>
quarta-feira, 6 de julho de 2022 - 23:16 h

TEMPO REAL

 

Capa / manchete2 / Reunião elege membros do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Porto Real

Reunião elege membros do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Porto Real

Matéria publicada em 18 de março de 2015, 17:20 horas

 


Formando: Encontro acerta como funcionará grupo que cuidará dos direitos das pessoas com deficiência (Foto: Divulgação)

Formando: Encontro acerta como funcionará grupo que cuidará dos direitos das pessoas com deficiência (Foto: Divulgação)

Porto Real

Em convocação à sociedade civil e suas referentes representações como deficientes físicos, visuais, auditivos e mentais foi realizada reunião do novo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência a fim de criar membros de representatividade partidária com o governo da cidade, de acordo com a Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS).
A próxima reunião municipal que irá designar o delegado acontecerá em maio para decidir a representação da classe especial da cidade nas reuniões estadual e federal, que vão ocorrer em setembro e dezembro, respectivamente. Estiveram presentes os subsecretários de Administração e Fazenda, Alexandre Corradi, também representando a Secretaria de Governo, de Saúde, Vanila Rocha, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Porto Real Alexsandra Maria Beltrão e Glauco Oliveira em nome dos conselheiros de Volta Redonda. A assessora Tânia Soares substituiu a vereadora Bianca Diniz.
Serão definidos 10 membros para compor o conselho, 5 do governo municipal e 5 da sociedade civil. Entre as representações do município estão as secretarias de Saúde; Obras, Urbanismo e Infraestrutura; Educação e de Serviços Urbanos, Transportes, Turismo e Eventos. “Com esse conselho implantado no município teremos melhores meios de garantir os direitos de pessoas com deficiência e também nos permitirá buscar recursos para implementar ações direcionadas a esse público, como, por exemplo, a Olimpede (Olimpíada da Pessoa Deficiente), capacitações diversas, entre outras”, argumenta a presidente do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Alexsandra Maria Beltrão.
Esse é o caso do zelador Jusué de Oliveira, deficiente físico de nascença e um dos membros da sociedade civil do conselho. “Estou bastante animado, pois teremos respaldo para lutar pelos nossos direitos. Agora vai melhorar muito, principalmente em benefícios relacionados ao transporte como carteirinha que dá gratuidade para circular em ônibus intermunicipais”, acredita Jusué.
“Queremos garantir o direito das pessoas com deficiência e fortalecer as políticas públicas que permitem o acesso a qualidade de vida. O conselho visa auxiliar muito na construção de uma política intersetorial e transversal, de saúde, de assistência social e de acessibilidade, na educação inclusiva, assim como em ações complementares do Governo Federal pelos direitos de pessoas com deficiência”, acredita a subsecretária de Saúde, Vanila Rocha.
“A criação de um Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência é muito necessária para assegurar políticas públicas que auxiliem na luta por seus direitos e benefícios que irão melhorar a qualidade de vida deles. São pessoas que merecem o nosso olhar especial para que possamos proporcionar melhorias na saúde, locomoção e inclusão. São exemplos de superação que queremos cada vez mais fortalecer e respaldar”, atesta a prefeita Cida.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document