>
sexta-feira, 24 de junho de 2022 - 20:30 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Parceria entre Coordenadoria da Juventude e Hemonúcleo vai aumentar doações de sangue em Volta Redonda

Parceria entre Coordenadoria da Juventude e Hemonúcleo vai aumentar doações de sangue em Volta Redonda

Matéria publicada em 16 de maio de 2022, 14:26 horas

 


Iniciativa é um desdobramento do projeto ‘Universitário Sangue Bom

Os primeiros doadores serão 50 alunos do Colégio Estadual Rio Grande do Sul, que fica ano bairro Laranjal – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda- Com o objetivo de aumentar o número de doações e consequentemente o estoque do Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, a Coordenadoria da Juventude (COORDJUV) está ampliando a campanha “Universitário Sangue Bom” com o projeto “Estudante Sangue Bom”. Os primeiros doadores serão 50 alunos do Colégio Estadual Rio Grande do Sul, que fica ano bairro Laranjal. Durantes as próximas três quintas-feiras os alunos realizarão as doações.

A coordenadora da Juventude de Volta Redonda, Larissa Garcez, lembra que a campanha “Universitário Sangue Bom” foi lançada em 2021 com o objetivo de incentivar a doação de sangue para o Núcleo de Hemoterapia, e mobilizar os estudantes a se tornarem doadores periódicos. A campanha é realizada através de uma parceria entre a COORDJUV, o Hemonúcleo e a Guarda Municipal (GMVR).

“Já estamos na quinta edição da ‘Universitário Sangue Bom’, que movimenta os universitários da região. Atualmente temos 80 estudantes que participam como doadores. E agora estamos criando essa possibilidade para que os jovens estudantes do Ensino Médio também possam ser doadores. Para realizar as campanhas, contamos com a parceria do hemonúcleo e da Guarda Municipal”, disse a coordenadora.

A assessora administrativa e responsável pela captação de doares do Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, Cristina Maria Oliveira Teixeira, destaca que o objetivo é que a captação de doadores aumente de 22% até o final do ano, passando dos atuais 400 doares/mês, em média, para 500.

“Hoje é um dia muito feliz, pois estamos dando o ponta pé inicial na extensão de uma campanha que começamos com os universitários de Volta Redonda. É importante ressaltar que, apesar de a gente ter uma posição muito boa no ranking do número de doadores de sangue do interior do estado do Rio de Janeiro, ainda assim não temos o estoque necessário para abastecer os hospitais da região, como é feito hoje”, disse Cristina.

A diretora do Colégio Estadual Rio Grande do Sul, Josilene Suett Moreira Balbino, explica que a iniciativa surgiu através do Projeto Mães (Mulheres Apoiando a Educação) da unidade escolar.

“Ficamos muito felizes em saber que a nossa escola será a unidade que vai dar o ponta pé inicial nessa campanha que é tão bonita e importante. Sabemos o quanto o hemonúcleo necessita de aumentar o número de doadores. É uma campanha que só vai trazer benefícios, pois esses alunos contagiam outros e os incentivam a doar também”, disse a diretora.

Hemonúcleo

O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda funciona no Hospital São João Batista e a captação de doadores é feita das 7h às 13h, de segunda a sexta-feira. Antes da coleta, todos passam por triagem clínica. E após o procedimento, a equipe separa os hemocomponentes (hemácias, plasma e plaquetas).

Requisitos para ser doador

Pessoas entre 16 e 69 anos (menores com 16 e 17 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis);

Estar em boas condições de saúde (quem apresentar febre, gripe ou outras infecções não deve doar sangue);

Aguardar dois dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac;

Aguardar sete dias se foi vacinado contra a Covid-19 com outro imunizante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document