terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Os filmes do Lasse Halström

Os filmes do Lasse Halström

Matéria publicada em 5 de novembro de 2018, 09:00 horas

 


Diretor de “Quebra nozes” é conhecido por suas obras sobre o amor e os animais

O cineasta sueco Lasse Halström está nas telas, comandando o mundo fantástico de “O quebra nozes e os quatro reinos”. O filme é a primeira superprodução do diretor e a primeira vez que ele trabalha com efeitos especiais. Sua obra é marcada por filmes que falam do amor, pelas pessoas e os animais e pode ser conferida, quase toda em DVD. Alguns títulos são mais difíceis de encontrar, mas compensam o trabalho de garimpa-los na internet.
Nascido em 1946 em Estocolmo, a capital da Suécia, Haltröm chamou a atenção do mundo cinematográfico em 1985 com o singelo “Minha vida de cachorro”. O filme, que já passou até na sessão da tarde, mostra a vida em uma cidadezinha do interior da Suécia, no final da década de 1950. O personagem principal é o menino Ingemar, que vai morar com parentes distantes depois que sua mãe contrai uma doença fatal. Passando por várias experiências difíceis ele sempre se conforta lembrando o destino da Laika. A cachorrinha que os russos enviaram para morrer no espaço a bordo do Sputnik 2. Sempre que uma pequena ou grande desgraça se abate sobre sua vida Ingemar se consola dizendo: “Pior foi a Laika, ela não teve escolha”.
Em 1993 Halström dirigiu Johnny Depp, antes da fama com os piratas do Caribe em outra história sobre a vida longe das metrópoles. Em “Gilbert Grape – Aprendiz de sonhador” Depp é um rapaz que divide seu tempo em cuidar do irmão deficiente e da mãe obesa. Ele quase não tem tempo para pensar em si mesmo até que o amor entra inesperadamente em sua vida.
“Regras da vida”, de 1999, tem o futuro Homem Aranha Tobey Maguire num de seus melhores desempenhos. É outro drama singelo sobre um rapaz criado em um orfanato, que sai para conhecer o mundo depois de uma vida de isolamento. Charlize Theron e Michael Caine integram o elenco. Caine é o médico que criou o rapaz e ensinou a ele tudo o que sabe sobre medicina. O que vai criar problemas para o herói quando ele aplicar seus conhecimentos sem ser médico formado.
Já famoso o cineasta dirigiu “Chocolate” com a francesa Juliete Binoche, Alfred Molina e a premiada Judi Dench. É sobre uma jovem viúva que abre uma loja de chocolates em uma cidade do interior da França. E choca a moralidade local com seu incentivo aos pequenos vícios. Entre eles o vicio de comer chocolate.
“Chocolate” dividiu os críticos, mas é um típico filme de Lasse Halström. Com pessoas normais vivendo vidas normais em pequenas cidades do interior da Europa. Filmes que celebram a vida e as pequenas coisas e falam de um estilo de existência que começa a desaparecer em nosso mundo de internet e conexões globais. Em 2004 o cineasta se casou com a atriz Lena Olin e com ela produziu um dos filmes mais incomuns de sua carreira: “O hipnotista” que conta a história de um crime brutal, ocorrido durante o escuro e gélido inverno sueco e a busca de um detetive pelo assassino que massacrou uma família.
O único sobrevivente do massacre é um menino que se encontra em coma no hospital. Um psicólogo se une ao detetive para hipnotizar a vítima e conseguir um retrato do assassino. O resultado é um filme policial bem diferente dos filmes americanos do gênero. Mas o filme mais polêmico do diretor sueco foi o recente “Quatro vidas de um cachorro” exibido em 2017. Seria um filme inocente, sobre um cachorro que vive varias vidas, morrendo e renascendo no corpo de caninos de raças e sexo diferentes. O problema surgiu quando exibiram um vídeo na internet onde um pastor alemão do elenco era forçado a entrar num tanque de água fria. O que provocou uma serie de protestos.
O ator principal, Dennis Quaid defendeu o cineasta e o filme foi um sucesso. É um bom programa para se assistir com a família, principalmente se você gosta de cachorros.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document