sexta-feira, 15 de outubro de 2021 - 20:32 h

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Pelo menos 15 mil civis morreram no Iraque na guerra contra o Estado Islâmico

Pelo menos 15 mil civis morreram no Iraque na guerra contra o Estado Islâmico

Matéria publicada em 13 de julho de 2015, 14:43 horas

 


Pelo menos 15 mil civis foram mortos e cerca de 30 mil ficaram feridos no Iraque desde o início da guerra contra os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) em 2014, indica relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgado hoje (13).

Segundo a ONU, os números devem ser ainda maiores, uma vez que o balanço, até abril, inclui apenas os dados a que a organização teve acesso.

O relatório sobre a proteção dos civis no conflito armado no Iraque aponta a existência de “pelo menos 44.136 vítimas civis, entre as quais 14.947 mortos”.

Milhares de combatentes iraquianos e de jihadistas do Estado Islâmico morreram no mesmo período, mas não existem estatísticas oficiais.

O Iraque contabiliza ainda mais de 3 milhões de deslocados desde o início do conflito, segundo a Organização Internacional para as Migrações.

O conflito começou em 2014 com uma grande ofensiva dos jihadistas na província de Al Anbar, a oeste de Bagdá. O Estado Islâmico conquistou depois vastos territórios, sobretudo no Norte, onde assumiu o controle de Mossul, a segunda cidade do país. As forças governamentais, com a ajuda dos ataques aéreos da coligação internacional, tentam há vários meses recuperar os territórios.

Informações da Agência Lusa.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document