domingo, 5 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Prefeitura de Volta Redonda recorrerá da decisão judicial que devolve linhas para Sul Fluminense

Prefeitura de Volta Redonda recorrerá da decisão judicial que devolve linhas para Sul Fluminense

Matéria publicada em 26 de maio de 2020, 16:29 horas

 


Volta Redonda – A prefeitura de Volta Redonda recorrerá da decisão judicial que devolveu a operação de três linhas municipais de transporte coletivo para a Viação Sul Fluminense, nesta semana. A operação foi assumida pela empresa Cidade do Aço no último sábado (23), pois, segundo a prefeitura, o serviço prestado pela viação era insatisfatório, com atrasos constantes, superlotação e veículos em más condições.

A decisão foi da 5ª Vara Cível, através do juiz Alexandre Custódio Pontual. As linhas assumidas pela viação Cidade do Aço eram: 320–A (Dom Bosco – Conforto); 525 (Açude-Jardim Amália); e 530 (Açude- Jardim Amália – Via Vila Mury e Park Sul). A troca da empresa era válida até a realização definitiva da licitação das linhas da Sul Fluminense.

O prefeito Samuca Silva comentou que uma equipe estava monitorando o serviço pela Cidade do Aço e que o retorno da população estava sendo positivo.

– Recebemos diversos relatos de melhorias no transporte. Nosso objetivo é sempre esse, permitir um transporte coletivo de qualidade para a população. Vamos recorrer da decisão liminar e mostrar judicialmente a necessidade dessa troca, tendo em vista os problemas enfrentados pelos moradores com transporte ruim – explicou o prefeito.

Em janeiro deste ano, o governo municipal autorizou a intervenção em nove linhas, que estão sendo operadas por três empresas consorciadas do SindPass. Essas linhas atendem os bairros Conqueiros, Siderlândia, Vila Brasília, Santa Cruz e Santa Rita do Zarur.

Samuca enfatizou que o objetivo é realizar a licitação das linhas da Sul Fluminense. Em maio de 2019, o prefeito decretou a caducidade da concessão da empresa por prestar serviços da má qualidade, porém o processo de licitação está suspenso pelo Tribunal de Contas do Estado, que está analisando o processo.

– Estamos aguardando a liberação do TCE para realizar essa licitação. Mas, com a pandemia, os prazos do tribunal foram estendidos. Esperamos que, em breve, possamos realizar essa licitação para melhorar o transporte e a mobilidade urbana da cidade. Mas enquanto isso não acontece, determinei que os estudos para elaboração do edital de licitação sejam acelerados. Assim, quando tivermos a liberação, não vamos perder tempo para iniciar o certame – concluiu.

O secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Rogério Loureiro, disse que a mudança visava melhorar a qualidade do serviço.

– Tomamos essa decisão por conta da qualidade do transporte estar muito ruim, com várias reclamações da população que aumentaram ainda nesse período de pandemia. A atual empresa não estava conseguindo atender a demanda e por isso a troca – esclareceu o secretário.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. Avatar

    Não sei ,por que estão reivindicando as linhas de volta , não o mínimo de respeito pelos usuário do transporte , ônibus todo quebro banco , luminária,ferro solto e ainda a falta de educação de alguns motoristas principalmente no último horário , deixando pessoas pra trás no ponto de ônibus ,faz uma pergunta ja reponde com grosseria ,da espaço para outras linhas.
    aff

  2. Avatar

    Achei interessante um comentário postado por um cidadão usuário do transporte publico, por isso copiei e vou replicar aqui.

    RESPOSTA DE UM CIDADÃO A NOTA DE ESCLARECIMENTO A VIAÇÃO SUL FLUMINENSE:

    Viação Sul Fluminense, é sério isso?

    Como cidadão de Volta Redonda só quero respeito, quesito simples que a referida empresa falta com seus clientes todos os dias, funcionários e fornecedores que ficam a mercê de uma empresa irresponsável.

