Prefeitura de Volta Redonda ajuda pessoa em situação de rua a voltar para casa

Usuário recorreu ao Abrigo Municipal Seu Nadim no final de janeiro, quando a Smas entrou em contato com a família

Por Agatha Amorim
340 Visualizações

Foto: Divulgação

Volta Redonda – A felicidade no olhar de quem está voltando para casa esconde os dias de sofrimento vividos por Jocelino Pereira, de 52 anos, que estava no grupo de pessoas em situação de rua e vinha sendo atendido desde 2021 pela rede de proteção social da Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas).

Com diversas passagens por muitos albergues, Jocelino Pereira teve seu primeiro acolhimento no Abrigo Municipal em 2021, onde foi inserido inicialmente por questões de saúde. Com a capacidade de comunicação comprometida, um extenso histórico de evasões e uso de substâncias, Jocelino representava um caso de alta complexidade para as políticas públicas de assistência social.

Mesmo após sucessivas evasões institucionais, o usuário recorreu ao Abrigo Municipal Seu Nadim no dia 31 de janeiro devido ao vínculo desenvolvido com a instituição, solicitando um lugar para tomar banho e café. Ele foi encaminhado para o Centro Pop e rapidamente retornou ao abrigo com o auxílio do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) – serviço de proteção social especial ofertado a pessoas em situação de rua ou que utilizam os espaços públicos como forma de sobrevivência –, para a realização de um acolhimento em caráter de urgência.

A assistente social Joveline Batista Tomaz destaca que é importante criar vínculos com a população em situação de rua, seja através do Serviço de Abordagem ou do Centro Pop, para efetivar a ressocialização destas pessoas.

“A equipe da Smas entrou em contato com a sua irmã e, após quase quatro anos sendo atendido pela rede de assistência social de Volta Redonda, Jocelino finalmente retornou ao convívio com seus familiares”.

A secretária municipal de Ação Comunitária, Carla Duarte, destacou que Volta Redonda possui uma rede de proteção para pessoas em situação de vulnerabilidade social e em situação de rua.

“A prefeitura oferece diversos serviços, que vão do acolhimento até a reinserção das pessoas que estavam em situação de rua no mercado de trabalho. Cuidamos das pessoas como um todo, e saber que estamos conseguindo contribuir para a melhoria da vida dessas pessoas demonstra que estamos no caminho certo. Promovemos a articulação entre os serviços e as políticas públicas para a garantia do acesso ao direito de todos”, explicou a secretária.

 

O Abrigo Municipal

O Abrigo Municipal Seu Nadim tem capacidade para acolher 25 pessoas, sendo 20 vagas masculinas e cinco femininas. As pessoas acolhidas são identificadas nas ruas pela Abordagem Social e encaminhadas para o Centro Pop, que faz a articulação com a equipe do abrigo para que a pessoa possa ser acolhida.
O equipamento conta com uma equipe multidisciplinar que realiza acompanhamento e trabalha para que a pessoa em situação de rua retorne para família ou consiga se organizar de forma autônoma.

“Este tem sido o trabalho de toda equipe da Smas, na construção de novos projetos de vida para cada indivíduo atendido nos nossos equipamentos, buscando a garantia de direito e um atendimento humanizado. O nosso interesse é levar o morador de rua de volta à sociedade e ao encontro da família. A Prefeitura dará sempre todo o apoio necessário para que isso seja realizado”, ressaltou a secretária Carla Duarte.

 

Centro POP

No Centro POP, além de orientação psicológica e social, os usuários recebem alimentação, roupas novas e encaminhamento para abrigos parceiros. O espaço possui uma equipe de assistentes sociais e educadores que fazem abordagens diárias e fica na Rua República Árabe da Síria, nº 136 – Centro, e funciona de segunda a sexta-feira das 9h às 17h.

 

Rede de proteção

Atualmente, a Smas trabalha com a rede de proteção através de dois departamentos: o Departamento de Proteção Básica, que age na prevenção junto às famílias para fortalecimento do vínculo familiar; e o Departamento de Proteção Social Especial (DPES), quando já ocorreu a violação de direitos e a pessoa precisa de proteção social urgente.

Volta Redonda conta com uma rede completa de assistência social que, além do Serviço de Abordagem Social, o Abrigo Seu Nadim e o Centro Pop, tem o Serviço de Atendimento ao Migrante (SAM), que após o atendimento no Centro Pop faz a concessão de passagem rodoviária aos usuários em trânsito.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996