>
sexta-feira, 20 de maio de 2022 - 09:51 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Procon Volta Redonda alerta sobre um novo golpe conhecido como ‘golpe do colchão’

Procon Volta Redonda alerta sobre um novo golpe conhecido como ‘golpe do colchão’

Matéria publicada em 14 de fevereiro de 2021, 12:11 horas

 


o crime tem como alvos idosos e pessoas com pouca instrução

A orientação é para que as pessoas não comprem o produto e caso seja vítima procure a delegacia da Polícia Civil – Foto: Divulgação.

Volta Redonda- O Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) de Volta Redonda faz uma alerta sobre um novo golpe que está sendo usado na cidade principalmente junto a pessoas de mais idade.

Segundo o coordenador do órgão, o advogado João Silveira Neto, o Procon tem recebido reclamações de vítimas do chamado “golpe do colchão”, e que tem como alvos idosos e pessoas com pouca instrução. O golpe, explica João Silveira, consiste em vender objetos a preços exorbitantes, normalmente colchões, para conseguir ter acesso a dados pessoais. Com isso, o golpista consegue abrir contas bancárias e até adquirir empréstimos consignados no nome da vítima.

Silveira Neto detalhou que normalmente os golpistas agem em dupla. Durante a negociação, eles vendem o colchão com a promessa de que o produto “trata” doenças e pedem que a vítima tire uma foto segurando um documento com foto. O preço inicial do colchão informado às vítimas é de R$ 8 mil.

“Esses oportunistas se aproveitam que os idosos estão mais em casa por conta da pandemia e até de pessoas mais simplórias para conseguirem aplicar este golpe. De posse desta foto, eles têm acesso a todos os dados da pessoa. Podendo fazer empréstimos, abrir contas bancárias e o consumidor vai sair no prejuízo.”, afirmou.

Segundo o coordenador do Procon, as pessoas têm procurado o órgão e a orientação é para que eles não comprem o produto; caso seja vítima procure a delegacia da Polícia Civil.

“Lembre-se: você não está comprando nem de um site, nem de loja física, como é que a pessoa vai encontrar este vendedor?”, finalizou Silveira Neto, ressaltando que geralmente esses vendedores usam de propaganda enganosa, já que o produto não apresenta nenhum benefício para quem o usa.

Caso o consumidor desconfie que está sendo alvo de golpista pode chamar a polícia através do 190.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. existe o Amador e o profissional em todas a areas!!!!
    o aproveirador e o Pai de familia que precisa levar o sustento a casa.
    analisar quem ta vendendo ou quem ta levando esse tal produto é de grande valia!!!

  2. Acusação generica é no minimo leviana

Untitled Document