    Ao ponto de vista de garantia do patrimônio da empresa a atuação da gestora é exemplar, porém o descaso com os funcionários é uma verdadeira aberração, onde muitos colaboradores foram dispensados sem receber ao que tinha de direito tendo que recorrer ao judiciário a garantia de seu direito trabalhista, judiciário que por sua vez que não tem a mesma agilidade em deferir uma liminar em favor de um empregado ou cidadão comum, aos clientes usuários que constantemente sofrem com atrasos e que vivem sob a eminência de risco de morte sendo transportados por verdadeiras sucatas a atuação da nobre gestora é de FODA-SE com todo mundo.

    Queremos ser respeitados, anos de descaso e falta de investimento não é culpa do cidadão usuário ou dos seus funcionários, mais sim de uma gestão que buscou a todo custo ganhar dinheiro.

    Agora, com a empresa no buraco querem se “recuperar” ao custo dos passageiros, prefeitura e funcionários.

    Até agora não vi uma atitude ou decisão em favor de quem realmente anda pagando o “pato”, no caso o usuário que é o trabalhador, pai, mãe, filho da nossa amada Volta Redonda.

    Não vi nenhum sócio da empresa dispor de seu patrimônio pessoal para reerguer a empresa ou judiciário determinar o bloqueio de patrimônio dos sócios da empresa em favor do pai e mãe de família mandado embora sem receber seus proventos.

    Lamentávelmente a atitude de descaso da empresa e seus gestores, está a ponto de provocar uma revolta popular, que poderá provocar a atitudes extremas por parte da população.

    Sinceramente oriento aos senhores a não provocarem tal revolta popular contra a falimentar Sul Fluminense, outro ponto eu destaco, a liminar conquistada pelos senhores foi por meio de falácia ditas ao judiciário, pois a muito tempo a Viação Sul Fluminense não cumpre com as suas obrigações contratuais com o município de Volta Redonda.

    Não sou contra ou a favor de ninguém, porém eu quero a garantia a um serviço de transporte público de qualidade

  3. Avatar
    Dane-se a Sul Fruminense

    juiz (com j minúsculo) não anda de ônibus. O poder judiciário é a maior vergonha que existe nesse país. Se políticos não chegam perto do povo, aqueles são piores. Vivem numa bolha e cheios de regalias.

  4. Avatar

    O departamento jurídico do Município de Volta Redonda tem se mostrado, há muitos anos, extremamente incompetente. Os interesses do Município não vêm sendo defendidos adequadamente, e isso não é de agora… Tá faltando capacidade de argumentação para a procuradoria, retórica jurídica, enquanto a Sul Fluminense contrata escritórios gabaritados do Rio para a defender…

  5. Avatar
    Capeta da grota do Santa cruz

    FORA SUL FLUMINENSE!!! PESSIMO SERVICO PRESTADO A POPULACAO. DECIDE AQUELE QUE NAO USA O TRANSPORTE PUBLICO AI FICA FACIL…

  6. Avatar

    Ê de doer essa decisão.A Sul Fluminense é uma porcaria de empresa quebrada que atende mal aos usuários.Acho que o Juiz não observou esse detalhe.Com sua decisão técnica FERROU o povo que anda nas carroças da citada empresa.

    • Avatar
      Alessandro Lima de Paula

      Prefeito está tentando.mas justiça não deixa.porque juiz não usa transporte público.kkkkkk. lamentável

  7. Avatar

    A empresa foi trocada por estar ferrando com a população!!!!
    Dane-se a ‘situacao da empresa”, pois agora deixaram escapar o quanto faturam por mês!:792838 passageiros×R$3,8 = R$3.012.784,40 por mês em média!!!
    E oferecem um lixo para nos transportar!!! E notem que o vale transporte é arrecadado antes do passageiro usar o ônibus!!!
    Mais uma vez, um juiz ferrando com o povo!!!!

Untitled Document