>
quinta-feira, 11 de agosto de 2022 - 15:04 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Ótica da Cidadania entregou mais de 21 mil óculos em 2015

Ótica da Cidadania entregou mais de 21 mil óculos em 2015

Matéria publicada em 3 de março de 2016, 09:57 horas

 


Em janeiro e fevereiro deste ano unidade bateu recorde de entregas de óculos, beneficiando cerca de 4,3 mil pessoas

fabrica de oculos

Volta Redonda – A Ótica da Cidadania Padre Ernesto Moreira Lamim, localizada no Estádio da Cidadania, entregou mais de 21 mil óculos em 2015. Os beneficiados são estudantes da rede pública (municipal e estadual), idosos, deficientes físicos que não possuem renda, além de alunos da Apae, portadores do vírus da Aids e internos do Centro de Socioeducação Irmã Asunción de La Gándara Ustara (Degase). Já no início de 2016 a unidade bateu recorde de entrega já beneficiando, apenas nos dois primeiros meses do ano, cerca de 4,3 mil pessoas.

De acordo com o diretor da ótica, João Reis Machado, diariamente são montados cerca de 100 unidades com lentes e armações de qualidade. “Nosso principal objetivo é facilitar o acesso para que os estudantes, idosos e outros beneficiários que têm direito ao serviço tenham um atendimento ágil e com tecnologia avançada”, explicou o diretor da ótica.

Para mandar fazer os óculos, segundo o diretor, é preciso a apresentação do Cartão SUS, declaração de matrícula na rede pública e a receita, no caso de estudante. “Para os idosos, além da receita e do cartão do SUS, é necessário apresentar comprovante de residência e ter uma renda até dois salários mínimos”, afirmou o diretor. Os alunos do projeto EJA (Educação para Jovens e Adultos), também são atendidos pela Ótica da Cidadania.

De 1997 a 2015 foram entregues 187.301 mil óculos. Ano passado, 3.225 alunos, 1.198 estudantes do EJA e 15.112 idosos, além de 1.853 outros casos previstos dentro das regras do programa, foram beneficiados pelo projeto. Quem faz parte dessa estatística é o aposentado Liverman Bastos Santos, de 75 anos, morador do bairro Santo Agostinho, que receberá, pela segunda vez, os seus óculos. “Essa é a segunda vez que venho fazer os meus óculos. Esse é um benefício e tanto que a população de Volta Redonda recebe do poder público. O atendimento é excelente e a qualidade também”, afirmou o aposentado.

Iniciativa tem quase vinte anos

A Ótica da Cidadania, que fica no segundo andar do Estádio da Cidadania desde 2009, nem sempre funcionou no esquema atual, e também não atendia por esse nome. O projeto na verdade já existia desde 1995, através da FAE (Fundação de Amparo ao Estudante), que funcionava no bairro Parque das Ilhas, mas o serviço beneficiava apenas estudantes do ensino fundamental (primeira à quarta séries).

Com o início da primeira administração do atual prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB), em 1997, foram adquiridos equipamentos mais modernos, e os atendimentos na ótica foram estendidos para estudantes da rede pública até o segundo grau, usuários da APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais), alunos da EJA (Educação para Jovens e Adultos), pacientes do programa DST/Aids de Volta Redonda, deficientes físicos e idosos a partir dos 50 anos com renda de até dois salários mínimos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document