Pinheiral continua com ações de combate à dengue

Equipes trabalham diariamente para eliminar criadouros do mosquito

Por Agatha Amorim
214 Visualizações

Pinheiral – Em ação contínua de combate à dengue, a Prefeitura de Pinheiral, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Saúde, continua no trabalho para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, chikungunya e zika. Na cidade já foram registrados 42 casos confirmados da doença e para manter o controle dos focos do mosquito no município, já nos primeiros dias do ano, a vigilância em Saúde orientou as equipes a intensificarem ações de prevenção, tendo em vista o aumento dos casos em todo o estado.

As localidades que apresentaram maior número de notificações no mês de janeiro foram os bairros Colina, com seis casos confirmados, e São Jorge e Varjão, ambos com cinco confirmações da doença, ligando o alerta nesses locais.

Diariamente, os treze agentes de combate às endemias visitam imóveis residenciais e comerciais para orientações sobre a doença, bem como medidas de prevenção e controle de criadouros, vistoria em pontos estratégicos, inspeções em áreas de risco, aplicação de larvicidas em recipientes que não podem ser removidos e o Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti – LIRAa, que visam combater a proliferação do mosquito.

Nas visitas, um dos objetivos é conscientizar as pessoas ao redor sobre os cuidados para combater focos do mosquito. Além da aplicação de larvicidas em recipientes, é coletado algumas amostras para serem analisadas em laboratório para determinar os locais que necessitam de mais atenção e apoio.

A pneumologista de Pinheiral, Fernanda Dantas, explica que os principais sintomas incluem febre alta, dor de cabeça, nos olhos, dores musculares e nas articulações, cansaço, náuseas, vômito e por vezes, manchas vermelhas na pele.

– Caso a pessoa identifique os sintomas de dengue, deve procurar imediatamente a Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) ou Hospital Municipal da cidade. Receberá atendimento multidisciplinar sendo  realizados os exames necessários e o tratamento para a infecção. Quanto antes os cidadãos  procurarem o atendimento, maior são as chances de a  doença não evoluir para o que chamamos de dengue grave, que ⁠caso não seja diagnosticada e tratada de acordo com protocolo,  é potencialmente fatal – disse a pneumologista.

O coordenador do Departamento de Vigilância em Saúde, Rangel Medeiros, destaca que o foco da vistoria periódica é trabalhar na prevenção para a saúde dos moradores, pois a conscientização é um dos principais caminhos para evitar novos casos.

– Nossa equipe atua diariamente para eliminar os possíveis criadouros desse mosquito tão perigoso para todos nós. Precisamos contar com a ajuda dos cidadãos, para que mantenham fechados tonéis e caixas d’água, calhas sempre limpas e deixem garrafas e outros recipientes sempre virados com a boca para baixo. São ações simples que levam a prevenção- disse o coordenador.

Para mais informações, dúvidas ou denúncias, os cidadãos podem entrar em contato pelo telefone (24) 24999879432, disponível 24 horas por dia.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996