Resende cria Cia. de Desenvolvimento para atrair investimento em Complexo de Saúde

Município vai fortalecer setor químico-farmacêutico; novas fábricas ocuparão 500 mil m² do polo industrial

by Agatha Amorim

Foto: Divulgação PMR

Resende – Conhecida por ter um parque industrial com área de 23 milhões de metros quadrados e abrigar unidades fabris do setor metal-mecânico e químico-farmacêutico, a cidade de Resende deverá, muito em breve, investir em um grande complexo de saúde numa área próxima ao polo industrial do município, com pelo menos 500 mil metros quadrados. A ideia, segundo o prefeito Diogo Balieiro Diniz contou em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO VALE, é diversificar a gama de negócios e atrair ainda mais empresas para a região.

“Fizemos um balanço do desenvolvimento econômico de Resende nesses anos de governo, restando agora um ano de mandato. A cidade avançou muito em um modelo de gestão que tem dado certo. Com o município crescendo, podemos entregar um serviço público de qualidade”, disse Balieiro, revelando que a criação de uma companhia de desenvolvimento econômico para atender ao município poderá atrair novas indústrias para a região.

De acordo com Diogo Balieiro, a ideia é fortalecer a vocação químico-farmacêutico de Resende e associá-la ao novo complexo de saúde. “O entendimento do governador Cláudio Castro é que o estado do Rio precisa ser menos dependente da indústria do petróleo e gás, no que concordamos. O projeto da Companhia de Desenvolvimento Econômico já foi para a Câmara”, explicou o prefeito.

 

Novos investimentos regionais

O deputado estadual Tande Vieira concordou e foi além. Reforçou que o polo siderúrgico é importante, mas que é imprescindível explorar novos horizontes e possibilidades. “Com a substituição de importações na área de saúde, o investimento em complexos do setor é uma tendência para os próximos anos”, avaliou o parlamentar. “Esta é uma das vertentes para se trabalhar”, completou.

Para Tande, a colaboração da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) é indispensável para a incursão – não só de Resende, mas de todo o Médio Paraíba – em novos modelos de negócio. “A região tem avançado muito e isso aumenta a possibilidade de atrair mais indústrias e mais empregos”, disse, acrescentando que com a chegada de novos investimentos e empresas no país – como os da Nissan, que anunciou uma injeção de R$ 2,8 bilhões na planta de Resende –a briga entre os Estados para garantir seu quinhão é grande.

Mas, segundo o parlamentar fluminense, o estado do Rio sai na frente de todos eles. Questionado sobre se já existe algo definido para o Sul Fluminense, Tande desconversou. “Preferimos aguardar os papeis serem assinados, mas vem muita coisa boa por aí, com certeza”, concluiu.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996