>
domingo, 7 de agosto de 2022 - 17:11 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Quinze caminhoneiros de terceirizada da CSN são demitidos

Quinze caminhoneiros de terceirizada da CSN são demitidos

Matéria publicada em 26 de junho de 2020, 17:51 horas

 


Barra Mansa – Cerca de 15 caminhoneiros, que estavam prestando serviços de retiradas de resíduos tóxicos para a CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), foram demitidos nessa semana. Eles tinham contrato com a empresa Foxx Haztec de Barra Mansa até o mês de setembro deste ano para transportar os resíduos da CSN para descarte, porém eles receberam o aviso prévio na segunda-feira (21) de que só irão trabalhar até a próxima terça-feira (30). De acordo com um dos caminhoneiros, que não quis se identificar, a empresa contratou os serviços de uma empresa do estado do Espírito Santo para continuar com as operações no dia seguinte.

– Somos 15 caminhoneiros e temos contrato com a empresa até setembro e de repente essa semana fomos avisado que podemos trabalhar somente até terça-feira e já tem caminhão do Espirito Santo para fazer o serviço. Não recebemos nenhuma satisfação do motivo do serviço ter acabado. Somos 15 pais de família com contrato e em plena pandemia, do nada fomos colocados para fora. Eles não falam sobre quebra de contrato nem de uma indenização – disse um dos caminhoneiros, que há três anos realiza o serviço para a CSN e a Foxx Haztec.

O caminhoneiro disse estar preocupado com a demissão devido as contas que vão se acumular para manutenção do caminhão, além das despesas em casa.

– A nossa revolta é simplesmente pela forma que estão fazendo com a gente. Se tem um contrato, se tem um trabalho até setembro, por que não permanecerem ? Eles não têm obrigação de nos permanecerem depois que um contrato acabar, mas enquanto se tem um contrato, ele tem que ser cumprido. Nós simplesmente estamos tomando uma banana. Estamos sendo pressionados a ficarmos quietos, como uma ameaça de não poder fazer outro tipo de serviço – afirmou o ex-funcionário.

Notas

O DIÁRIO DO VALE pediu esclarecimentos da CSN e da empresa Foxx Haztec sobre o acontecido. Ao ser procurada, a CSN declarou que não comenta sobre trocas de prestadores de serviços.

Já a Foxx Haztec emitiu uma nota, esclarecendo que CSN abriu nova concorrência para a prestação do serviço e se valeu do direito de rescindir o contrato com a companhia antecipadamente.

– Por isso, o trabalho dos motoristas autônomos também será interrompido, cumprindo todas as as obrigações contratuais e legislações vigentes. Cabe destacar que estes contratos não estabelecem prazos para prestação de serviço, uma vez que este se dá sob demanda, como acordado no documento, e garantem a rescisão a qualquer momento. A companhia ratifica sua postura transparente com os motoristas e informa que apresentou o resultado da concorrência tão logo foi notificada pela CSN sobre a rescisão do contrato – concluiu em nota, acrescentando que está empenhando todos os esforços para apoiar os motoristas em seu processo de recolocação em outros contratos e no mercado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Pior a Coqueria que vai demitir 300 aloo Pedro Gutemberg faz uma visita na Coqueria!!!!! Nossa bateria está acabando !!!! Mesmo solteiro fico chateado, imagina os pais de família!!!! Bateria se alto destruindo…parabéns gerencia pela mal gestão

  2. Brasil: Um país do futuro!

  3. Todos queriam a privatização. Ela veio mas levou embora a chance do emprego com garantias. Agora, o que vale é o trabalhador de empresa terceirizada, sem qualidade, ganha salário baixíssimo e pode ser descartado a qualquer momento.

    • Pior a Coqueria que vai demitir 300 aloo Pedro Gutemberg faz uma visita na Coqueria!!!!! Nossa bateria está acabando !!!! Mesmo solteiro fico chateado, imagina os pais de família!!!! Bateria se alto destruindo…parabéns gerencia pela mal gestão

  4. capeta da grota do santa cruz

    DUAS GATAS SAFADAS ….

Untitled Document