domingo, 16 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Rodrigo Hallvys lança seu primeiro livro

Rodrigo Hallvys lança seu primeiro livro

Matéria publicada em 8 de agosto de 2018, 08:00 horas

 


“O Dia D” traz uma coletânea de poemas sobre seus primeiros 31 anos de vida

Rodrigo Hallvys lança seu primeiro livro, experimentando mais um caminho pela arte – Foto: Divulgação/Jana Machado

Páginas escritas entre os anos 2011 e 2012, mas guardadas “na gaveta” como o próprio autor diz. Intitulado como ‘O dia D’, o primeiro livro do ator voltarredondense Rodrigo Hallvys traz uma coletânea de poemas que escreveu sobre seus primeiros 31 anos de vida, incluindo um texto sobre a cidade.
O título faz alusão aos planos de relacionamento e casamento que foram criados, fato que estimulou Hallvys a escrever alguns textos que foram publicados na internet e criaram uma repercussão inesperada.
-Foram três textos românticos. Onde eu me aproximei, me envolvi e também fiz o pedido de namoro. Só que, como eu os publiquei na internet, uma quantidade gigantesca de gente comentou e curtiu na época. Dizendo que também sentia aquilo ou que estava aos prantos enquanto lia os textos – lembra.
Rodrigo acrescenta ainda que foram mais de mil curtidas e uma quantidade imensa de comentários nas publicações de sua antiga conta em rede social nas citadas publicações.
-Recebi comentários do tipo: “Poxa, você escreve coisas lindas e meu namorado não me envia nem um SMS”, “Que Deus não tenha jogado fora a sua forma. Multiplica, Senhor!” ou “Não consigo parar de chorar desde a hora que li seu texto. Você me representa!” – recorda, se divertindo.
Até o término da relação, no ano seguinte, foi útil ao livro. Hallvys explica que os textos pessoais abordam assuntos universais e que é exatamente por isso que as pessoas acabam se identificando e se emocionando com vários deles.
-São aqueles momentos espontâneos, que aceleram o seu coração, ou que lhe fazem chorar por alguma decepção. Você se revolta, sente medo, fica confuso e com o tempo até ri de si mesmo por ter sofrido por aquilo. Isso tudo é humano. É natural e são experiências saudáveis para o crescimento, creio. – explica.
Segundo o artista, a ideia de escrever assuntos de sua trajetória e a reflexão sobre um de seus poucos relacionamentos lhe fez aprender algo importante.
– Difícil não é abrir mão das pessoas, mas sim, dos planos que havíamos feito junto a elas. Daí vem um período de revolta por termos investido em uma relação que não continuou. Vem o receio de não encontrarmos outra pessoa que vislumbre os mesmos planos a dois. Aí aprendemos que nossos sonhos e sentimentos não podem depender das outras pessoas. Precisamos ser felizes de forma independente e, quem vier junto, chegará para agregar de forma natural e tranquila – detalha.
O retorno do público tem sido de grande valia até mesmo para o autor, que voltou a refletir sobre si mesmo após a reação das pessoas.
-Eu não sabia que tinha fama de tão marrento ou bravo porque procuro ser gentil e atencioso com todo mundo. Porém, muita gente que leu o livro no Rio veio me falar que se espantava por não saber que eu tinha um lado tão romântico. Galera, eu sou carinhoso de verdade. Muito mesmo. Talvez as pessoas tenham construído uma imagem de ‘garoto profissional’ a meu respeito, mas como qualquer um também tenho sonhos pessoais – esclarece o autor, rindo.
O livro teve seu lançamento no Rio de Janeiro em maio e agora será lançado em Volta Redonda, nesta quinta-feira (09), às 20h, com entrada franca, no campus Volta Redonda do UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase).
– Pensei no local porque sou filho da casa. Graduei em Teatro no campus de Barra do Piraí. E como sempre, apoiaram a minha ideia. Fico grato mais uma vez – sorri.

Serviço
O livro de poesias “O dia D”, de Rodrigo Hallvys, publicado pela editora RH Soluções Artísticas, será lançado nesta quinta-feira (09), às 20h, no auditório do UGB/Ferp – Campus Aterrado. Para mais informações sobre o livro e o autor acessewww.rodrigohallvys.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Corta o cabelo, de boa …
    Tá parecendo o Larry Fine dos 3 patetas…

Untitled Document