domingo, 19 de setembro de 2021 - 02:17 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Polícia do Rio matou 33% mais pessoas do que em novembro de 2016

Polícia do Rio matou 33% mais pessoas do que em novembro de 2016

Matéria publicada em 15 de dezembro de 2017, 18:39 horas

 


Rio – O estado do Rio de Janeiro registrou 125 homicídios decorrentes de intervenção policial em novembro deste ano. O número de casos é 33% superior do que novembro do ano passado, quando a polícia fluminense matou 94 pessoas. O dado foi divulgado hoje (15) pelo Instituto de Segurança Pública, vinculado à Secretaria Estadual de Segurança do Rio.

De acordo com o ISP, os homicídios cometidos pela polícia representam 20,9% do total das mortes por agressão no estado do Rio de Janeiro em novembro deste ano, que foram 599 no total.

Os homicídios decorrentes de ação policial foram o motivo do aumento de 3,1% no índice de letalidade violenta no estado, já que os demais crimes tiveram queda: homicídios (menos oito vítimas), latrocínios (menos duas vítimas) e lesão corporal seguida de morte (menos três vítimas).

Considerando-se os 11 primeiros meses de 2017, a polícia do Rio matou 1.035 pessoas, 11,9% (ou 110 casos) a mais do que no mesmo período do ano passado, quando foram mortas 925 pessoas.

O número de policiais civis e militares mortos em serviço, por outro lado, caiu de sete em novembro de 2016 para três em novembro deste ano. No acumulado do ano, as mortes de policiais em serviço também recuaram, de 40 em 2016 para 31 neste ano.

Outros crimes

Foram registrados 453 casos de homicídio em novembro de 2017, 1,7% a menos do que no mesmo período de 2016. Os roubos de rua também recuaram (16,6%), ao passar de 12.167 em novembro de 2016 para 10.144 no mesmo mês de 2017. Também foram registradas quedas nos roubos a estabelecimentos comerciais (-13,1%) e a residências (-18,4%). Os roubos de carga tiveram queda de 15% no período.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Pelas estatísticas, tá matando pouco.

  2. Bandidos não são “pessoas”.

  3. Morador de Barra Mansa

    Vamos aumentar isso aí, 33% tá pouco.

  4. Só comentário imbecil até agora, imagino que vá até piorar, se conheço bem os ignorantes de plantão. Parece que estão fazendo uma disputa que não chegará a lugar algum só que os burros não conseguem enxergar e apoiam a violência policial. O número de policiais mortos já chega a 127, maior que o de marginais. Mais violência só vai fazer piorar, e quanto ao imbecil que afirma que polícia tem que sujar a mão de sangue, isso acontece em país de gente atrasada, sem alfabetização e a pior classe, os analfabetos funcionais que até faculdade frequentam mas são incapazes de interpretar um texto simples.

    • É porque esses “imbecis” os quais a senhora se refere já tiveram o seu bem ou de familiares, e muitas das vezes a vida, tirado por essas vítimas da sociedade as quais a senhora está sendo condescendênte. Estamos em uma guerra q só um lado (bandidagem) tem o direito de defesa e de ataque. Então, vagabundo não se combate c buque de flores, e não me venha com essa falácia de ONG, de q a maioria das mortes foi de inocentes. Se há um apreço por vagabundo é um problema particular de cada um. Agora querer vitimizar essa escória, aí já é demais.

    • Adote um bandido Adelaide!!! Se não quer que a polícia tire eles de circulação, tire você mesma… Leva para a sua casa! ; )

  5. Bandido bom é bandido bem morto !
    Menos vagabundos pra atormentar o cidadão do bem.
    Parabéns aos guerreiros da polícia !

  6. Beleza, tem mesmo é que limpar a área. Parabéns aos policiais.

  7. Isso e bom significa q a policia esta trabalhando. Pintor q nao pinta e mecanico q nao suja a mao significa q nao trabalha. Trabalho da policia e sujar a mao de sangue.

Untitled Document