quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Professor é detido por suspeita de assediar aluna de 14 anos

Professor é detido por suspeita de assediar aluna de 14 anos

Matéria publicada em 20 de fevereiro de 2019, 10:15 horas

 


Barra Mansa – Guardas municipais levaram para a 90 DP (Barra Mansa), na manhã desta quarta-feira (20), um professor de educação física, suspeito de assediar, por meio de mensagem numa rede social, estudante de 14 anos. A menor comunicou o fato à direção da Escola Municipal Marcelo Drable, onde ela estuda.  Segundo informações repassadas para a polícia, a jovem vinha sendo assediada desde o ano passado, mas tinha receio de contar, segundo ela, “temendo que ninguém acreditasse nela”. A estudante teria ainda deixado de frequentar as aulas dadas pelo professor.

O delegado titular da 90ª DP (Barra Mansa), Ronaldo Aparecido de Brito, informou ao DIÁRIO DO VALE que o professor não ficou preso porque a denúncia ainda está sendo apurada.  O policial está analisando as supostas mensagens que teriam sido enviadas pelo professor à estudante. Após ser ouvido na delegacia, o professor foi liberado. As investigações, porém, vão continuar, segundo informou o delegado.

Afastado

Em nota, a Secretaria de Educação informou que foi ágil no encaminhamento da denúncia de assédio sexual à 90ª DP, envolvendo um professor, concursado da rede municipal de ensino. O memorando contendo dados sobre o caso foi encaminhado pela direção da escola ao secretário da pasta, Vantoil de Souza, às 19 horas, de terça-feira, 19.

– Tão logo recebemos as informações e o áudio gravado pela aluna, convocamos o professor a comparecer à secretaria para prestar esclarecimentos sobre os fatos. Acionamos a Guarda Municipal, que conduziu o acusado à delegacia para investigação e os devidos encaminhamentos determinados por lei – esclareceu Vantoil.

A acusação, segundo o secretário, também foi encaminhada para o Ministério Público. “Não vamos admitir qualquer tipo de atitude que caracterize assédio sexual por parte dos profissionais da educação contra os nossos alunos. Casos semelhantes, serão tratados ao rigor da lei e o suspeito conduzido para as autoridades policiais e o MP. Entendemos que nenhum profissional tem direito a prática de assédio seja no ambiente escolar ou fora dele”, afirmou o secretário.

No memorado expedido pela direção da escola, a denunciante relata que o assédio ocorria desde 2018 e, que no dia 19, quando estava na biblioteca da escola, o educador foi chamá-la para a aula de educação física e teria massageado seus ombros com as mãos. Ainda de acordo com o documento, o fato ocorreu na presença de uma professora, de uma estagiária e um aluno do oitavo ano. A denunciante contou que foi para a aula disposta a gravar um áudio que comprovasse o assédio e conseguiu. Na gravação, o professor disse que “ia deixá-la em paz, mas não ia deixar de querê-la”.

O caso foi comunicado à mãe da aluna, que não escondeu sua indignação e revolta com o caso. O professor é servidor do município desde 2010, tendo sido aprovado na 18ª colocação do concurso público para educação física. Ele foi afastado da sua função e a Secretaria de Educação está tomando as medidas administrativas cabíveis ao caso.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

24 comentários

  1. Avatar

    O minimo que esperava desse Individuo era RESPEITO!!!
    um cara casado, pai de uma filha, e EVANGELICO há anosssss. dane-se a menina… o absurdo da história é esses monstros pagando de crente

  2. Avatar

    Favi
    O melhor do Brasil São os brasileiros?

    Kkkkkkk
    Retardada

  3. Avatar

    O CASO PRECISA SER DEVIDAMENTE ESCLARECIDO PARA QUE NÃO SE ACABE GENERALIZANDO OS
    CONCEITOS ,TANTO QUANTO AO PROFESSOR E TAMBÉM EM RELAÇÃO A ALUNA.
    E PRA VOCÊ QUE DIZ QUE O POVO BRASILEIRO É SEM EDUCAÇÂO, VAI PRIMEIRO APRENDER A ESCREVER,PARA DEPOIS FALAR DE UM POVO TÃO ESPECIAL.
    CASO VOCÊ NÂO SAIBA,O MELHOR DO BRASIL É O BRASILEIRO.
    CUIDADO COM O QUE SE DIZ, OU MELHOR PENSA, ESCREVE…

  4. Avatar

    Conheço ele aqui dá vila maria que vergonha em JACK

  5. Avatar

    Se uma prostituta estiver rodando bolsinha na calçada com uma placa escrito “TRANSO COM VC POR R$10,00” ela ainda tem que ser respeitada e se alguem a tocar sem que ela autorize estará cometendo crime. Nem estou acusando o professor porque NÃO sabemos o que de fato ocorreu. Porém a menina podia ir pelada para escola que não da o direito a ninguém desrreipeita-la. Detalhe, se o cara está solto é porque o delegado não achou as provas tão reveladoras, então devemos ter cuidado antes de julgar o camarada.

