domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Prefeitura de Barra Mansa participa de Dia da Consciência Negra em Quilombo

Prefeitura de Barra Mansa participa de Dia da Consciência Negra em Quilombo

Matéria publicada em 21 de novembro de 2019, 10:52 horas

 


Comemoração teve apresentações de música e dança
(Fotos: Leandro Tavares – PMBM)

Barra Mansa – Nesta quarta-feira (20), Dia da Consciência Negra, a Prefeitura de Barra Mansa através da Gerência de Promoção de Igualdade Racial (Gepir), compareceu novamente ao Quilombo de Santana em Quatis. O acompanhamento das atividades destaca a valorização das origens do município, tendo como base que a cidade de Quatis pertencia a Barra Mansa e se emancipou na década de 90. As festividades aconteceram na Escola Municipal Quilombola de Santa Irmã Elizabeth Alves e contou com apresentações de dança, cantigas tradicionais e ações que retomaram a ancestralidade afrodescendente.

A gerente da Gerência de Promoção de Igualdade Racial (Gepir), Deviane Costa, sensibilizou a data e destacou a importância de não ser desvalorizada. “A história do Quilombo de Santana é também a história do passado barra-mansense à época da escravidão. É sabido que Barra Mansa foi uma das últimas cidades do estado a abandonar a escravatura e a localização das terras quilombolas até pouco tempo eram município barra-mansense. Isso nos leva a imaginar o quanto das nossas raízes hereditárias estão diretamente ligadas a essa comunidade. Fico muito feliz de estar aqui hoje e poder compartilhar dessas atividades com as crianças da Escola Quilombola”, frisou.

A Diretora da Escola, Angélica Rivelline, informou a necessidade de estimular as produções entre os alunos. “Estamos aproveitando a data para fazer a apresentação de todos os projetos que estudamos durante o ano. Nosso principal projeto foi sobre a música “Meu corpo e o espaço que habito”, que é ensinado pela professora de dança e percussão, Clarete Braz, para que com este aprendizado eles trabalhassem o Jongo, o Maculelê, realizando o resgate cultural”, destacou Angélica.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document