quinta-feira, 29 de outubro de 2020 - 16:52 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Procura por material escolar ainda é baixa em papelarias de Volta Redonda

Procura por material escolar ainda é baixa em papelarias de Volta Redonda

Matéria publicada em 15 de janeiro de 2020, 10:48 horas

 


Expectativa de comerciantes é que as vendas aumentem na última semana de janeiro, que antecede a volta às aulas

Canetas são os itens que chamam atenção na hora da compra do material escolar
(Foto: Franciele Bueno)

Volta Redonda – A procura por material escolar ainda está devagar em Volta Redonda no início desse mês. Os comerciantes comentaram que muitas famílias ainda estão viajando e que a previsão é de que as vendas possam aumentar na última semana de janeiro, que antecede a volta às aulas, prevista na maioria das instituições para o dia 03 de fevereiro. De acordo com a proprietária de uma papelaria, localizada na Vila Santa Cecília, Cora Monteiro da Silva, a procura pelos objetos deve se intensificar a partir desta quarta-feira (15).

– Nossa expectativa de vendas começa em meados de janeiro até fevereiro, quando de fato, inicia as aulas. Muitas famílias deixam para comprar o material escolar na última semana, como nos anos anteriores. Estamos otimistas com as vendas este ano, apesar da baixa procura registrada no início do mês – disse, acrescentando que itens como cadernos, mochilas e folhas A4 são os produtos mais vendidos, sendo que a prateleira de canetas é um dos locais na papelaria que chamam a atenção dos consumidores pelas cores e variedades.

– As mochilas, cadernos, canetas em geral, lápis de cor, na verdade todos os produtos são bem vendidos no período – comentou a proprietária e aproveitou para explicar que: “este ano não haverá venda de livros didáticos na papelaria devido ao convênio que as editoras têm com as escolas”, disse Cora.

Em outro estabelecimento de uma rede de lojas de utilidades, com setor de papelaria, no mesmo bairro, apesar da procura ainda estar tímida pelo material escolar, o proprietário se mantém confiante com a possibilidade de aumento nas vendas no fim desse mês.

– Na última semana de janeiro a procura com certeza deve ser maior e contamos com isso. Temos na loja o setor de papelaria e nesse período ampliamos a quantidade de produtos em destaque na entrada do estabelecimento – disse Danilo Lopes, acrescentando que existem promoções nos principais itens do material escolar como folhas A4 e cadernos.

Pais devem pesquisar preços antes das compras

Apesar da procura ainda ser baixa pelo material escolar, os pais devem ficar atentos aos preços dos produtos, que podem apresentar aumento. Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae) estima alta de 8% no preço do material escolar nas papelarias no Brasil.
Além disso, os pais devem se ater a Lei 12.886/2013 que proíbe as escolas de exigir a compra de qualquer material escolar de uso coletivo como materiais de escritório, higiene ou limpeza, por exemplo, nem de nenhuma marca específica.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document