  6. Avatar

    Sou do tempo que o professor era uma pessoa de respeito , assim com os padres da paróquia.
    Hoje é tudo uma baderna, a falta de respeito é tamanha.
    Também considero que 14 anos , muitas já são mães, temos que ouvir as partes antes de
    tirarmos as conclusões.
    A única coisa certa é que a Educação está uma zona em Barra Mansa ,

  7. Avatar

    Atênção! Secretário é com dever agora o senhor vai ter que tomar conta das taras das meninas e dos meninos e dos profesores. vai carregar camisinha no bolso. anticoncepcional. para este povo que vem de familia desagregada vai ter que acabar com recreio. e no termino das aula mandar os pais buscar os filhos. e nas férias não sei o qu diser para um povo brasileiro sem educação que vive de sexo,drosgas,metiras…

  8. Avatar

    Olha gente, muitas vezes criticamos so a postura do homem, mas muitas vezes e a menina sem vergonha que nao teve pais pra ajudarem a criar e que estao interessadas em grana e nao conseguem ai preferem fuder, agora por favor uma menina que ja tem filho vem falar que foi assediada e dizer que e menor, so Deus msm

    • Avatar

      Na boa, você é um idiota.
      Independente da forma como a menina age, ou não, não da este professor o direito de assedia-la.
      Primeiro, ela tem apenas 14 anos, outra, ele é um professor, maior de idade, graduado.
      Melhor você rever seus conceitos de CERTO e ERRADO. Talvez sua vida melhore ainda mais quando você entender essa diferença.

    • Avatar

      A CULPA NUNCA É DA VITIMA

    • Avatar

      amigo, não importa como a garota se comporta. Ela obrigou o professor a assediar ela? Não. Ele fez pq quis? Sim. Pronto, fim de papo. Não pode passar pano não, assediou pq quis, não é nenhum sem noção não, tem bastante consciencia do que faz.

  9. Avatar

    Era só o q faltava, cretinos tentarem inverter a culpa. O cara não tem o direito de tocar em crianças independente de quem seja ou do que tenha feito. A função dele é orientar e não estimular a libido dos alunos, mesmo q ela houvesse consentido. Ele está errado.

  10. Avatar

    TEM QUE APURAR MESMO. SUGIRO INCLUIR NAS DISCIPLINAS DE GRADUAÇÃO O CURSO DE ÉTICA E COMPORTAMENTOS EM SALA DE AULA. MUITOS DESSES PROFESSORES PRECISAM SEREM CONSCIENTIZADOS QUE SALA DE AULA E ESCOLA É LUGAR DE TRABALHO E PRECISA SE COMPORTAR DECENTEMENTE. ISSO SUJA A CLASSE

  11. Avatar

    Parem de culpar a vítima, se ela tem filho, se ela não se “comportava bem”, isso tanto faz, ele era o adulto (maior idade), ele era o professor, deveria ser exemplo para os alunos.

  12. Avatar

    NÃO DUVIDANDO DA VERACIDADE DOS FATOS MAS COMO A ALUNA COMPORTAVA-SE DIANTE DO PROFESSOR?

    • Avatar

      A culpa nunca é da vitima, simples, seu aprendiz de Bozossauro.

    • Avatar

      Assédio é inadmissível! Ninguém tem direito de assediar! A mulher é vítima, não venha diminuir ou desmoralizar a vítima, pode parar! Esse caso tem que ser apurado e tem que verificar a veracidade dos fatos, a menina pode realmente não ter sido assediada e sim ter aceito a aproximação. Pra isso serve investigação e irão descobrir a verdade! Ponto! Agora, quando há assédio de fato, a mulher é vítima sim! Mau caráter é quem assedia! Nós mulheres não podemos admitir fala machista como a sua!

    • Avatar

      Não importa, burro. A função do professor é orientar e não piorar o q já não está bom.

    • Avatar

      Amigo, o professor citado não é nenhum retardaado não. A aluna se comporta mal? “Dá mole”, etc? Não importa, o professor não é nenhuma criança nem nenhum retardado, sabe bem o que pode e o que não pode fazer, para de ser sonso. Pode passar pano não

  13. Avatar

    Poxa, detectar caráter, tara e doenças mentais nos servidores públicos não é tarefa de secretário, seja em qual pasta for… Dizem que a menininha também é atrevida, já teria inclusive filho ! Tem muita gente errada, o professor, a aluna, os pais da aluna… O menos culpado é o secretário ! Menos , né…

  14. Avatar

    Isso é reflexo da falta de gestão na Educação de Barra Mansa, com um secretário ausente que só pensa em música…não é do ramo.

    • Avatar

      Vdd meu amigo. O secretátrio tem que ser como Deus, oniciente, onipresente e detectar toda falha de carater e falta de profissionalanismo de TODOS os profissionais da educação antes mesmos destas ocorrerem. Detalhe, nem sei quem é o tal secretário pessoalmente.

Untitled Document