terça-feira, 18 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Polícia combate crimes ambientais em Paraty

Polícia combate crimes ambientais em Paraty

Matéria publicada em 15 de abril de 2019, 09:31 horas

 


Na primeira ação, os agentes foram até a  Estrada de Trindade, próximo ao número 900, e constataram o corte de 12 árvores nativas de pequeno e médio porte, do bioma Mata Atlântica.
(Foto: Disque Denúncia RJ)

Paraty – Policiais Militares combateram no domingo (14), crimes ambientais em Paraty. As ações foram realizadas pela Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) Juatinga, após receberem  denúncias do Linha Verde (0300 253 1177).

Na primeira ação, os agentes foram até a  Estrada de Trindade, próximo ao número 900, e constataram o corte de 12 árvores nativas de pequeno e médio porte, do bioma Mata Atlântica.

Também haviam diversas perfurações de sapatas já com concreto, materiais de construção no interior de um terreno em área de preservação permanente, ao lado de um chalé cuja obra já finalizada estaria a menos de 30 metros de um riacho.

Segundo os policias, o total de área degradada media cerca de 600 metros quadrados, mas o dono do terreno não estava presente. Como havia placas informando que se tratava de uma propriedade particular, inclusive com o número telefônico do responsável, os agentes fizeram contato, sendo informados que o mesmo estaria em São Paulo e que não possuía nenhuma licença ambiental para as intervenções no terreno.

Desta forma, a equipe da 4ª UPAm se dirigiu à 167ª DP a fim de registrar a ocorrência.

Numa outra investida policial nas proximidades da  Praia Brava, os agentes também observaram uma área com cerca de 2 mil metros quadrados desmatada as beiras da Estrada de Trindade, logo na trilha de acesso à praia, que pertence a APA Cairuçu. Nenhum responsável pelo crime ambiental foi identificado e a ocorrência também foi registrada na 167ª DP.

Vale ressaltar que no Sul Fluminense, a população pode denunciar crimes ambientais ao Linha Verde, através do telefone 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou ainda pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ” onde é possível enviar fotos e vídeos. Em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Certa vez fui a uma palestra em VR sobre Meio Ambiente. O palestrante Engenheiro Ambiental disse duas frases que me marcou: “Em VR são formados mais de 40 técnicos ambientais e ambientalistas por ano. Onde estão esses profissionais que não falam nada da agressão ao Meio Ambiente”.

  2. Avatar
    sempre caberá mais um

    é ser humano quer destruir tudo, se não combater acabará no final das contas igual ao Rio de Janeiro, ou seja, uma beleza sendo substituída por uma desordem de concreto o que fere aos olhos do turista, eita ganância e egoísmo humano.

Untitled Document