Programa Prevenir: Volta Redonda amplia cobertura do exame preventivo de colo de útero

Município fecha 2023 com 23% de adesão entre o público-alvo, formado por mulheres de 25 a 64 anos, e 12 unidades da Atenção Primária alcançaram a meta nacional, que é de 40%

Por Otávio de Paiva
240 Visualizações

Foto: Divulgação – Secom/PMVR

Volta Redonda – O programa Prevenir, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que tem como objetivo diminuir a mortalidade e morbidade do câncer do colo do útero em Volta Redonda, tem alcançado resultados positivos crescentes desde o seu lançamento em novembro de 2022. As ações de rastreio do público-alvo, formado por mulheres dos 25 aos 64 anos, e o aumento da oferta de exames preventivos (Papanicolau) ampliaram a cobertura no município, que fechou 2023 com 23% de adesão.

Os exames citopatológicos são ofertados em todas as 46 unidades de saúde e 12 delas atingiram a meta nacional, que é de 40% de cobertura entre o público-alvo. As unidades da Atenção Primária em Saúde Açude I e II, Coqueiros, Jardim Cidade do Aço, Mariana Torres, Retiro I, Verde Vale, Rústico, Padre Josimo, São Carlos, Siderlândia e Vila Mury (que recebeu o projeto-piloto do Prevenir em novembro de 2022), foram os destaques.

De acordo com a coordenadora do Prevenir, a oncologista Luciana Francisco Netto, a equipe do programa e da Atenção Básica da SMS vai continuar trabalhando para que todo o município alcance a meta recomendada pelo Ministério da Saúde, que é de 40% de adesão ao exame preventivo.

“Mas já conseguimos avançar muito. No segundo quadrimestre de 2023, o município atingiu 18% de adesão ao exame preventivo, um aumento de 100% em relação ao mesmo quadrimestre de 2022. E agora chegamos aos 23% de adesão, estamos numa crescente”, comemorou a médica.
Viagem em reconhecimento ao trabalho

Luciana Netto contou que o programa, a cada avaliação, premia as unidades da Atenção Básica que se destacam em relação ao número de exames preventivos realizados.

“Após o primeiro relatório, demos flores às equipes das unidades que alcançaram maior índice. Dessa vez, a gerência e funcionários das unidades que atingiram os 40% de adesão ganharam uma viagem a Caxambu (MG). O mesmo destino da Viagem da Melhor Idade em 2023. O passeio foi no último fim de semana de janeiro”, contou.

O Prevenir

O Prevenir começou com o apoio do Inca (Instituto Nacional de Câncer), com o objetivo de diminuir a mortalidade e morbidade do câncer do colo do útero e de mama em Volta Redonda, e também para aumentar a cobertura do exame preventivo por meio de rastreio organizado. O rastreio possibilita a realização de exames em pacientes sem sintomas, de uma determinada faixa etária, de 25 a 64 anos, no qual a incidência de certo tipo de câncer é mais alta. Isso ajuda a identificar a possibilidade de existência de tumores em estágios iniciais, com chance de acesso mais rápido ao tratamento, reduzindo a mortalidade e melhorando a qualidade de vida das mulheres.

Exame preventivo

O exame preventivo é um procedimento simples e indolor e através dele é possível identificar lesões causadas pelo vírus HPV (papilomavírus humano), que podem levar ao câncer do colo do útero, se não tratadas. Todas as unidades básicas de saúde de Volta Redonda fazem o exame pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

“É colhido um material do colo do útero e enviado ao laboratório. É importante que as mulheres retornem às unidades de saúde para buscar o resultado e dar continuidade ao atendimento, caso necessário. O exame é fundamental na identificação da doença”, explicou Luciana.

Foto: Divulgação – Secom/PMVR

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996