domingo, 25 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Riscos de acidentes domésticos crescem para a terceira idade

Riscos de acidentes domésticos crescem para a terceira idade

Matéria publicada em 14 de julho de 2019, 08:00 horas

 


Maior preocupação é com os idosos; visão prejudicada e falta de atenção são causas que provocam os acidentes

Familiares e cuidadores devem redobrar cuidado com idosos que ficam sozinhos em casa (Foto – Arquivo)

Barra Mansa – O Estado do Rio registrou alguns casos recentes de idosos que morreram dentro das próprias casas, de maneira trágica, em incêndios. Eles estavam sozinhos e as perícias ainda vão ratificar o que aconteceu. Uma das hipóteses é de acidente doméstico e, diante disso, o DIÁRIO DO VALE procurou um bombeiro civil para falar sobre este quadro específico.

Segundo Jean Patrique Elizeu Berto, bombeiro civil e técnico de segurança, fios emendados, mais conhecidos como ‘gambiarras’, má utilização e conservação de equipamentos que podem gerar curto circuito podem ser os principais fatores que propiciam esse tipo de acidente em casa.

– Muitas pessoas não se atentam ao básico e às vezes não utilizam o material adequado, como fitas que servem para isolar uma fiação, por exemplo. Velas devem ser manuseadas com cautela, porque as pessoas podem acabar se esquecendo e deixando-as acesas. O risco de acontecer um incêndio aumenta muito, já que nas casas existem materiais que são conhecidos como “combustíveis classe A” como madeira, papel e tecido. Eles pegam fogo muito rápido – comentou.

De acordo com Jean, outros fatores que dificultam o dia-a-dia dos idosos são a dificuldade de mobilidade e problemas com a visão.

– Alguns idosos já não conseguem enxergar de uma maneira tão eficaz e andam com uma certa dificuldade. As dicas que tenho para dar, serão aquelas que vão poder deixar a pessoa mais segura dentro de casa. Por exemplo: evitem fazer gambiarras, tentem trabalhar com prevenção. Se a casa apresenta alguma característica que necessita de manutenção, como a troca da parte elétrica, o adequado é realizar essa troca o quanto antes. As pessoas também deveriam se atentar quanto ao uso de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, além de evitar deixar chapinha em cima da cama – lembrou.

Outros cuidados

Jean ainda alertou sobre outros acidentes que podem acontecer, caso não haja atenção dentro de casa.

– Acidentes dentro do banheiro também são frequentes e envolvendo vaso sanitário são terríveis. As pessoas devem tomar muito cuidado. Andar sobre pisos escorregadios também requer atenção. Barras de ferro são essenciais em residências que têm pessoas idosas, justamente para tenham mais segurança e mobilidade. Capinhas em tomadas ajudam a evitar que crianças coloquem os dedos, evitando choque elétrico. Brinquedos e objetos que possam obstruir as vias aéreas devem ser evitados. Objetos pontiagudos, medicamentos e produtos de limpeza devem sempre estar em um local fora do alcance de crianças; além das alças de panelas, que sempre devem estar viradas para dentro do fogão. Existem diversas formas de se prevenir, e cabe ao próprio morador, zelar por sua segurança e a segurança de sua família – destacou.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document