sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 18:05 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Prefeito diz que alunos de VR sem acesso à internet poderão retirar material didático em escolas

Prefeito diz que alunos de VR sem acesso à internet poderão retirar material didático em escolas

Matéria publicada em 25 de abril de 2020, 13:48 horas

 


Impressões serão agendadas pelas unidades escolares a partir da próxima semana

Mais de 20 mil alunos já acessam a plataforma
(Foto: Secom VR)

Volta Redonda – O prefeito Samuca Silva destacou na tarde deste sábado (25) que os alunos sem acesso à internet poderão retirar todo o material didático e aulas de forma impressa nas unidades escolas, a partir da próxima semana em data a ser agendada pelas escolas.

– Nossa expectativa é garantir que o ensino chegue aos cerca de 40 mil alunos das escolas municipais. Para quem não tem acesso a internet, teremos um mutirão na próxima semana para que o conteúdo das aulas seja retirado nas unidades escolares. O Educa VR já conta com mais de nove mil planos de aulas disponíveis e mais de 10 mil aulas realizadas só nesta semana. Essa é uma solução funcional para a Educação enfrentar a pandemia do novo coronavírus e com investimento mensal de sete reais por aluno – explicou Samuca.

De acordo com a SME (Secretaria Municipal de Educação) mais de 26 mil alunos das escolas municipais inscritos no sistema de ensino digital “Educa VR” já estão acompanhando as aulas de forma online, acessadas por meio de notebook, Smartphone, computador, smartTV ou tablet.

O sistema de ensino foi criado para dar continuidade ao ano letivo de 2020, enquanto as atividades seguem suspensas devido a pandemia do coronavírus. O aluno que ainda não se cadastrou deve acessar o conectedu.tv.

Além de todo o conteúdo pedagógico, a Educa VR possibilita a interação entre alunos e professores para esclarecimento de dúvidas. Equipes técnicas do Departamento Pedagógico estão disponíveis para auxiliar alunos e responsáveis.

A secretaria de Educação, Rita Andrade, elogiou a qualidade da plataforma e os treinamentos de adaptação dos professores para utilizar o aplicativo.

– O sistema conecta professores, alunos e instituições. Os estudantes têm possibilidade de participar de aulas ao vivo e ainda poderão fazer questionamentos aos professores. A plataforma é fácil de ser utilizada. O recurso tecnológico é um grande aliado neste período de isolamento social – concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Essas aulas on line não estão funcionando perfeitamente e muitas crianças não tem acesso a internet,mal tem o que comer,que dirá um celular…acho que esse tempo sem aula deveria ser por meio de apostilas disbruidas por cada escola e as crianças iam estudando até o retorno das aulas.eu ainda consigo retirar as matérias da internet e explico as matérias pro meu filho,mas e quem não tem essa condição?até pq foram tantas folhas que tive que mandar imprimir o que não fica barato…não digo pelo meu filho,mas por milhares de crianças sem condicao…na verdade as crianças nem tão aprendendo apenas copiando…mas seria bem melhor para todas as crianças o trabalho com apostilas

  2. Oi boa noite, minha filha está desde o começo fazendo o cadastro e fica esperando o código chegar e só chega bem depois das aulas online acabar. Ela pega as materias mas as aulas ela sempre perde.

  3. Tá bom .

    Mas tem uma previsão de quando retornarão as aulas presenciais?

    Maio?

    Junho?

    Julho?

    • Professor cansado

      Tomara que não volte esse ano! Nós professores estamos amando receber no sossego das nossas casas. Deixa as crianças com os seus pais e avós que adoram infernizarar na escola rsrs

Untitled Document