quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Professor e colunista do DIÁRIO DO VALE alerta estudantes sobre escolha no Sisu

Professor e colunista do DIÁRIO DO VALE alerta estudantes sobre escolha no Sisu

Matéria publicada em 20 de janeiro de 2020, 11:36 horas

 


Segundo Raphael Haussman, alunos e familiares devem ter maturidade ao escolher o curso superior no Sisu

Colunista alerta sobre equívoco na escolha dos cursos superiores
(Foto: Reprodução)

 

Sul Fluminense- As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SISU) 2020 começam nesta terça-feira (21) e seguem até sexta-feira (24) para estudantes de todo o Brasil, o que gera ansiedade para saber quais cursos superiores estarão disponíveis para cada um que realizou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado.

Por isso, o professor, coach, consultor e colunista do DIÁRIO DO VALE, Raphael Haussman, orienta os estudantes a escolherem bem os cursos que irão se inscrever no Sisu. Para ele, tanto os jovens quanto seus familiares devem ter maturidade no momento da inscrição.

– O Sisu requer maturidade para que o aluno não troque de carreira. Por exemplo: um rapaz tem o sonho de ser advogado, mas não conseguiu a nota o suficiente para se inscrever no curso superior e acaba se inscrevendo em um curso como engenharia de agronegócios. Depois de um tempo em que está estudando ele sai e vai para outra universidade, outro curso. Isso prejudica a carreira dele por conta do tempo que se dedica em uma faculdade – destacou Haussman.

O Sisu permite que os candidatos, durante os quatro dias de inscrição, mudem quantas vezes quiserem a universidade federal e o curso superior que ele pode ingressar, através da nota do Enem. Mesmo assim, é necessário ser objetivo e claro no que pretendem estudar, pois o prazo é muito curto quando se leva em conta que trata-se de uma carreira para a vida.

Impasse no Enem

Apesar do Sisu estar confirmado para começar nesta terça-feira, ainda não se sabe se o mesmo será adiado devido a correção de quatro casos de inconsistências na correção da segunda prova do exame, que iniciou na manhã desta segunda-feira (20), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os resultados do Enem 2019 foram divulgados na última sexta-feira (17) e os casos foram encontrados no sábado (18). A equipe técnica do Inep identificou que se tratava de inconsistência na transmissão de dados que a gráfica envia ao instituto para processamento das notas e que era restrita a um grupo de participantes.

A previsão é que as correções sejam concluídas até a noite desta segunda-feira. Raphael Haussman demonstrou preocupação sobre o erro de correção registrado no Enem.

– Este tipo de erro incomoda porque aumenta a tensão que os jovens estão sentindo no momento. Eles querem saber sobre as notas e quais cursos poderão estudar e com este erro a ansiedade aumenta. Fora que este tipo de erro permite questionar a credibilidade do concurso. Creio que o Sisu será adiado, pois ainda tem muitas incertezas sobre a prova. Seria melhor analisar os possíveis erros antes de divulgar, pois seria uma irresponsabilidade se encontrassem novos erros após a divulgação e teria que recomeçar tudo de novo – concluiu Raphael.

Calendário

Após as inscrições, no dia 28 deste mês, sairá o resultado da chamada regular. Entre os dias 29 de janeiro e 04 de fevereiro sairá o prazo para os candidatos participarem da Lista de Espera, onde alunos que não atingiram a pontuação necessária podem se inscrever e ficar aguardando uma eventual vaga surgir.

No mesmo dia a matrícula da chamada regular será disponibilizada com os dias, horários e locais de atendimentos definidos por cada instituição em seu edital próprio. A partir do dia 7 de fevereiro acontecerá a convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições.

Inscrições

O candidato precisa estar com o número de inscrição e a senha do Enem 2019 para se inscrever. O sistema costuma apresentar lentidão e travamento nas primeiras horas devido ao grande número de acesso. São oferecidos os cursos de universidades federais, onde as instituições podem oferecer vagas para Bacharelado, Licenciatura ou Tecnológico. O candidato pode escolher até duas opções de curso. No último dia (24) não será mais possível fazer alterações nos cursos.

Vagas

Em certos cursos, pode haver três modalidades de concorrência como vagas de ampla concorrência, vagas reservadas de acordo com a Lei de Cotas e vagas destinadas às demais ações afirmativas na instituição. O candidato deve optar por uma dessas modalidades, no momento da inscrição, de acordo com seu perfil.

Por Miguel da Silveira


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document