quinta-feira, 6 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / PM é preso por suspeita de extorsão em Volta Redonda

PM é preso por suspeita de extorsão em Volta Redonda

Matéria publicada em 16 de julho de 2020, 11:30 horas

 


Volta Redonda – Um policial militar lotado no 28º Batalhão (Volta Redonda) foi preso por policiais do Grupamento de Apoio à Promotoria (GAP) na noite de quarta-feira (15), em Volta Redonda, por suspeita de extorsão. A prisão em flagrante aconteceu na Rua 14, na Vila Santa Cecília, após o PM receber R$ 1,5 mil de um homem.

Segundo a versão da vítima, o PM teria exigido a quantia pelo fato de a mesma estar com a documentação do carro em situação irregular. A denúncia foi protocolada no Ministério Público (MPRJ) e após o registro, agentes do (GAP) foram até o endereço citado e abordaram o PM – que estava de serviço e fardado -, onde recebeu voz de prisão.

Segundo a versão de um policial militar lotado no mesmo Batalhão, tudo começou através de um acidente de trânsito, onde a vítima que acusa o PM teria batido no veículo do agente e teria dito que pagaria o conserto do automóvel, se responsabilizando pelo prejuízo. Ambos teriam combinado de se encontrar no dia do serviço do policial para finalizarem o acordo das despesas causadas por causa do acidente. Ainda segundo o PM, o homem que acusa o policial teria sido orientado a não pagar o conserto do automóvel e teria ido ao Grupamento de Apoio à Promotoria, invertendo a versão dos fatos.

A ocorrência foi encaminhada para a 93ª DP (Volta Redonda), onde foi apresentada ao delegado adjunto Rodolfo Atala; e transferida para o DJPM (Departamento da Polícia Militar Judiciária), em Barra do Piraí, por se tratar de crime militar.

Nota

O Comando do 28° BPM divulgou uma nota na tarde desta quinta-feira (16), sobre o caso.  A nota diz que o comando está acompanhando a apuração de uma denúncia apresentada por equipe do GAP (Grupo de Auxílio à Promotoria) e que houve realmente a prisão em flagrante de um policial militar lotado na unidade. “A denúncia relatava possível prática de crime de extorsão a ser praticada por suposto policial militar lotado no 28°BPM e que os fatos foram apresentados e estão sendo apurados pela 5a DPJM com sede em Barra do Piraí” se pronunciou em nota.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Estranho a polícia militar não multa nem apreende carro a mais de 2 anos só a guarda é a polícia rodoviária Federal isto foi noticiado várias vezes na imprensa

  2. Avatar

    Necessário investiga a versão do policial que saiu em defesa do “amigo” de farda. Sabemos que a classe é corporativa, e que um sempre quer encobrir os erros do outro. Meio parecido com alguns políticos!!!!!!

  3. Avatar

    Papa Mike melancia!!! Verde por fora e vermelho por dentro!!! Uashuashuash!!!

  4. Avatar
    Não foi bem assim

    A título de orientação
    Foi informado que a história foi outra
    Foi um acidente, no qual “a vítima” bateu no carro do policial e falou que ia pagar , aí combinaram no dia do serviço dele e o cara de maldade orientado só pra não pagar o conserto, foi no GAP e armou tudo , mas segundo informações já tá quase quebrado e invertendo tudo.

  5. Avatar

    A lei se vendendo para permitir a irregularidades,em quem confiar?
    Sei que alguns políticos, polícias, e outros
    Ainda tem essa atitude . lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document