segunda-feira, 23 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Qual o melhor petisco de Volta Redonda?

Qual o melhor petisco de Volta Redonda?

Matéria publicada em 7 de junho de 2019, 09:00 horas

 


Vem aí o “Volta de Boteco”, evento que irá eleger o melhor petisco da cidade; 35 estabelecimentos participam da competição com pratos no valor de R$20

35 estabelecimentos irão servir até o dia 23 um petisco exclusivo que defina sua identidade, com preço fixo de R$20

Até o próximo dia 23 de junho, Volta Redonda estará envolvida em um concurso que irá eleger o melhor petisco da cidade. O primeiro “Volta de Boteco” vem com o objetivo de difundir e valorizar a comida de boteco de Volta Redonda. 35 estabelecimentos irão servir durante o período um petisco exclusivo que defina sua identidade, com preço fixo de R$20.

O evento é a primeira ação do Polo Gastronômico de Volta Redonda, realizada em parceria com a Associação Comercial Industrial e Agropastoril de Volta Redonda (Aciap-VR). Segundo a secretária de Cultura de Volta Redonda, Aline Ribeiro, a iniciativa cumpre a Lei Municipal 5.266/2016, que estabelece oficialmente um evento gastronômico no calendário municipal.

– É um trabalho de construção coletiva de várias instituições e secretarias municipais para o desenvolvimento e reconhecimento de Volta Redonda como polo gastronômico – conta.

O Polo Gastronômico de Volta Redonda foi criado para fortalecer a identidade gastronômica volta-redondense e estimular a culinária e economia local. Sua formação conta com a participação de diversos empreendedores e instituições locais, incluindo a Prefeitura de Volta de Redonda, Sebrae, SENAC, CDLVR – Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda, ACIAP-VR – Associação Comercial Industrial e Agropastoril de Volta Redonda, Sindicato dos Bares, Restaurantes e Hotéis do Sul Fluminense, UniFoa – Centro Universitário de Volta Redonda, CervaSul – Cervejarias Artesanais do Sul Fluminense e Fundação CSN.

– O Volta de Boteco é o primeiro evento realizado por meio do Polo Gastronomico de Volta Redonda. Uma iniciativa colaborativa que enxerga a gastronomia como uma potência para fomentar o turismo e a economia da cidade – disse André Leonardi, gerente geral Fundação CSN

Daniel Cardoso, um dos participantes do Polo Gastronômico e empreendedor da cidade, conta que contribuiu diretamente para a realização do evento.

– Como parte do Polo Gastronômico, contribuí na mobilização de outros estabelecimentos da cidade. Um evento como este fomenta o segmento de gastronomia e valoriza os bares e restaurantes da cidade. Tem um envolvimento muito grande do setor, estamos falando de bares tradicionais, clássicos, os mais novos e modernos, hotel, restaurantes, enfim de uma gastronomia bem variada. É um evento que está valorizando muito a cultura gastronômica da cidade. – destaca.

Cada estabelecimento participante selecionou um prato de seu cardápio, ou criou um novo, para concorrer e o mesmo será servido ao cliente pelo valor fixo de R$20. O público irá eleger melhor petisco, atendimento, temperatura da cerveja ou chope e o melhor garçom da cidade.

– Este é o primeiro evento e logo de cara nós temos o envolvimento de 35 estabelecimentos. Comparando com cidades grandes, que possuem eventos como este, nós estamos começando muito bem, há cidades que iniciaram com um pouco mais de 10 participantes. O que acontece no Rio de Janeiro, que já está em sua 20ª edição, tem a participação de 60 estabelecimentos. Nesse comparativo, avalio que a ideia está dando certo, pois estamos iniciando já com 35 – afirma.

Os 10 estabelecimentos com petisco mais votados serão servidos em um evento gastronômico, em 30 de junho, na Praça Pandiá Calógeras. A ocasião terá música ao vivo e atrações culturais, com entrada franca, e encerra com a premiação dos vencedores de todas as categorias.

Os três melhores em cada categoria serão premiados durante o evento com uma placa comemorativa. O primeiro colocado na categoria petisco ainda será convidado a participar do Festival de Inverno de Volta Redonda, que será realizado no mês de agosto.

 

O manifesto

Eduardo Preá, um frequentador de bares e amante desta temática, mantém uma página em uma rede social onde escreve sobre o assunto. Quando soube do evento e entendeu a importância dele, criou um texto.

– A organização tomou conhecimento do meu trabalho, me pediram pra rascunhar algo sobre o assunto. Sou um amante e frequentador de bares e botequins, são lugares de identidade forte e às vezes escrevo sobre isso. Pensei no evento e na cidade, apresentei algumas ideias para a organização e alinhamos o texto. A partir daí nasceu o manifesto – conta.

 

Como funciona

Cada local criou ou elegeu um prato para ser representado. O público pode visitar e votar quantos estabelecimentos quiser, os petiscos participantes tem valor fixo de R$20. Os clientes e os jurados dão notas de 1 a 10 nas categorias petisco, atendimento, temperatura do chopp e garçom. Quem for ao estabelecimento e pedir um dos pratos participantes tem direito a um voto, que será validado um por pessoa em cada local.

O peso do voto popular é de 40% e o júri técnico de 60%. Os votos físicos serão recolhidos e apurados por uma comissão independente e especializada.

 

O Polo

O Polo Gastronômico de Volta Redonda tem o objetivo de estabelecer uma identidade culinária local, fomentar o setor de alimentação fora do lar e fortalecer o turismo gastronômico. Por meio de ações coletivas, capacitações e trocas de experiências, o Polo Gastronômico visa estreitar a relação entre estabelecimentos e consumidores, incentivando a economia local.

A formação do Polo Gastronômico é um trabalho colaborativo e conta com diversos empreendedores e instituições como a Prefeitura de Volta Redonda, SEBRAE, SENAC, CDLVR – Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda, ACIAP-VR – Associação Comercial Industrial e Agropastoril de Volta Redonda, Sindicato dos Bares, Restaurantes e Hotéis do Sul Fluminense, UniFoa – Centro Universitário de Volta Redonda, CervaSul – Cervejarias Artesanais do Sul Fluminense e Fundação CSN.

 

Serviço:

O “Volta de Boteco” acontece até o dia 23 de junho, em 35 estabelecimentos de Volta Redonda. Para mais informações e conhecer os estabelecimentos participantes acesse www.voltadeboteco.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Você não conhece volta redonda, ou não tem dinheiro para frequentar os bons bares da cidade. Deve conhecer só os pés sujos das periferias.

  2. Avatar

    Bela ideia,vamos experimentar as delícias de buteco

  3. Avatar

    VOLTA REDONDA E REGIÃO, NÃO TEM UM BAR E RESTAURANTE QUE PRESTA.(CHURRASCO, PIZZA E BATATA FRITA).

Untitled Document