castro, Maria Clodes Jaguaribe e Jean-Louis Steuerman, cantores líricos como Eliane Coelho e Fernando Portari, os regentes internacionais Günther Neuhold, Alastair Willis, Mikhail Agrest e Apo Hsu são alguns deles. Para a temporada de 2019 estão confirmados nomes como Shmuel Askhenasi e Pinchas Zukerman.

Sobre Daniel Guedes (regente)
Considerado um dos mais importantes músicos brasileiros de sua geração, Daniel Guedes vem atuando como violinista, violista, camerista, professor e regente. Carioca, nascido em 1977, formou-se na Manhattan School of Music, onde estudou com Pinchas Zukerman e Patinka Kopec. Apresenta-se regularmente como solista das principais orquestras brasileiras e em vários países do exterior. Como regente, atuou à frente de orquestras como OSB, OSUSP, Sinfônicas de Campinas, Bahia, da UFRJ, Academia Jovem Concertante, entre outras. Atualmente é Regente Associado da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e Diretor Artístico do Festival Internacional de Música de Barra Mansa, que chega a sua terceira edição em 2019. Gravou CD com sonatas de Beethoven com Ilan Rechtman, “Impressões Brasileiras”, com obras de compositores brasileiros, e com o violonista Mario Ulloa gravou os CDs “Violão e violino” e “Amor em paz”, pela Rob Digital. Vem desenvolvendo, em parceria com a pianista Simone Leitão, a Academia Jovem Concertante, projeto que visa a formação de jovens músicos brasileiros para o mercado profissional, atuando como professor e regente. É professor da Escola de Música da UFRJ, e vem lecionando nos Festivais de Campos do Jordão e Jaraguá do Sul, entre outros.

Sobre Mario Ulloa (violão)
Natural da Costa Rica, Mario Ulloa se iniciou ao violão aos quatro anos de idade em uma família de tradição musical. Estudou durante seis anos no Conservatorio de Castella. Posteriormente, ingressou na Escuela de Artes Musicales de la Universidad de Costa Rica, em San José, formando-se em 1985, sob a tutoria do professor Luis Zumbado. Continuou seus estudos musicais na Musikhochschule Köln, Alemanha, obtendo em 1990, sob a tutoria do maestro Eliot Fisk o mais alto diploma dessa instituição: Konzertexamen (Diploma de Concertista). Nessa mesma Escola realizou estudos de música barroca com o Professor Konrad Junghännel. Ainda com Fisk, realizou também estudos no Mozarteum, Salzburgo, Áustria. Durante quatro anos, cursou o programa de pós-graduação na Escola de Música da Universidade Federal da Bahia obtendo, em 2001, seu Diploma de Doutor em Música. Tem se apresentado em países como Inglaterra, Alemanha, Áustria, Holanda, Noruega, França, Bélgica, Canadá, Estados Unidos (Nova York e outras cidades), México, Panamá, Costa Rica, Honduras, Equador, Bolívia, Argentina, Paraguai, e nas principais capitais brasileiras. Desde 1993 é professor da Escola de Música da UFBa nos cursos de graduação e pós-graduação.

Programa:
Gioachino Rossini – Abertura da Ópera “Guilherme Tell”
Joaquín Rodrigo – “Concierto de Aranjuez” para violão e orquestra (Solista: Mario Ulloa)
Piotr Ilitch Tchaikovsky – Sinfonia nº6 “Pathétique”

Serviço:
A Orquestra Sinfônica de Barra Mansa se apresenta nesta quinta-feira (13), na Sala Cecília Meireles, a partir das 20h. Sob a regência de Daniel Guedes, o grupo receberá o violonista costarriquenho Mario Ulloa como solista convidado. Ingressos à venda na bilheteria da Sala e no site Ingresso Rápido


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document