domingo, 28 de novembro de 2021 - 00:23 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Polícia Civil quer identificar bandidos que aparecem em vídeo

Polícia Civil quer identificar bandidos que aparecem em vídeo

Matéria publicada em 29 de junho de 2018, 11:39 horas

 


Comandante do 28 BPM, tenente-coronel César Veras, disse que vai continuar monitorando as localidades onde ocorrem os conflitos a fim de evitar novos confrontos (foto: Paulo Dimas)

Volta Redonda e Angra dos Reis – Policiais civis da 93ª DP (Volta Redonda) analisam o vídeo, divulgado nas redes sociais, com imagens de um confronto entre traficantes, possivelmente ocorrido no Monte Castelo. A localidade, de acordo com as imagens seria invadida por integrantes de uma facção criminosa do bairro Santa Cruz, que assumiriam os pontos de venda de entorpecentes.

O principal alvo é dominar o tráfico no Núcleo Tancredo Neves, entre os bairros Monte Castelo e São Geraldo. No vídeo, traficantes aparecem armados, mandam recados aos rivais e chegam a disparar tiros para o alto, enquanto caminham por ruas dos bairros.

– A Polícia Civil está analisando as imagens para identificar o local e as pessoas envolvidas – disse um policial, que participa das investigações.

Agentes do 28º Batalhão da PM também apuram informações sobre o vídeo e, mesmo, não havendo nada de concreto, reforçaram o policiamento nos dois bairros. A determinação foi do comandante da unidade, tenente-coronel César Veras Vieira.

Policiais Civis e Militares ouvem depoimentos de moradores e transmitem segurança para a comunidade, que teme um possível confronto entre traficantes. A orientação é para que a população denuncie atos criminosos pelos telefones da 93ª DP (Volta Redonda) ou pelo Disque-Denúncia da PM: 8000-226-667. Há ainda a opção do 190 do Centro Integrado de Segurança Público (Ciosp).

PM de Angra dos Reis também em alerta

Policiais do 33ª Batalhão da PM repetem, neste final de semana, a ação de represália a realização de baile funk, patrocinado pelo tráfico de drogas. O último evento, no bairro Areal, no sábado passado, deixou duas pessoas mortas durante troca de tiros entre PMs e bandidos.

De acordo com denúncias, traficantes realizam eventos desse tipo para vender drogas a jovens e ofertam os entorpecentes pela metade do valor. O preço das bebidas alcoólicas também fica abaixo do valor de mercado. O objetivo desses descontos, de acordo com moradores, é atrair jovens para o evento.

Há três semanas, policiais militares recolheram caixas de som, onde seria realizado um baile funk. Segundo o comando do 33º BPM não há proibição quanto a realização da festa, mas a ação é para impedir a presença de traficantes que se aproveitam desses eventos para obter lucros e viciar jovens.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

9 comentários

  1. E o assassinato da Dona Nadyr no Roma, sem solução até hoje!!
    Cadê a justiça?
    Cadê o culpado?

  2. Bom que Barra Mansa não tem essas coisas.

  3. E esse bandidinho de merda só fez isso pq pegou barranco mole, tem nem vagabundo nesse lugar ae, pq se tivesse, teriam enfiado esse revolvinho ae no proprio ra** dele. Comedinha bandaid

  4. Estranho o Diario do Vale não fer feito materia com o Policial q sofreu preconceito do Anglo Americano
    Será que se a vitima fosse negra ou homossexual teria mais repercussão da grande midia voltaredondense?
    Ou a indignação por aqui é seletiva?

  5. Graças as redes sociais a Policia Militar pode rastrear os passos de parte dos delinquentes de Volta Redonda que tem transito livre pelos bairros dominados por suas respectivas facções.
    As figurinhas carimbadas que voltam da cadeia postam de tudo: de ameaça de morte a apologia as drogas; e não é difícil identificar os “moradores” se associam a este tipo de gente na questão da apologia.

    Que Deus guarde Volta Redonda, para que ela não se transforme numa Angra dos Reis.

  6. billy de kid

    Quem vai ser louco de denunciar? … Denunciar pra quem ???

  7. Olha moçada só acreditei que era VR, porque se fosse no Rio bandido estaria usando fuzil e não esse revolvinho 22 meia boca. Mais estamos progredindo, daqui uns dias estarão usando pistola e assim por diante. Alerta autoridades vão deixar esse câncer crescer.

  8. Bandidagem tomou conta mesmo … Tinha que ter operações da polícia toda semana na cidade, mas infelizmente não acontece. E cadê as ações de educação, esporte, lazer e cultura nas periferias, prometidas pelo SAMUCA ? … Que DESgoverno, eim …

    • Culpados são os próprios moradores que sabem quem são, e não faz denuncia a policia .
      me faz lembrar o Bezerra da Silva
      você com revolver na mão e um bicho feroz sem ele anda rebolando e até muda de voz .

Untitled Document